Roteiro barato para quem viaja a São Paulo

A maior cidade do Brasil é a que tem também o maior padrão de vida e as maiores desigualdades sociais. Apesar disso, São Paulo é um grande destino turístico, que atrai visitantes do próprio país e também do Exterior. Para ajudar quem pouco ou nada conhece da cidade, o Viajar é Vida montou um roteiro barato para quem viaja a São Paulo.  Para quem quer conhecer e desfrutar da arquitetura, tradições e até gastronomia barata da metrópole.

Atrações culturais até de graça em diferentes pontos de São Paulo

Se é para fazer um roteiro barato em São Paulo, tem que ter atração gratuita. E a capital paulista em mesmo uma série de atividades sem qualquer custo. Claro que talvez você tenha que enfrentar filas, mas a Japan House (ou Casa Japão) é o exemplo claro de atrativo totalmente de graça. Localizada na Avenida Paulista, a Japan House tem uma série de mostras e exposições itinerantes. Como o nome já diz, é uma entidade  que reforça e pulveriza a cultura japonesa, com unidades em São Paulo, em Los Angeles e em Londres, além, claro, do próprio Japão.

O espaço Itaú Cultural sempre tem programação que vão de mostras de cinema a exposições e espetáculos. Há, inclusive, atividades infantis. Fica na Avenida Paulista, 149, próximo à Japan House. A entrada é sempre gratuita.

Foto: Francis Anderson

E se já está circulando pela Avenida Paulista, vale conhecer a estrutura do Sesc.  O Sesc Avenida Paulista é um centro de cultura e lazer localizado na principal avenida de São Paulo. Além de mostras, exposições e biblioteca, o lugar tem um mirante incrível para poder ter um ângulo diferenciado da avenida. Quer melhor? No mesmo andar do mirante (na cobertura do edifício)  tem um restaurante com valores super em conta! Vale almoçar ou fazer outra refeição. Por menos de R$ 30 é possível sair muito bem alimentado. O cardápio é diferente a cada dia, contempla bebida e sobremesa!!!!! É ou não é uma dica bacana de roteiro barato para quem viaja a São Paulo?

Roteiro barato para quem viaja a São Paulo

Na linha cultural, o Beco do Batman é outra atração gratuita de São Paulo. Fica na Vila Madalena e nada mais é do que uma rua pequena em que os muros e paredes são grafitados, coloridos, refletem um estilo de vida diferenciado em meio à metrópole. O nome do lugar foi dado nos anos 1980, quando um primeiro desenho com a imagem do super-herói foi feito. De lá para cá, recebeu outras artes, teve um episódio de muros apagados pela prefeitura e o retorno em grande estilo. Para deixar o passeio ainda mais em conta, a sugestão é chegar lá de metrô. O Beco do Batman fica a 15 minutos a pé da estação Sumaré.

Apesar da selva de pedra, há contato com a natureza em São Paulo

Para quem prefere um contato mais extremo com a natureza, o Parque Ibirapuera também possui uma programação que vai além da pura entrada no local para contemplação da paisagem. Que tal uma caminhada monitorada para descobrir o parque, ou observar árvores e pássaros? Se optar apenas por aproveitar o que o Ibira tem para oferecer, aproveite para conhecer o Jardim Burle Marx, o Pavilhão Japonês e a Praça da Paz. Todas estas atrações são gratuitas.

Foto: Andy Costa

Para comer e conhecer novidades do campo, visite o Mercado Público de São Paulo

O Mercado Municipal cabe perfeitamente nas dicas de roteiro barato para quem viaja a São Paulo. O edifício histórico abriga estandes de frutas raras, verduras, laticínios, hortaliças e possui ainda uma área com lanchonetes e restaurantes. Circule pelas barracas, perceba os cheiros e sabores, apaixone-se pelo contraste das cores e saboreie um pouco da culinária típica de diferentes regiões do Brasil. Entrar e olhar não custa nada. Você paga apenas pelo que consome. Foi projetado pelo engenheiro Felisberto Ranzini, que também é responsável pelo Teatro Municipal e pela Pinacoteca. Foi inaugurado em 25 de janeiro de 1933.

São Paulo é feita de arte

A Pinacoteca é outra ode à arte na capital paulista e integra o roteiro barato para quem viaja a São Paulo. Principalmente aos sábados, que é quando o ingresso é gratuito. Como tem capacidade de lotação, é importante retirar o ingresso no local, no mesmo dia, cedinho. A Pinacoteca do Estado de São Paulo é um dos mais importantes museus de arte do Brasil. Ocupa um edifício construído em 1900, no Jardim da Luz, no centro da capital. Foi projetado por Ramos de Azevedo e Domiziano Rossi para ser a sede do Liceu de Artes e Ofícios.  Há várias exposições realizadas ao mesmo tempo, algumas itinerantes, com prazo para finalizar. Consulte a programação no site oficial da Pinacoteca.

Para chegar à Pinacoteca, vá de metrô e desça na Estação da Luz. Por si só ela é outro atrativo turístico e histórico da cidade. Nas proximidades dois outros museus podem ser visitados: Museu de Arte Sacra e o Museu da Língua Portuguesa, recém-reaberto depois do incêndio que o fechou por alguns meses.

Foto: Skeeze

Paredão de prédios também são atrativos de São Paulo

São Paulo só é São Paulo por conta do skyline e seus milhares de prédios. Ter acesso a esta vista é um dos roteiros baratos para quem viaja a São Paulo. Na região central é possível ter esta vista da cidade de pedras. Olhares mais minuciosos descobrem verdadeiras paisagens em meio ao paredão cinza. E já que estamos falando da construção civil, algumas obras são marcos, como a ponte estaiada Octávio Frias de Oliveira. Ela integra o Complexo Viário Real Parque e é formada por duas pistas estaiadas em curvas independentes de 60 graus que cruzam o rio Pinheiros, no bairro do Brooklin.

Foto: Pexel

Na região do centro histórico, o Theatro Municipal é uma verdadeira obra-prima. Há programação gratuita praticamente todos os meses. Consulte o site para ver de perto concertos, shows e apresentações. Já no Parque da Independência fica o Museu do Ipiranga. Na realidade, o nome oficial é Museu Paulista da Universidade de São Paulo. Ele é uma instituição científica, cultural e educacional com atuação no campo da História e cujas atividades têm, como referência permanente, um acervo. Foi inaugurado em 7 de setembro de 1895 como museu de História Natural e marco representativo da Independência. Está fechado para reformas, mas o parque pode ser visitado.

Foto: Pixabay

Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*