Quais os destinos mais sustentáveis do Brasil

A lista recém-divulgada em 2021 mostra quais os destinos mais sustentáveis do Brasil. A organização holandesa Green Destinations é quem elabora o documento e apresenta os Top 100 do mundo. Já faz 7 anos que a competição ‘Top 100 Histórias de Sustentabilidade de Destinos’ reúne cases de turismo sustentável e boas práticas de destinos em todo o mundo para serem compartilhadas como exemplos inspiradores. Ao contar suas histórias, os destinos podem ser reconhecidos pelas soluções que implementaram em resposta aos desafios e problemas que enfrentam. Apenas 8 estão no Brasil e o Viajar é Vida apresenta agora quais os destinos mais sustentáveis do Brasil.

Bombinhas e seu projeto de capacitação tornaram a cidade mais sustentável

A estreia de Bombinhas na lista em 2021 foi com o case ‘Descobrindo Bombinhas’.  O programa desenvolvido neste paraíso de Santa Catarina desenvolve receptivo de qualidade aos turistas e visitantes. Ele existe desde 2013 e tem como objetivo capacitar pessoas que trabalham no comércio, restaurantes, meios de hospedagens e a comunidade local sobre a história, cultura e atrativos turísticos de Bombinhas. Em 8 anos, o programa capacitou mais de mil pessoas e, em 2014, ganhou o prêmio Top Turismo, da Associação dos Dirigentes de Venda e Marketing de Santa Catarina – ADVB/SC.

Quais os destinos mais sustentáveis do Brasil
Foto: divulgação

Quais os destinos mais sustentáveis do Brasil: Forquilhinha, também em Santa Catarina

O estímulo da prefeitura em buscar voluntários para realizar a manutenção necessária de espaços públicos como praças e parques trouxe ao município de Forquilhinha a premiação que o colocou entre os Top Destinos Sustentáveis do planeta. Os desafios foram enormes, os espaços públicos estavam desatualizados, com estruturas precárias, lixo, árvores sem poda e grama sem manutenção. Mas com a chamada do líder municipal, houve o envolvimento dos funcionários da Prefeitura e da população da sociedade civil que participou voluntariamente em nome da cidade.

Quais os destinos mais sustentáveis do Brasil: Forquilhinha, também em Santa Catarina
Foto: divulgação

Leia também

Itá e o resgate da cultura dos balseiros entram na lista de quais os destinos mais sustentáveis do Brasil

No Oeste catarinense, a cidade mantém como hábito a transmissão de conhecimento por meio da narração de histórias e do ensino de trabalhos manuais ao longo dos anos. Tudo isso para preservar a cultura das pessoas. E, claro, que isso é um chamariz para o turismo. Enquanto destino sustentável, Itá tem apresentado aos visitantes como funcionava o uso das jangadas pelo Rio Uruguai. A tradição gastronômica é um dos elementos apresentados aos visitantes. Por conta dos jangadeiros, a cidade passou a criar atrativos, como a caminhada em nome de São Miguel Arcanjo, protetor das jangadas. Enfim, o olhar para aquela profissão tão significativa é apresentado como alternativa curiosa aos turistas.

Itá e o resgate da cultura dos balseiros entram na lista de quais os destinos mais sustentáveis do Brasil
Foto: divulgação

Orleans é outra representante de SC na lista de quais os destinos mais sustentáveis do Brasil

Orleans criou um movimento que foi em busca de interromper a mineração para proteger o meio ambiente.  A extração de carvão no sul do estado de Santa Catarina é uma atividade econômica iniciada no século 19, mas que trouxe grandes prejuízos ao longo da história para a cidade. Os maiores impactos negativos foram principalmente na região das encostas das montanhas que gerou a perda de potencial turístico em áreas naturais.

Por isso o Movimento Orleans Viva – Guardiões da montanha (MOV) reuniu diferentes frentes em um movimento popular. São profissionais de diferentes áreas que passaram a dialogar com as administrações públicas e iniciativas privadas na tentativa de achar um denominador comum que fosse interessante para todos e garantisse a sustentabilidade ambiental. O trabalho fez mudar a mentalidade e já são 3 anos em busca do melhor para a economia local através das atividades de ecoturismo e turismo rural.

