Como é a temporada de inverno no Chile

Um dos principais destinos de frio buscados pelos brasileiros é também país sul-americano. Há belas paisagens, passeios em vinícolas e estações de esqui, mas como é a temporada de inverno no Chile? Neste post o Viajar é Vida separou algumas dicas e orientações para uma viagem repleta de dias incríveis.

O Chile é um país muito diferenciado, com um território incomum já que possui 4 300 quilômetros de comprimento e, em média, apenas 175 quilômetros de largura. Ele tem uma porção de terra muito fina, porém a distância o faz se estender por diferentes paisagens, do clima desértico no Atacama ao alpino propenso à neve ao sul, com geleiras, fiordes e lagos.

Como é a temporada de inverno no Chile
Foto: David Mark/Pixabay

Que moeda levar para curtir o inverno no Chile?

A moeda local é o peso chileno, mas a compra no Brasil nem sempre é vantajosa por se tratar de uma moeda considerada fraca em relação às demais. O ideal é fazer a conversão dos valores para ter certeza do que compensa mais. Talvez o mais interessante seja fazer a troca em uma casa de câmbio por lá. Só fique atento porque alguns serviços logo na chegada podem exigir a moeda local, como um transfer até o hotel. Fique atento ao seu horário de chegada para pegar uma casa de câmbio funcionando no aeroporto, não é em todo lugar que elas são 24 horas.

Andar na neve, curtir o frio, fazer trilhas e esquiar estão na programação do que fazer no Chile no inverno
Foto: Pixabay

Como funcionam os hotéis e estações de esqui no Chile

Os tickets de acesso são obrigatórios em todas as estações de esqui e também é necessário alugar os equipamentos adequados. Os valores são variados e, por isso, antes de viajar, é importante conferir como funciona o processo em cada local. Existe um imposto local que os hotéis deixam de cobrar desde que você adquira os pacotes como aulas e aluguel de equipamentos em dólares. Novamente vale fazer a conta para ver se vale à pena.

Como é a temporada de inverno no Chile? Só indo para o  Valle Nevado para saber

Localizada a apenas 60 quilômetros do aeroporto de Santiago, o Valle Nevado tem a fama de melhor estação de esqui da América Latina. A hospedagem pode ser feita em três hotéis, sendo um mais simples (Tres Puntas), um intermediário (Puerta del Sol) e um 5 estrelas (Hotel Valle Nevado), além do aluguel de apartamentos, disponíveis na temporada.

 O destino é muito procurado por famílias, jovens e grupos de amigos devido à proximidade com a capital. O turista pode passar apenas um dia na estação e depois voltar para Santiago. O complexo conta com restaurantes, balada, happy hour, além de atividades diárias divulgadas pelos hotéis. O valor gasto para um adulto esquiar e passar o dia no local em alta temporada é em média R$ 400.

O Valle Nevado é uma das mais conhecidas estações de esqui
Foto: Simón Fuenzalida/Pixabay

Portillo é outra estação para esquiar no Chile

A estação é mais reservada e conta apenas com um hotel, dois albergues e poucos chalés como opções de hospedagem. Distante de qualquer centro de compra ou vila, a estação é mais calma e com poucas filas, tantos nos meios de elevação, quanto nos restaurantes. A maior parte de suas pistas são dedicadas a experts, mesmo assim a escola de esqui é reconhecida pelo alto nível de seus instrutores. O preço para adulto passar o dia, em alta temporada, é em média R$ 300.

Como tem hospedagens mais simples, acabam competindo bem nos valores com os outros locais. A estação fica na Região de Valparaíso, próximo à cidade de Los Andes, e a 160 quilômetros de Santiago. A altitude local é de 2.880 metros acima do nível do mar. Ao todo, a região possui 35 pistas de esqui e por aqui você já consegue ter mais uma noção de como é a temporada de inverno no Chile.

Foto: Wikipedia

Nevados de Chillán: Como é a temporada de inverno no Chile

Grande parte da área de Nevados de Chillán é dedicada a pistas de nível intermediário. A outra parte é dividida entre experts e iniciantes. A maior pista da América do Sul está lá e é a Las Tres Marias, com 13 quilômetros de extensão. A estação conta ainda com atividades como caminhadas, snowmobile e até mesmo paintball na neve, além da prática de esqui noturno. Suas águas termais com propriedade medicinal são diferencial e seu Spa possui uma gama de variedades de tratamentos estéticos e de relaxamento. A diária do local para um adulto, em alta temporada, é cerca de R$ 300.

Há várias estações de esqui para um inverno divertido no Chile
Foto: Simón Fuenzalida/Pixabay

As dicas são variadas e o inverno é mágico no Chile. Se você tiver outra sugestão, compartilhe com os leitores do Viajar é Vida! Deixe seus comentários e ajude a construir este conteúdo sobre como é a temporada de inverno no Chile.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*