O que também fazer no Chile

O que também fazer no Chile inclui pelo menos uma visita ao litoral. Separadas por apenas duas horas de Santiago estão as cidades litorâneas de Viña del Mar e Valparaíso. São símbolos da vida litorânea chilena e destinos procurados no verão, principalmente na virada de ano. Viña del Mar é destino certo para quem gosta de ficar horas na praia. Tem ótima estrutura de veraneio, exibe construções do século passado, como castelos e mansões. É conhecida como a cidade jardim e é enfeitadas com canteiros e flores exuberantes.

A artística e boêmia Valparaíso, era uma das meninas dos olhos de Pablo Neruda, é de vida noturna agitada, artistas de rua, vielas estreitas e muros com belos e enormes grafites coloridos. Tem ótimos restaurante, bares e lugares para curtir uma boa conversa sem pressa.

Atacama tem paisagens incríveis no Chile
Foto: álbum de viagem

Tesouros místicos na Ilha de Páscoa atraem visitantes de todo mundo

A Ilha de Páscoa desperta a curiosidade desde que a humanidade a descobriu. É lá que está o Parque Nacional Rapa Nui com aquelas estátuas gigantes de pedra que até hoje são um mistério. Não é possível saber concretamente quase nada sobre elas. Quem viveu lá, quem construiu as estátuas, quais eram suas reais intenções, nada.

São 887 estátuas de pedras, conhecidas como moais, é um lugar místico que até hoje intriga quem passa por lá. A Ilha de Páscoa é pequena e fica no meio do Oceano Pacífico, fica localizada a mais de 3.700 km do continente.

O deserto do Atacama é uma viagem dentro da viagem ao Chile. Dica importante de o que também fazer no Chile

Podemos dizer que visitar do deserto do Atacama é uma das experiências mais extraordinárias do planeta. Por mais detalhes que sejam escritos e descritos, nada pode explicar a sensação. Mas o Viajar é Vida tenta.

Você vai imaginar que está na Lua ou em algum cenário de filme espacial. O Vale de La Luna tem esse nome não é à toa.

Foto: álbum de viagem

As lagunas, os vales, os vulcões, as estradas infinitas, para todo lado que se olha é um espetáculo diferente. Você nota plantas que nunca imaginou existir, como a rica rica, uma planta cheia de espinhos e que de acordo com os nativos é um excelente remédio para o estômago ou dor de cabeça.

Paisagens do Atacama estão também na lista de maravilhas do Chile
Foto: álbum de viagem

Os animais são atração a parte, as lhamas, vicunhas, alpacas e guanacos podem parecer iguais a primeira vista, mas são bem diferentes inclusive no comportamento. Os flamingos tem um santuário só deles, a reserva Nacional dos Flamencos. Os animais vivem em bando e se alimentam de pequenos seres aquáticos cor de rosa, daí a explicação para a plumagem da ave.

A partir do Atacama é possível dar uma esticada até a Bolívia, Argentina ou Peru

São várias as lagoas, lagos e rios no deserto do Atacama. Pode parecer estranho tanta água no deserto, mas elas estão lá e algumas são visíveis a partir do Chile mas estão localizadas nos territórios da Argentina e Bolívia. Inclusive é na Bolívia onde está o famoso Salar de Uyuni, outro local com imagens fantásticas.   

O Peru é o país que faz fronteira com o norte do Chile. E além de muitas diferenças e similaridades, os dois países mantém uma rivalidade antiga, é o equivalente a Brasil x Argentina. Para ter ideia, uma das bebidas típicas que você precisa provar na viagem ao Chile é o Pisco Sour, parecida com a nossa caipirinha. O Pisco Sour é uma incógnita, chilenos alegam a invenção da bebida, já os peruanos juram de pé junto que ela é nasceu no Peru. Para manter a amizade é melhor considerar que cada um tem a sua versão e terminar a discussão com um belo brinde.

O que também fazer no Chile
Foto: álbum de viagem

A região sul do Chile encanta pelas paisagens cheias de vulcões e lagos

O que também fazer no Chile é visitar a região Sul. Visitar o sul do Chile é tão cinematográfico quanto a viagem dentro da viagem que é estar no Atacama. Puerto Varas e Pucón são destinos próximos e que encantam com vulcões e lagos, um cenário de rara beleza. No inverno, a neve pinta de branco o sul chileno. Nesta estação o frio pode ser cruel com os visitantes. Especialmente com os brasileiros, mesmo aqueles do sul.

Entre as opções de o que também  fazer no Chile, há passeios como a travessia dos Lagos Andinos, que começa em Puerto Varas e termina em Bariloche, na Argentina. Prepare o bolso pois costuma ser caro.

O Lago Todos los Santos, os Saltos de Petrohué e o Lago Llanquihue são ótimas opções para conhecer dentro do país e ficam no Parque Nacional Vicente Pérez Rosales. O Vulcão Osorno pode ser visitado por teleférico e vale cada minuto. Afinal, chegar ao topo de um vulcão é uma experiência sensacional e que você não pode deixar de fora da lista de o que também fazer no Chile.

Puerto Varas lembra as paisagens dos alpes da Europa e tem uma perceptível influência da arquitetura alemã. Ainda mais ao sul, visite a ilha de Chiloé, uma das jóias chilenas e uma boa oportunidade para viver um pedaço do país totalmente original.

O Chile é um país tão incrível que uma viagem é pouco para visitar tudo que existe por lá. Mas se você chegou até aqui já deve ter sentido a riqueza desse destino. O Viajar é Vida espera ter ajudado na sua pesquisa e nas suas escolhas. Boa viagem. E divida suas experiências com a gente!


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*