O que fazer em Segóvia na Espanha

Distante cerca de 90 quilômetros de Madri, chegou a hora de você saber o que fazer em Segóvia na Espanha. O Viajar é Vida destaca que esta é uma cidade histórica espanhola. Os séculos de ocupação resultaram em um abundante legado arquitetônico, incluindo muralhas medievais, igrejas, um palácio real e uma catedral em estilo gótico. A fama internacional de Segóvia veio com o antigo aqueduto romano e seus mais de 160 arcos, a maioria feita em granito, e que fica acima da Plaza del Azoguejo, no coração da cidade.

A comunidade local se formou a partir dos celtas que povoaram a região. Mas foi somente após a ocupação romana que a cidade passou a se desenvolver. Depois ainda houve uma ocupação dos visigodos e, ainda, uma invasão árabe no ano 711 d.C. A retomada hispânica foi com a reconquista das terras por Alfonso 6º de Castilla.

O que fazer em Segóvia na Espanha
Foto: António Cascalheira/Pixabay

Visitar as igrejas está entre o que fazer em Segóvia na Espanha

As igrejas são lindas e valem a visitação. A Igreja de San Millán, por exemplo, foi erguida entre os séculos 11 e 13. Ela fica no subúrbio da Morería Segovian, um bairro de artesãos locais. A planta reproduz a da Catedral de Jaca, com 3 naves e os detalhes de suas colunas, bem como os arcos em ferradura. A igreja de San Millán fica fora das antigas muralhas medievais da cidade de Segovia e é um dos mais antigos templos locais.

Cerca de 400 metros dali está a Igreja de San Martín que mantém um dos mais belos átrios românicos de Segóvia, que circunda a igreja por três lados. A estrutura atual possui arquitetura românica. No centro da nave está a torre da igreja.

Visitar as igrejas está entre o que fazer em Segóvia na Espanha
Foto: Ramon Perucho/Pixabay
As igrejas são famosas na cidade
Foto: Viktor Levit/Pixabay

A Catedral é outro programa imperdível para fazer em Segóvia na Espanha

Construída entre os séculos 16 e 18 devido ao seu tamanho e suntuosidade, a Catedral de Santa Maria de Segóvia também passou a ser conhecida como a Dama das Catedrais, já que é realmente grande e superdimensionada. Sua arquitetura é no estilo gótico com traços de renascentismo. Foi justamente no período de sua construção que a Europa dominou a arquitetura do “renascimento”. A catedral tem uma estrutura em três cúpulas altas, janelas com vitrais de qualidade excepcional. As abóbadas góticas chegam a 33 metros de altura, com 50 metros de largura e 105 de comprimento. A grande cúpula foi concluída por Pedro de Brizuela, no século 17. A torre gigantesca chega a quase 90 metros.

Catedral é outro programa imperdível para fazer em Segóvia na Espanha
Foto: NakNakNak

Um programa imperdível na lista do que fazer em Segóvia na Espanha: conhecer o Aqueduto

Uma das obras mais famosas da Espanha e que tornou Segóvia reconhecida em todo o mundo, o Aqueduto teria sido construído no século 2º d.C., ou seja, já são mais de 2000 anos de pé. Segundo a história, o equipamento foi erguido durante o governo do Imperador Trajano para garantir o abastecimento de água na cidade. É considerada uma grandiosa obra de engenharia do Império Romano que utilizou granito sobreposto como numa montagem de quebra-cabeças sem qualquer tipo de argamassa. Ao todo, são 166 arcos que percorrem 17 quilômetros de distância do aqueduto entre Acebeda ao Alcázar.

Uma lenda local afirma que só diante de um pacto entre o diabo e uma moça para a obra ter dado certo e se mantido até hoje. O trato seria para ele levar a água até a casa da família dela antes do dia amanhecer em troca da alma da coitada. Aqui no Aqueduto você também tem acesso ao mirante Del Postigo, uma escadaria que leva até o alto e onde se tem uma grande visão da cidade fora das muralhas da cidade antiga.

Um programa imperdível na lista do que fazer em Segóvia na Espanha: conhecer o Aqueduto
Foto: NakNakNak/Pixabay

Leia também

Castelo Alcázar entre as atrações da cidade espanhola

Este castelo foi levantado sobre os escombros de uma fortaleza romana. Serviu de residência dos reis de Castilla durante a Idade Média e é de onde se tem uma vista diferenciada da cidade e de locais como o Cemitério Judaico, a Zamarramala e a Igreja de Vera Cruz. Como nos contos de fada, é preciso atravessar um fosso por meio de uma ponte levadiça que dá acesso ao interior do castelo.

O Alcázar de Segóvia pode ser chamado de palácio fortificado, porque integra a parte amuralhada da cidade histórica. A obra foi feita em posição dominante sobre um penhasco rochoso na confluência dos rios Eresma e Clamores. Depois de residência real, já foi usado como prisão do estado, Colégio Real de Artilharia e academia militar.

Castelo Alcázar entre as atrações da cidade espanhola
Foto: Carabo Spain/Pixabay

Plaza Mayor é a mais importante de Segóvia

Ela está localizada no final da Calle Real, talvez a mais importante via da cidade. Aqui na Plaza Mayor ficam vários edifícios importantes, como a Câmara Municipal, o Teatro Juan Bravo, a Igreja de San Miguel e a Catedral. Antes de virar praça, neste local era o centrinho da vila de moradores, onde eram montadas barracas e onde se fazia o comércio.

No século 17 construíram ali a Câmara Municipal, depois todos os outros lugares que viraram referência turística. Mais recentemente, em 1917, foi construído o Teatro Juan Bravo. Vale destacar que o nome da praça mudou ao longo dos anos. No início, era Plaza Mayor e, mais tarde, durante a Restauração Bourbon, foi chamado de Plaza de la Constitución. Após a guerra civil, foi alterado para Plaza de Franco, até ser novamente alterado para seu nome original, Plaza Mayor, no final da ditadura de Francisco Franco.

Plaza Mayor é a mais importante de Segóvia
Foto: Wikipedia

Você também é um amante das belezas da Espanha? Que lugares de lá você já conhece e pode compartilhar com os leitores do Viajar é Vida? Deixe seus comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*