Balneário Camboriú: Fun Museu tem experiência em realidade aumentada

Balneário Camboriú: Fun Museu tem experiência em realidade aumentada”

Com a novidade, o visitante que for conhecer o Fun Museu em Balneário Camboriú terá a chance de interagir com elementos virtuais nos cenários reais do espaço. A estrutura que tem 500 metros quadrados de área e recebeu o selo “Turismo Responsável – Limpo e Seguro” do Ministério do Turismo está funcionando com o protocolo de higienização e segurança sugerido pelo governo. Também estão sendo feitos agendamentos de horários, para que o atendimento seja sem aglomerações, praticamente exclusivos, para um determinado grupo familiar ou de amigos.

Balneário Camboriú: Fun Museu tem experiência em realidade aumentada”

Realidade aumentada é a nova experiência do Fun Museu em Balneário Camboriú
Foto: Letícia Cunha

De olho nas novidades e sempre em busca de aliar criatividade para as produções de conteúdo que podem ser feitas nos mais de 25 cenários já tão criativos e interativos, o Fun Museu lança agora um projeto de realidade aumentada. Com isso, passa a ter elementos virtuais durante a experiência real a que se propõe. Qualquer visitante que baixar o aplicativo gratuito Teth poderá fazer fotos e vídeos para suas redes sociais com estes novos recursos. Na prática, lembram os atuais filtros das redes sociais.

A produção da tecnologia é da StarTeth, empresa de Florianópolis que surgiu para cobrir uma demanda crescente de mercado que cada vez mais exige interatividade para chamar a atenção do público-alvo. Para o Fun Museu, a StarTeth desenvolveu diferentes itens. No cenário “parede e tapete coração”, o visitante verá um coração saltando da tela. Já no cenário céu à noite, uma enorme lua cheia, além da já existente, torna a experiência ainda mais espetacular.

Por fim, no cenário skyline, que mescla a Balneário Camboriú real com elementos de ilustração, o recurso de realidade aumentada reproduzirá um vídeo com imagens da cidade feitas pela empresa Vídeos 360 BC e trilha sonora do próprio Fun Museu que é a música-tema composta e interpretada pela cantora Tamires Caroline Pereira.

Realidade Aumentada faz com que objetos e vídeos rodem assim que o celular é apontado para alguns cenários do Fun Museu
Foto: Divulgação

O que é a realidade aumentada que está na nova experiência do Fun Museu?

É importante ressaltar: a realidade aumentada é diferente da realidade virtual. A aumentada mantém o usuário atento ao mundo real, enquanto expande suas possibilidades. No Fun Museu, por exemplo, a tecnologia amplia as possibilidades. Além do cenário real, com todas suas cores e interatividade físicas, passam a ter mais um elemento que só aparece na tela do celular, mas que pode ser fotografado ou filmado. “Está no nosso DNA buscar a novidade, as possibilidades criativas e contribuir na diversão e interação do público que nos visita”, comenta o gerente do Fun Museu, Lucian Ambrós. 

Empresa que realizou o projeto tem outros em áreas como política e varejo

A empresa StarTeth já atua no mercado cobrindo variadas atividades econômicas, atendendo o comércio em geral com a disponibilização de catálogos, rótulos, informativos e cartões de visitas em realidade aumentada; o setor da educação com materiais didáticos interativos e objetos tridimensionais; bem como os setores da construção civil e arquitetura. 

“Desenvolvemos projetos arquitetônicos para poder apresentar os prédios e ambientes antes mesmo de estarem concluídos. A realidade aumentada leva o cliente para dentro do local. Ele tem toda a percepção de espaço do que será o apartamento daqui a um tempo”, exemplifica o Diretor Comercial, Odilon Machuca.

Além disso, a empresa também desenvolveu aplicativos que serão utilizados nas campanhas políticas no próximo pleito municipal. É o santinho eleitoral em realidade aumentada, com diferentes novidades utilizando-se desta nova forma de comunicação que aproxima os eleitores às propostas dos candidatos. Recursos importantes para esses tempos de pandemia, em que comícios e aglomerações estão proibidas. Mais informações, no site www.starteth.com.br

Famílias inteiras se divertem nos cenários do Fun Museu em Balneário Camboriú
Foto: Letícia Cunha

Como acessar a realidade aumentada do Fun Museu

Este é um recurso que necessita a presença física no Fun Museu. Pelos cenários estão espalhadas tags que são lidas pelo aplicativo. Ao fazer o reconhecimento destes ponto-chaves, o programa faz rodar o elemento surpresa, que pode ser uma imagem ou um vídeo, por exemplo. Para visualizar todos, fazendo praticamente uma “caça ao tesouro” virtual, o visitante do Fun Museu terá de baixar o aplicativo gratuito disponível em IOS e Android, apontar a câmera para a logo do Fun Museu na entrada e pronto. Um vídeo inicial traz as explicações e o visitante pode aproveitar os elementos virtuais que passam a fazer dos cenários reais.

“Balneário Camboriú: Fun Museu tem experiência em realidade aumentada”

A realidade aumentada é uma tecnologia também usada nos filtros das redes sociais
Foto: Letícia Cunha

A viagem em realidade aumentada no Fun Museu

  • 1) Baixar o aplicativo Teth
  • 2) Apontar a câmera para a logo do Fun Museu na entrada
  • 3) Seguir as orientações do vídeo inicial
  • 4) Aproveitar os cenários do Fun Museu e os elementos em realidade aumentada

Ingressos

  • Ingressos para o público em geral: R$ 30.
  • Gratuito para crianças de até 6 anos acompanhada de um adulto pagante.
  • Meia-entrada para pessoas de 7 a 17 anos sem necessidade de apresentação de carteirinha de estudante apenas documento de identidade.
  • Meia-entrada para estudantes e idosos com documento de comprovação.
  • Conheça também os pacotes especiais para fotógrafos, eventos e corporativos.
Fun Museu tem 25 cenários criativos e divertidos em Balneário Camboriú

Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*