O que fazer na Cidade do México

Com quase 9 milhões de habitantes, a Cidade do México é a maior cidade da América do Norte. Se somar sua região metropolitana, com 40 municípios, são mais de 20 milhões de pessoas. Apesar de populosa, é também rica em cultura e história e por isso tão apta para o turismo. De museus a sítios arqueológicos, a pratos típicos e regiões que remontam a história, o Viajar é Vida destaca o que fazer na Cidade do México. Prepare-se para esta viagem.

Região histórica central é chamada de Zócalo e está entre o que fazer na Cidade do México

A região mais importante da Cidade do México é Praça da Constituição, onde está o Palácio Nacional e a Catedral Metropolitana de La Ansunción de Maria. Esta área é chamada Zócalo e geralmente é o ponto de partida para quem visita a capital do México. Historicamente é a região mais importante por ser o centro político, cultural e religioso da antiga cidade de Tenochtitlan, a civilização asteca. Boa parte dos prédios históricos aqui estão abertos a visitação e passear por eles é conhecer um pouco da história local. Além de maior praça de todo o México, Zócalo é considerada a quarta maior praça do mundo.

Na mesma região de Zócalo fica o Templo Mayor  e suas ruínas astecas. Ele teria sido iniciado no século 14, mas destruído pelos colonizadores espanhóis em 1521. Toda a destruição espalhou a construção em ruínas, facilmente percebidas até hoje. Para entender melhor sobre a história e o que aconteceu com o Templo Mayor, o museu nas proximidades abriga parte dos artefatos encontrados nas escavações.

Foto: Ramon Martinez/Pixabay

Bosque de Chapultepec é um coração verde em meio à cidade

Uma área verde quebra a selva de pedras da Cidade do México. É o Bosque de Chapultepec, um grande parque onde as pessoas se reúnem para diferentes atividades de lazer e esportivas. Aqui neste espaço estão localizados o Zoológico, o Castelo de Chapultepec e o Museu de Arte Moderna. O Museu Nacional de Antropologia é outro atrativo do bosque. Aqui ficam os maiores artefatos da cultura pré-colombiana do México, como a Pedra do Sol.

Foto: German Rojas/Pixabay

O que fazer na Cidade do México: Palácio das Belas Artes

Uma cidade tão grande também tem uma cultura muito forte. Por isso o Palácio das Belas Artes figura na lista sobre o que fazer na Cidade do México. Ao longo de sua história, recebeu grandes peças e óperas mundiais. Agrega ainda mais pelos murais assinados por Diego Rivera (marido da tão famosa quanto Frida Kahlo)  e que decoram várias paredes. Além da sala de espetáculos, o Palácio das Belas Artes também mantém o Museu do Palácio e o Museu da Arquitetura. São praticamente 3 programas em um único local. Vale a visita.  Quem curte arte e estuda um pouco sobre  o tema, vai gostar de conhecer mais sobre as obras de Diego Rivera. Além do Palácio das Belas Artes, há alguns trabalhos expostos na Secretaria de Educação Pública, que fica na mesma região. Nestes, ele retrata inclusive a própria esposa Frida Kahlo.

O Palácio das Belas Artes também é atrativo para os viajantes na Cidade do México
Foto: Wikipedia

Museu Frida Kahlo na lista dos viajantes sobre o que fazer na Cidade do México

Na cabeça dos brasileiros quando se faz uma relação com o México está a figura de Frida Kahlo. E visitar o museu em sua homenagem é programa certo na lista sobre o que fazer na Cidade do México. Nascida Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón, ela foi uma pintora criou muitos retratos (incluindo autorretratos) e obras inspiradas na natureza e nos artefatos do México. Sua arte ficou desconhecido até os anos 1970, quando foi redescoberto por historiadores de arte e ativistas políticos.

No início dos anos 1990, ela se tornou não apenas uma figura reconhecida na história da arte, mas também considerada um ícone para Chicanos, o movimento feminista e o movimento LGBTQ+. O museu em sua homenagem fica no bairro de Coyoacán, uma área nobre na zona sul da Cidade do México. A região mantém restaurantes, cafés e lojas famosas. O museu foi a casa onde Frida morou e trabalhou. Há muitas frases pintadas por ela nas paredes e que dão uma tônica sobre sua arte, com as cores vibrantes, até infantis.

