Plano de viagem: os desertos mais interessantes do mundo

Viajante nato ou que descobriu o wanderlust ao longo dos tempos não abre mão de destinos diferentes. Por isso o Viajar é Vida dá uma mãozinha agora com este plano de viagem: os desertos mais interessantes do mundo. As condições climáticas, as regiões inóspitas, a experiência única e estão praticamente prontos os ingredientes para uma viagem das mais inesquecíveis. E quem já foi a um deserto, acaba querendo conhecer os outros, como se fosse uma missão viajante.

Neste post, o Viajar é Vida faz uma apresentação dos mais interessantes desertos do mundo. Vai se planejar? Não se esqueça de que uma viagem como esta exige seguro especial, roupa adequada, protetor solar, chapéu, repelente, óculos escuros, bom moletom, tênis confortável ou especial para trekking e muita vontade de experimentar todas as oportunidades.

Foto: Jörg Peter/Pixabay

Com uma lista infindável de motivos, o Saara faz parte do plano de viagem: os desertos mais interessantes do mundo

Um dos mais reconhecidos desertos do mundo, o Deserto do Saara recebe milhares e viajantes todos os anos.Há diferentes entradas, mas falaremos sobre a partida em Merzouga, também conhecida como a porta do deserto. A localização é incrível, bem aos pés das primeiras dunas. Para chegar lá, parte-se geralmente de Marrakech (talvez a mais famosa cidade do Marrocos), numa viagem que leva cerca de 7 horas. Neste percurso há diferentes cidades que podem ser visitadas para conhecer os hábitos e costumes dos marroquinos.

A aldeia de Merzouga é conhecida por possui o maior conjunto de dunas de Marrocos, o que garante a atividade turística e gera economia. Daqui partem passeios em camelos, circuitos 4×4, acampamentos nas dunas, banhos de areia terapêuticos e algumas outras. Apesar de região desértica, já houve inundação grave registrada em maio de 2006. Não é comum, obviamente, mas vale como registro curioso.

O Saara é a terceira maior área desértica da terra, atrás apenas da Antártica e do Ártico. Ele é maior, por exemplo, do que o Brasil ou a Austrália!!!! Obviamente que um local tão grande ocupa mais de um país. O Saara se estende pela Argélia, Chade, Egito, Líbia, Mali, Mauritânia, Marrocos, Níger, Saara Ocidental, Sudão e Tunísia. Atualmente cerca de 2,5 milhões de pessoas na região. Os povos nômades vivem aqui e são eles que dão suporte aos viajantes. Aqui você pode passar a noite em pleno deserto, ter um café da manhã preparado pelos beduínos e viver a sensação que poucos viajantes conseguem de uma visita a este local tão inóspito. Não à toa o Saara faz parte deste nosso plano de viagem: os desertos mais interessantes do mundo.

Foto: Makunin/Pixabay

Passeio de camelo e jantar em pleno Deserto de Dubai

Parte da região desértica arábica, o Deserto de Dubai atrai viajantes diariamente em busca da experiência de conviver em uma atmosfera tão diferente do restante do planeta. Nesta aventura o viajante tem a possibilidade única de avistar o pôr-do-sol como nunca antes vivenciada. As dunas tornam-se alaranjadas e ainda é provável que se encontre alguns animais que sobrevivem ao clima e ao relevo locais. O passeio mais comum é fazer um tour com camionete com tração nas quatro rodas, mas há ainda os passeios de camelos por exemplo. Sempre (sim, sempre mesmo) faça passeios com guias locais. Regiões inóspitas exigem conhecimento e atenção. Andar pelas dunas, ver de perto esses cenários de areia e vento, só mesmo com orientação de quem entende. Os roteiros geralmente incluem parada para descer as dunas em uma prancha, muita fotografia, jantar em meio ao deserto e até apresentação de danças locais.

