Viagem barata de carro para o Chile

Acredite, nós saímos do litoral brasileiro e fomos até o litoral do Chile numa trip de 15 dias e gastamos apenas R$ 6.500 o casal (Na época o dólar era R$ 3,80). Foi realmente uma viagem barata de carro para o Chile. Além de viajar barato, vivenciamos um trajeto de carro fantástico, cruzamos o Sul do Brasil, Argentina e Chile. Passamos por montanha, deserto de sal, áreas verdes e áridas. Nosso objetivo era chegar a Iquique, considerado um dos melhores picos de voo livre no mundo, mas a viagem foi muito mais que isso. Quer saber mais? Acompanhe o meu modesto diário de bordo:

Primeira perna da viagem teve 1100km entre Santa Catarina e Argentina

Como estávamos perto do Rio Grande do Sul, escolhemos a fronteira de São Borja. O destino final do dia era Corrientes, na Argentina. É preciso esforço para conseguir uma viagem barata de carro para o Chile. Foi a perna mais longa da viagem, com quase 15 horas. Na estrada vivenciamos paisagens lindas, incluindo plantações de girassóis. Com o objetivo de viajar barato, sentimos um pouquinho o preço do combustível, mas a parte boa é que a gasolina tem melhor qualidade do que no Brasil.

Você anda quilômetros e o marcador permanece parado. Para tornar a viagem mais rápida e acessível, levamos café, água, lanche e tudo necessário para viajar sem receios. Chegamos a Corrientes no final da tarde. Como escolhemos um hotel com estacionamento, não perdemos tempo tirando bagagem do carro e conseguimos curtir a cidade.

Detalhes do dia:

  • 15 horas de viagem
  • R$ 450 de combustível no Brasil
  • R$ 50 de combustível no Brasil
  • AR 115 de supermercado (comida) na Argentina
  • AR 2030 de gasolina na Argentina
  • AR 1450 de hotel na Argentina = com estacionamento e café
  • AR 40 de pedágio na Argentina

Estrada ruim e mais uma parte da viagem de carro, desta vez entre Corrientes e San Salvador de Jujuy

Depois de uma noite de sono em uma cama confortável para colocar a coluna no lugar, partimos com objetivo de fazer mais 870 quilômetros em 11 horas de viagem com destino a San Salvador de Jujuy. Viu como é necessário planejar, porém não é super viável fazer uma viagem barata de carro para o Chile? Começamos a encontrar os primeiros brasileiros que também queriam viajar barato – ainda não sabíamos que eles nos acompanhariam o caminho todo. Eu arriscaria em dizer que, nessa estrada, tu encontras mais brasileiros do que argentinos. A maioria é motociclistas que seguem com destino ao Atacama.

O único ponto negativo desse trecho da viagem são os buracos. Você cruza cerca de 10 cidades com a estrada virada num queijo suíço. É necessário cuidado e paciência. No final, compensa  muito! Ficamos hospedados em uma cabana chamada Xibi Xibi. Lugar lindo, aconchegante, com café da manhã feito pela dona do local.

Detalhes do dia:

  • 11 horas de viagem
  • AR 1000 – Hospedagem
  • AR 232,56 – Mercado (comida)
  • AR 103 – Pedágio
  • AR 3330 – Combustível

No trecho do Atacama, raposas, lhamas e flamingos acompanham o nosso carro

Começamos mais um trecho da viagem barata de carro para o Chile. Tudo de mais incrível que a natureza poderia nos proporcionar, vimos nesse trajeto da viagem. Saímos de Jujuy subindo pelas montanhas de Salta, que são coloridas e chegamos a 4.170m. Com a altitude, ficamos atordoados e foi até difícil sair do carro para fazer a foto. Mas o visual compensa qualquer sensação.

Ao descer a montanha, outro presente: o deserto de sal. O local é inóspito, a não ser pelos tantos turistas (a maioria brasileiros) que curtem viajar barato e chegam aqui de carro. Poucos quilômetros depois já estávamos na última parada para gasolina: Susques. Dali até Calama eram mais de 300 quilômetros com direito a cruzar todo deserto do Atacama, por isso a importância de abastecer.

Logo em seguida chegamos à fronteira da Argentina com Chile. Os trâmites levaram quase 2 horas, entre averiguar toda a documentação (carta verde, soapex e outros seguros) e o carro. Estávamos com 4 parapentes e a equipe fez questão de olhar tudo. Depois de passar a fronteira tivemos o prazer de conhecer o Atacama. O visual é algo sem igual, repleto de montanhas e áreas áridas. Lá vi, ao lado do carro, a raposa do deserto, lhama, flamingos e outros animais da região.

Detalhes do dia:

  • 7 horas de viagem
  • AR 1000 – Combustível
  • CH 4.328 – Mercado (comida)
  • $ 40 – hotel

5 horas de viagem de carro separam o deserto do Atacama do Oceano Pacífico

Um pouco mais acostumados com o ambiente e à ‘puna’ (aquela sensação de ficar atordoado com a altitude), buscamos aproveitar mais o Atacama. Conhecemos salina, passamos ao lado de vulcões, gêiseres e fontes termais. Fizemos visitas com as informações que recebemos no hotel, mas há vários guias com transporte exclusivo e orientação para quem deseja esticar a viagem por lá. Nossa viagem do Atacama até Iquique durou cerca de 5 horas e nesse caminho vimos a natureza mudar novamente. O deserto deu lugar a áreas verdes até que chegamos no mar. Costeamos o oceano pacifico e cordilheiras em um passeio lindo que me lembrou muito Santa Catarina. De Calama a Iquique  foram outros 389 km. É uma aventura fazer uma viagem barata de carro para o Chile.

Detalhes do dia:

  • 5 horas de viagem
  • CH 31.000 – Combustível
  • CH 14.760 – Mercado (comida)
  • 1.050 – Pedágio

Iquique é o destino final desta viagem de carro para o Chile

                Iquique tem o pôr do sol no mar mais lindo que eu já vi. A cidade do litoral do Chile é um dos grandes balneários mundiais, repleta de boas praias, restaurantes, vida noturna e pontos turísticos incríveis. O comércio também é muito amplo e dá para gastar muitos pesos chilenos na Zofri, a Zona Franca. Como somos pilotos de parapente (eu tento rss), fomos para curtir o voo de lá, considerado um dos melhores do mundo. Ficamos uma semana e, para manter o foco de viajar barato, escolhemos hostel com cozinha compartilhada. A volta para casa foi no mesmo caminho e pontos de parada da vinda.

5 dicas para encarar uma viagem barata de carro para o Chile

Paciência ou amar andar de carro: teve trajeto que durou 15 horas;

Programe-se: tudo que fizemos foi planejado: quantos kms faríamos, pontos de abastecimento, hospedagem e etc.

Regras de cada país: Carta Verde, Soapex são alguns dos seguros que você precisa apresentar. Também é necessário ter uma carteira de identidade atual e ter o adesivo de 110 km no carro (para caminhonetes);

Maleta de ferramentas: foi necessário para dar alguns ajustes no carro. Mega importante para a travessia do Atacama que você fica quilômetros sem ver ninguém;

Roupa para todas as estações: em um dia você sai de uma congelante montanha e vai até o calorão do deserto;

E aí, curtiu esse relato de viagem barata de carro para o Chile? Qual o destino você encarou uma viagem parecida? Conte para o Viajar é Vida.


Conteúdos Relacionados


Um comentário

  1. Pingback: O que fazer na Ilha de Páscoa? - Viajar é Vida!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*