Roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina

A bebida genuinamente brasileira feita com cana-de-açúcar passou de bebida popular para ganhar status mais refinado desde que o brasileiro passou a compreender melhor sobre a harmonização com a gastronomia e aprendeu também a ter um paladar mais apurado para as nuances da cachaça. O Viajar é Vida destaca agora o roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina. São alambiques de diferentes cidades que cruzam os anos fabricando o tão precioso líquido nacional e que perceberam a possibilidade de incrementar as vendas apostando no refinamento, no detalhe para tornar a cachaça ainda mais saborosa.

E o reconhecimento do público também faz com que o turismo seja impactado. Muitos viajantes se deslocam para conhecer o roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina. Em todo o país, produção de cachaça já ultrapassa os 1,3 bilhões de litros embora apenas 0,40% são exportados.

Foi com a Semana de Arte Moderna de 1922 que a cachaça passou a ser valorizada como referência nacional, ao lado do samba e da feijoada. Hoje várias marcas de alta qualidade figuram no comércio nacional e internacional e estão presentes nos melhores restaurantes e adegas residenciais pelo Brasil e pelo mundo.

Os engenhos das cachaçarias premiadas ainda atuam de maneira artesanal em Santa Catarina
Foto: Cachaçaria Boghezan/divulgação

Roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina: Cafundó da Serra de Lauro Mueller

No pé da Serra do Rio do Rastro, a cachaça Cafundó da Serra é 100% artesanal e foi o grande destaque brasileiro do Spirits Selection 2020, competição internacional realizada em Bruxelas e que contou com bebidas destiladas de praticamente todo o planeta. O troféu revelação foi o único para um tipo de cachaça. Os outros vencedores da comenda foram dois runs agrícolas, um uísque francês, uma grappa, um calvados, um mezcal, um conhaque de pera, um armagnac e um baijiu.

Produzida na propriedade da Família Godinho distante apenas 12 quilômetros da Serra do Rio do Rastro, essa cachaçaria atua desde 1989. Os cuidados em todas as etapas, como o plantio da cana e todos os outros processos produtivos se refletem na imagem, no aroma e no paladar dos produtos Cafundó da Serra. A empresa fica na Rua Rodovia  SC-390, no Arizona, em Lauro Muller. O alambique é aberto diariamente para visitações individuais ou em grupo, sempre de segunda a sexta-feira, entre 7h30min e 12h, ou entre 13h e 18h.

No pé da Serra do Rio do Rastro está a Cachaçaria Cafundó da Serra
Foto: Cachaça Cafundó da Serra/divulgação

Olsen tem cachaça premiada e fica no Sul de SC

Também premiada, a Cachaçaria Orben de Orleans é outra representante do Sul de Santa Catarina. O surgimento foi em 2014, após um curso especialização realizado em Minas Gerais, os empreendedores  passaram a colocar em prática os ensinamentos. A empresa começou fabricando 15 mil litros por ano e hoje já chega a 40 mil litros da bebida. São 10 hectares de plantação de cana e o processo de fabricação é minucioso. A fama internacional chegou com a Cachaça do Conde, premiada em concursos no Exterior e que cada vez mais torna-se o produto de frente da cachaçaria. O alambique pode ser visitado, para isso é necessário fazer o agendamento pelo telefone (48) 99941-1729.

Já em Grão Pará, o Engenho Borghezan produz de forma artesanal aguardente, licores e derivados da cana-de-açúcar. Acabou se tornando um forte atrativo turístico e de lazer/gastronomia da cidade. Fica aberta ao público para apresentação das etapas de produção dos processos de fabricação e degustação de seus produtos.

Roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina: Luís Alves é a capital catarinense da cachaça

Luís Alves é a capital catarinense da cachaça e pelo menos dois grandes alambiques representam a cidade em nível mundial. O primeiro é o Alambique  Bylaardt, que iniciou suas atividades em 1943. Três gerações depois, a empresa se mantém firme fabricando um mix de produtos composto por aguardentes, licores e a tradicional cachaça artesanal envelhecida em barril de carvalho. E se o visitante quiser levar os produtos para casa, poderá comprar durante a visita. E isso inclui itens como barris de carvalho, cantis, baldes de madeira e taças. As Cachaças Bylaardt ficam na Rua Prefeito Wilibaldo Van-Den Bylaardt, 6349, Bairro Braço Serafim, em Luís Alves. O telefone para agendamento de visitas é o (47) 3377-1809.

Luís Alves é a capital estadual da cachaça
Foto: Cachaçaria Bylaardt/divulgação

Também em Luís Alves, a Destilaria Rech é um representante que eleva a cidade ao mundo. Passando por 4 gerações a história da empresa iniciou em 1938  e não demorou para se tornar uma das melhores produtoras de aguardente da região. A família Rech é pioneira na fabricação de aguardente há mais de 80 anos  e possui uma estrutura completa para desenvolver e fornecer um produto de alta qualidade e com algumas variedades quando se refere a outras bebidas como os licores. A Destilaria Rech fica na Rua Roberto Rech, 920, Baixo Canoas. O telefone de contato para agendamento de visitas é o (47) 3377-1936.

Foto: Destilaria Rech/divulgação

No Vale do Itajaí, duas cachaçarias premiadas estão localizadas em Gaspar

Localizada em Gaspar, a Cachaçaria Moendão está vinculada à família Schmitt por gerações e é conhecida pela qualidade em produzir cachaça artesanal. Tanto é verdade, que recebeu premiação internacional em Bruxelas recentemente, além de várias outras em meses passados. Sua história começou em 1890. Com baixa renda familiar, o pioneiro Pedro Schmitt Junior percebeu que manufaturar a cana-de-açúcar poderia render um dinheiro extra. O sucesso foi além das expectativas e esta fabricação virou a principal fonte de renda.

