O que fazer no Chile

O Chile é um país maravilhoso. Formado por um comprido e estreito território que margeia o Oceano Pacífico por boa parte da costa leste da América do Sul. O turismo por lá é rico e com um expressivo peso quando se pensa em contrastes. Mas se tiver de escolher o que fazer no Chile, comece por Santiago. A capital fica bem na metade do território em um vale cercado pela Cordilheiras dos Andes e pelas montanhas da Cordilheira da Costa do Pacífico Sul. Lá será seu ponto de partida para um universo chamado Chile. O Viajar é Vida ajuda você nesta jornada.

Se o seu roteiro incluir os dois extremos (Norte e Sul), prepare-se para sentir muito calor e muito frio. Enfrentar caminhadas no deserto ou apreciar geleiras em um clima congelante serão grandes e fantásticas possibilidades da sua viagem. Por isso pesquise muito a melhor época do ano e as temperaturas de cada destino, e escolha a que te deixará mais a vontade. E pode ter certeza, filtro solar e água serão seus melhores amigos enquanto você estiver descobrindo o que fazer no Chile.

Foto: álbum de viagem

O que fazer no Chile: a capital Santiago

Se o ponto de partida da sua viagem for o Brasil é muito provável que o Chile te receba por Santiago, é lá onde está o Aeroporto Internacional Arturo Merino Benítez, o mais movimentado do país. Santiago é uma cidade emblemática e cheia de história política com uma forte alma social e cultural.

É uma cidade grande e bem servida com transporte, hospedagem, gastronomia, vida noturna e várias atrações turísticas. Os parques extensos, avenidas largas e serras são frequentadas por moradores e turistas o ano inteiro. Entre os destino mais procurados que consideram o que fazer no Chile, estão:

Cerro San Cristóbal – Um dos dois morros mais famosos da cidade. É um parque bonito e agradável, localizado dentro do Parque Metropolitano, conta com uma linda vista panorâmica de Santiago. Para subir você pode escolher ir de teleférico, de funicular ou até mesmo a pé.

Cerro San Lucia – Lugar que mescla natureza e arquitetura de forma harmônica e com muito bom gosto. Parece um cenário de filme antigo. Mas prepare o fôlego, são vários níveis de escada, e quanto mais alto você subir maior será a recompensa. Se o tempo estiver aberto, quando chegar lá em cima poderá descansar assistido a um espetáculo da natureza onde os Andes encontram o céu. Se tiver sorte fará isso com trilha sonora, ao som de melodias tipicamente chilenas, com artistas de rua que costumam aparecer por lá em busca de alguns trocados. Pelo menos um dos dois cerros devem estar no seu roteiro de o que fazer no Chile.

Foto: álbum de viagem

Mercado Central – Obrigatório para provar a tradicional comida regional e deliciosos frutos do mar. Mas fique atento aos preços, podem ser abusivos. Por isso, uma dica é visitar, apreciar e comer no entorno do mercado onde os preços são mais acessíveis.

Barrio LastarriaSe você conhece São Paulo, pense na Vila Madalena, pois é assim a versão chilena, o bairro Lastarria. Pura animação e encantamento. As ruas são tomadas por construções dos séculos 19 e 20, bem conservadas, com bares, lojas retrô e museus. Uma boa pedida é ir a tardinha e dar uma esticada na noite.

Centro Histórico e Plaza de Armas – O coração histórico da cidade. Aprecie a arquitetura, observe a rotina dos locais, prove as comidas de rua, sobretudo o tradicional mote com huesillo, que é encontrado em qualquer esquina. É uma delícia, embora não seja tão atrativo visualmente. É doce, vem em um copo, embaixo leva trigo, lembra uma canjiquinha, suco e pedaços de pêssegos bem gelados completam o sabor.

Sky Costanera – o principal símbolo moderno da cidade tem uma das torres mais altas da América Latina. É um mirante e observatório de 360 graus. Fica no 61º andar e de lá é possível observar boa parte da cidade e até a neve das montanhas da Cordilheira dos Andes. Essa é uma das atrações que não pode faltar  dos passeios mais legais para incluir na sua lista de o que fazer no Chile, se você for a Santiago.

Foto: álbum de viagem

Palácio de La Moneda – A Troca da Guarda em Santiago é realizada a cada dois dias. A famosa tradição acontece desde 1851 no Palácio de la Moneda e é uma das atrações mais famosas da capital.

Palácio de La Moneda entre as atrações do Chile
Foto: álbum de viagem

Cidades próximas de Santiago são cheias de atrações que tiram o fôlego

Um conjunto de lagos formados por água do degelo da neve , uma vinícola para passar um dia inteiro provando vinhos, ou um cânion localizado ao pé da cordilheira dos Andes. São muitas as respostas para o que fazer no Chile perto de Santiago.

Cajon del Maipo – fica bem perto de Santiago, é um cânion. Um oásis para quem gosta de apreciar as grandiosidades da natureza. Esportes radicais como rafting, trilhas para caminhadas na montanha, lagos cristalinos em meio às montanhas cobertas de neve, tudo isso está lá. No inverno as atrações contam com cavalgadas que te levam às melhores paisagens na região de Santiago. Ar puro e energia positiva são garantidos nesse passeio.

Bandeira erguida para mostrar mais da paisagem do Chile
Foto: álbum de viagem

Embalse el Yeso – Localizado ao lado de Cajón del Maipo, a paisagem é daquelas que nunca mais saem da memória. É uma represa onde desembocam as águas do Rio Yeso, que passa pelo meio de Santiago. Se for com excursão ainda terá direito a degustar queijos, vinhos e embutidos, tudo ali do ladinho do lago observando as montanhas de neve.

Belas paisagens naturais chamam a atenção dos viajantes no Chile
Foto: álbum de viagem

Visitar as vinícolas não pode faltar na lista de o que fazer no Chile

Uma das mais visitadas é a famosa Concha y Toro. Toda a vinícola é linda e você pode caminhar entre as parreiras e conhecer os diferentes tipos de uvas enquanto ouve o relato dos guias e saboreia uma boa taça de vinho, que está incluída na entrada. Há várias vinícolas charmosas para você incluir no roteiro de o que fazer no Chile. Na cidade de San Fernando, você encontrará o trem do Vinho, o passeio permite conhecer grande parte das vinícolas até a cidade mais próxima Santa Cruz. Aqui vale as paisagens lindíssimas e inclui paradas para almoço em restaurantes com comidas locais e vinhos de qualidade.

O que fazer no Chile
Foto: álbum de viagem

Curtiu este conteúdo do Viajar é Vida? Se você aprendeu o que fazer no Chile, se prepare porque ele não para por aqui. Confira o que também fazer no Chile.  


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*