Orleans é outra representante de SC na lista de quais os destinos mais sustentáveis do Brasil
Foto: divulgação

Tibau abre a lista de destinos sustentáveis do Rio Grande do Norte

A cidade de Tibau  é uma das mais visitadas da região do litoral branco do estado do Rio Grande do Norte. Mas com a redução de visitantes por conta da pandemia, houve uma redução drástica na economia local. Para contribuir, a prefeitura passou a promover eventos locais como o Vidas Culturais, além de realizar pela primeira vez o “São João na praia”, reforçando a tradição da região Nordeste em relação ao período junino que até então não era festejado na comunidade.

A sustentabilidade econômica e com foco no turismo se deu depois do desafio em resgatar as tradições culturais de Tibau em meio ao período pandêmico e ainda num formato virtual que trouxesse relevância. Juntos, iniciativa pública e os agentes locais do turismo conseguiram dar esta guinada. O case trouxe a premiação que coloca Tibau na lista de quais os destinos mais sustentáveis do Brasil em 2021.

Tibau abre a lista de destinos sustentáveis do Rio Grande do Norte
Foto: divulgação

Tibau do Sul também fortaleceu a Lagoa de Guaraíras

O projeto envolvendo a Lagoa de Guaraíras, também no Rio Grande do Norte, garantiu a premiação na lista dos Top 100 destinos mais sustentáveis do planeta. A criação de uma área protegida para resguardar o meio ambiente, aliada à história e ao orgulho que os moradores têm do lugar trouxeram essa certificação. Hoje a paisagem conservada é ponto de ecoturismo, atividade praticada de maneira sustentável.  A região se tornou a maior produtora de camarão do país.

Tibau do Sul também fortaleceu a Lagoa de Guaraíras
Foto: divulgação

São Miguel do Gostoso fez obras de saneamento em 100% da cidade

O território potiguar tem se voltado à prática sustentável. Outro trecho que venceu e passou a figurar na lista de quais os destinos mais sustentáveis do Brasil é São Miguel do Gostoso. O bioma local mistura caatinga e paisagens litorâneas. Atualmente, a cidade é um dos destinos turísticos mais atraentes do país, embora até 2017 tivesse dificuldade com o saneamento básico. De lá para cá, o trabalho foi para a criação de fossas sépticas para dar o destino adequado ao esgoto. Foram ligados 1.700 imóveis do município à rede o que possibilitou o saneamento de 100% da cidade.

Após o início dos trabalhos, houve a união entre os atores locais, a gestão municipal, o comércio turístico e a comunidade para que juntos pudessem readequar a logística da atividade de acordo com o trabalho que teve valorização da mão de obra local. Pelo menos 70% dos funcionários do projeto eram residentes de São Miguel do Gostoso, o que permitiu concluir a obra a tempo.

São Miguel do Gostoso fez obras de saneamento em 100% da cidade
Foto: Otávio Nogueira/Flickr

Canguçu converteu práticas cotidianos em sustentáveis e o resultado vai além do turismo

O impacto negativo da pecuária em relação ao meio ambiente foi o ponto de partida para que o município gaúcho de Ganguçu resolver investir na mudança. Convertendo esta e algumas outras práticas cotidianas em atividades sustentáveis, passou a trazer mais bem-estar aos animais de cativeiro, realizou a promoção de produtos e serviços locais e conseguiu transformar o turismo em ferramenta educacional, ajudando a preservar o ecossistema.

Canguçu converteu práticas cotidianos em sustentáveis e o resultado vai além do turismo
Foto: divulgação

Gostou de conhecer essa lista sobre quais os destinos mais sustentáveis do Brasil? Passou a entender melhor os critérios de sustentabilidade que contribuem para o turismo? Qual dessas cidades você já visitou? Deixe nos comentários do Viajar é Vida.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*