Foto: Short Ox/Pixabay

Mar e dunas se unem no Deserto de Khor Al Abadi

Na fronteira entre o Catar e a Arábia Saudita, o Deserto de Khor Al Abaid é um dos poucos lugares do mundo onde as águas do mar encontram as areias do deserto. Muitas atividades são possíveis nesta região como ver o sol nascer ou se por, dormir em tendas em meio às dunas, voar de trike (como uma asa delta motorizada). Nesta região de Khor Al Abadi você encontra o Mar Interior que é uma reserva natural reconhecida como patrimônio mundial pela Unesco. Aqui as dunas se espalham pelo mar quando chegam à costa. O ecossistema é diferenciado de tudo o que há pelo planeta. Faz ou não faz parte do seu plano de viagem: os desertos mais interessantes do mundo?!

Foto: Jade Bechara/Pixabay

Saudade do Deserto do Atacama, minha filha?

Mesmo quem nunca foi para o Chile em busca da aventura no Deserto do Atacama parece ter uma familiaridade com esta geografia. Por isso muita gente sente saudade mesmo sem nunca ter ido. No plano de viagem: os desertos mais interessantes do mundo, o Atacama figura como destaque. É o deserto mais alto do mundo e o mais polar seco já que chove muito raramente e há a altitude. O Atacama integra a região Norte do Chile e segue até a fronteira com o Peru, sendo o deserto representante da América do Sul nesta lista do Viajar é Vida.

Pelo Atacama a variação térmica é muito grande. As temperaturas no deserto variam entre zero grau à noite a 40 graus durante o dia. Por isso são poucas as cidades e vilas ao longo do território desértico. A cidade mais conhecida (e de onde partem muitos passeios) é São Pedro de Atacama, que tem pouco mais de 3 000 habitantes e está a 2 400 metros de altitude. É praticamente um oásis no meio do deserto. Aqui se concentram as partidas e é comum ver muitos viajantes, jornalistas, fotógrafos, videomakers e astrônomos (sim, há uma grande concentração de observatórios ao longo de todo o Atacama).

Foto: Luis Valiente/Pixabay

Cordilheiras, lago e uma geografia única no Deserto de Agafay

Também no Marrocos, o Deserto de Agafay é outra possibilidade de conhecer uma região desértica, além do famoso Saara, que fica mais ao Sul. A diferença aqui está na combinação de outros relevos e cenários como a Cordilheira do Atlas, o Planalto de Kik e o Lago Takerkoust, um lago artificial que foi criado depois da construção de uma barragem que fornece energia elétrica para Marrakech. São 7 quilômetros de comprimento e uma região adequada para fazer turismo ecológico. As Cordilheiras do Atlas são uma cadeia de montanhas no noroeste da África que se estende por 2 400 quilômetros ultrapassando as fronteiras do Marrocos, Argélia e Tunísia. A montanha mais alta é o Jbel Toubkal, com 4 167 metros ao sul do Marrocos.

Foto: Iha Hollyday

.

Na Austrália, Outback entra no nosso plano de viagem: os desertos mais interessantes do mundo

Um dos melhores pontos de partida para se conhecer o deserto australiano de Outback é Alice Springs. O viajante também pode seguir por Ayres Rock e já começar passeio pelo Uluru. Este é uma incrível pintura da natureza. São cerca de 10 quilômetros de circunferência e 348 metros de altura. Mas o grande fator são os 6 quilômetros terra adentro, como um iceberg que esconde boa parte de seu corpo sob as águas. Os aborígenes australianos veem o Uluru como um local sagrado, por isso, não é permitida a escalada.

Na região do Deserto de Outback é possível ainda visitar os Kings Canyon, com paredões de 100 metros de altura e trilhas que seguem por cima ou por baixo destas incríveis obras da natureza. As temperaturas variam muito por esta região, por isso fique atento às viagens durante o inverno. À noite, nesta época, pode fazer 15 graus negativos! No verão o calor é intenso durante o dia ou à noite.

Foto: Neil Morrell/Pixabay

Essas dicas de plano de viagem: os desertos mais interessantes do mundo deram gatilho em você? Você já se coçou para começar a estudar mais sobre algum destes locais para preparar um roteiro incrível de viagem? Se sim, divide com o povo aqui do Viajar é Vida.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*