Com o nome oficial Moendão, a criação foi em 1988. Já é a quarta geração  na fabricação e venda de cachaças com sabor especial devido à detalhada produção artesanal que começa já plantação da cana, cultivada sem uso de agrotóxicos. Hoje são 11 diferentes tipos de cachaça. Entre elas estão a natural prata, 4 tipos de ouro envelhecidas em barris de carvalho (um processo que quanto maior o tempo de envelhecimento maior a qualidade do sabor e aroma, dando um toque macio à bebida), e 6 tipos de cachaça de frutas como o coquetel alcoólico de abacaxi, banana, coco, canela, pêssego e gengibre.

A cachaçaria Moendão está no roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina
Foto: Cachaçaria Moendão/divulgação

Outra cachaçaria de Gaspar, a Pinoco’s Cana é pioneira no cultivo e beneficiamento da cana-de-açúcar para caldo de cana, bem como comércio de máquinas de garapa, peças e acessórios para estes equipamentos. Adotado por muitos atletas como uma fonte de reposição natural de energia, o caldo de cana é considerado uma bebida bastante saudável, sendo saborosa e nutritiva além de poder ser misturada com outros frutos, como, abacaxi, limão, laranja, entre outras combinações que vier a sua imaginação, fazendo um delicioso e nutritivo caldo de cana.

O mesmo suco que passa por processos artesanais e acaba virando a famosa cachaça. Como os outros alambiques, esse integra o roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina. A Pinoco’s fica na Rodovia Jorge Lacerda, km 20, 6446, no Bairro Poço Grande. O telefone é o  (47) 3332-1503.

Vencedora em Bruxelas, Cachaçaria Imigrante destoa na terra da uva

Em Pedra Grande fica a Cachaçaria Imigrante que também foi uma das premiadas em Bruxelas em 2020. O grande diferencial está nos arredores. Em meio a uma cultura e paisagem que naturalmente inspiram a produção de vinhos, no coração do Vale da Uva Goethe, uma família de imigrantes italianos se lança na fabricação de uma bebida tipicamente brasileira: a cachaça.

Da dedicação e trabalho da família Sorato nasce a Cachaça Imigrante, batizada para celebrar os costumes dos colonizadores que desbravaram a região sul catarinense e construíram a história dessa terra. A bebida é destilada em alambique de cobre e posteriormente armazenada em barris de carvalho ou mesmo em dornas de aço inox, onde mantém as suas características iniciais.

No meio da plantação de uva nasceu a bebida da cana! Veja a história da Cachaçaria Imigrante
Foto: Cachaçaria Imigrante/divulgação

Refazenda representa o Oeste Catarinense no roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina

A produção da Cachaça Refazenda começou em 2001, depois de orientações realizadas pela Epagri que é a empresa de agricultura do Estado de Santa Catarina. A estreia foi com 500 litros feitos com cana produzida localmente e outras compradas nas barrancas do Rio Uruguai, distante quase 100 quilômetros do alambique que fica em Xanxerê, no Oeste. Colocada para envelhecer em barris de madeiras variadas (grápia, guajuvira, sassafrás, cabriúva e carvalho) e à medida em que o tempo passava foram se definindo os aromas.

Logo ficou evidente que o carvalho dava a melhor cor e o melhor aroma à cachaça. Com o incentivo de amigos e apreciadores de cachaça, a produção para o ano seguinte foi aumentada. O canavial foi ampliado e foram adquiridas barricas restauradas de carvalho escocês. Com tantas melhorias, a Cachaça Refazenda merecia ir ao mercado e passou a ser comercializada a partir de meados de 2004.

A Cachaçaria Refazenda fica na Linha Barro Preto, s/n, na Zona Rural de Xanxerê. Telefone (49) 3433-9065 e Whatsapp: (49) 98405-9262.

Muito trabalho e como resultado a premiação para a Cachaça Refazenda
Foto: Cachaçaria Refazenda/Divulgação

Blumenau tem cerveja, mas também cachaça premiada

Na terra da cerveja, a Cachaçaria Xanadu se sobressai. Produzida em Blumenau, a cachaça artesanal Xanadu vem sendo envelhecida por 6, 8 e até 10 anos em barris de carvalho. As cachaças são produzidas dentro do mais rígido padrão de qualidade, desde a escolha do cultivo de cana-de-açúcar, até a destilação e armazenagem em barris de madeira nobre. A cachaça é destilada em Alambique de cobre, seguindo os preceitos de fabricação de Minas Gerais

A cachaçaria fica em uma sede própria com mais de 1 milhão de metros quadrados de área. A estrutura conta com 3.500 metros quadrados e mais de 1.000 barris de madeira nobre. Também reconhecida internacionalmente em diferentes premiações, foi destaque em 2020 em Bruxelas. Por isso, completa a lista de roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina. A Xanadu fica na Rua Euclides da Cunha, 1837, Bairro Velha. Telefone (47) 3325-1275.

No roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina está a Xanadu de Blumenau
Foto: Cachaçaria Xanadu/divulgação

O que achou deste roteiro pelas cachaçarias premiadas de Santa Catarina. Você já visitou alguma delas? Conte para o Viajar é Vida nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*