Visitar o Museu Frida Kahlo na lista sobre  o que fazer na Cidade do México
Foto: Divulgação

Basílica de Guadalupe e a história da Virgem Maria padroeira local

Santa Padroeira do México, Nossa Senhora de Guadalupe também dá nome à basílica que é um dos principais monumentos católicos do México. Segundo a tradição e fé católicas, a Virgem Maria  apareceu em quatro ocasiões ao índio Juan Diego no monte Tepeyac e em uma quinta ocasião a Juan Bernardino, tio de Juan Diego. Numa das aparições, teria pedido para que ele se apresentasse ao bispo do México para mandar erguer ali uma igreja em honra a ela. No caminho até o bispo, Juan Diego colheu várias flores e as carregou em seu manto. Ao encontrar o bispo, seu manto se desenrolou e nele estava pintada a imagem da Virgem de Guadalupe. Hoje este manto está exposto na Basílica e muitos fiéis vão até lá atrás de milagres.

Foto: Wikipedia

Xochimilco tem barcos e canais para receber os viajantes

Os barquinhos coloridos que são inclusive Patrimônio Cultural pela Unesco são como as gôndolas para Veneza. Ficam no Sul do Cidade do México e circulam pelos canais de Xochimilco. Esses canais são o que sobrou de um amplo sistema de transporte de água construído pelos astecas. Os barcos coloridos fazem passeios com os visitantes enquanto passam por vendedores de comida, artesãos e bandas de mariachis. A atmosfera é festiva, especialmente nos fins de semana. Os turistas também podem visitar a assustadora e supostamente assombrada Isla de las muñecas, uma ilha com bonecas abandonadas e penduradas nas árvores pelo antigo dono do lugar. Ele acreditava que isso afugentaria o espírito de uma menina que havia morrido afogada.

o que fazer na Cidade do México: Xochimilco
Foto: Dezalb/Pixabay

Sítio arqueológico conta a história de Teotihuacán

Distante cerca de 50 quilômetros da Cidade do México, as Pirâmides de Teotihuacán são um sítio arqueológico mais visitado no México. Dentro dele, a Pirâmide do Sol é a maior atração e é a terceira maior pirâmide do mundo. Todo o complexo é muito relevante para a história e contribui com o turismo local. A Rua dos Mortos foi o verdadeiro eixo central da cidade bem como o seu centro cerimonial. A organização urbana desta grande cidade antiga influenciou grandemente toda a América Central. Esta avenida tem o seu início no recinto da pirâmide da Lua e termina num recinto a que os espanhóis do século 16 chamaram Cidadela.

O seu comprimento é de 4 quilômetros, com uma largura total de 45 metros. Ao longo da rua encontram-se os edifícios mais importantes que albergavam templos, palácios e casas de personagens importantes. Certeza que este é um programa necessário e integra a lista sobre o que fazer na Cidade do México.

Próximo da Cidade do México fica o sítio de Teotihuacán
Foto: Makalu/Pixabay

Culinária típica do México está para ser explorada

Aproveite sua estada no México para experimentar os sabores. Alguns destes sabores são muito picantes, outro mais amenos, mas todos muito característicos. Só deixe de lado o taco e o guacamole, porque estes você já conhece. Caia mesmo nas receitas exóticas (para nós, para eles muito tradicionais), experimente o novo e aproveite para entender as histórias relacionadas aos pratos. Em locais como como Polanco, Centro Histórico e San Angel há diferentes alternativas de bons restaurantes; já na região da Zona Rosa, Condesa e Roma você encontra os preços mais atrativos com ambientes bacanas e bonitos. E não se esqueça dos mercados e feiras que é onde você encontra as experiências mais diferenciadas.

Gastronomia típica entre o que fazer na Cidade do México
Foto: Yezmin Barreto/Pixabay

Estas dicas sobre o que fazer na Cidade do México trouxeram novidades ou irão contribuir com a sua viagem?  Conte para o Viajar é Vida.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*