Quais as trilhas de Lages em SC

A maior cidade em extensão territorial de Santa Catarina se orgulha de fazer parte da Serra Catarinense e de ter aqui o primeiro registro de um hotel fazenda em todo o Brasil. Mas quais as trilhas de Lages em SC? Antes o Viajar é Vida irá contextualizar a região para facilitar o entendimento e mostrar porque tanta gente tem aproveitado a região para curtir o turismo rural fazendo trilhas em contato com a natureza.

Estas trilhas podem ser caminhando, pedalando ou a bordo de um veículo com tração nas rodas. O importante é aproveitar o meio ambiente, as paisagens, observar os pássaros e a flora local. O território lageano fica em uma altitude média de 900 metros, o que significa um inverno bem frio, com a possibilidade de neve. Passa por Lages a primeira via terrestre de ligação entre o Sul e o Sudeste do Brasil, o chamado Caminho das Tropas. A via foi traçada no século 18 e abrangia a região de Coxilha Rica, uma área de 100 quilômetros quadrados de zona rural no planalto catarinense. Neste trecho a vegetação predominante é rasteira com a presença de araucárias nos trechos de floresta. O nome “coxilha” está relacionado ao fato de ser um terreno vasto e ondulado.

O relevo também é propício para a atividade pecuária. Por isso aqui também está a maior concentração de variedade de raças bovinas de corte do Brasil e várias fazendas que atendem ao turismo rural. Com a ajuda do site Wikiloc, onde são divulgadas trilhas, além de dicas da prefeitura, fizemos uma lista de quais as trilhas da Coxilha Rica em Lages.

Quais as trilhas de Lages em SC
Foto: Wikipedia

Leia também

Quais as trilhas de Lages em SC? Comece pelo Parque Natural Municipal

O Parque Natural Municipal João Jose Teodoro da Costa Neto foi criado como floresta mista, mas é mais famoso pelas suas araucárias. São 2,34 milhões de metros quadrados de área, com mais de 8 mil pinheiros araucária juntamente com outras espécies de árvores nativas centenárias com altura superior a 30 metros. Nesta região estão diferentes pássaros, incluindo alguns já ameaçados de extinção como é o caso da gralha azul. O parque possui trilhas para serem feitas a pé e o local funciona de segunda à sexta-feira, em horário comercial. As visitas precisam ser agendadas por telefone: (49) 3221-1099.

O Parque Municipal entra na lista de Quais as trilhas de Lages em SC
Foto: Prefeitura de Lages

Experimente de carro, num 4×2 ou 4×4

O piloto @gdepineferrari montou uma trilha no aplicativo Wikiloc de um trajeto que ele mesmo testou entre a região central de Lages e a Coxilha Rica pela BR-116. Considerado de nível fácil, são 127 quilômetros possíveis de serem feitos em cerca de 5 horas. O passeio é simples, embora com muitas pedras o que dificulta para veículos mais baixos. O ideal é seguir com pelo menos um carro 4×2 porque daí haverá a altura razoável para o passeio. A recomendação do piloto é baixar a calibragem dos pneus antes porque além de ganhar conforto reduz as chances de rasgar os pneus nas pedras pontudas.

Entre os percursos, alguns são ótimos para fazer de carro tracionado
Foto: @gdepineferrari

Quais as trilhas de Lages em SC: que tal um circuito de bike?

Amante das pedaladas, a dica de Mathias Frank é fazer um pedal pela Coxilha Rica. Numa trilha recente com dois amigos, ele circulou por 70 quilômetros num trajeto de nível moderado-fácil em relação ao esforço físico, porém fácil em relação ao nível técnico da trilha. Ele realizou o percurso em cerca de 7 horas, comemorando o fato de estar trafegando em parte pelos caminhos usados pelos tropeiros em suas viagens entre São Paulo e o Rio Grande do Sul na época do Brasil colônia.

Há muito cicloturista em Lages, atrás dos belos cenários
Foto: Mathias Frank

Trilha da Fazenda Cajurú na lista de quais as trilhas de Lages em SC

Na região onde nasceu o turismo rural e os hotéis-fazenda, fazer uma trilha pela Fazenda Cajurú é uma forma de estar mais em contato com esse modo de viver. O Thiago Lins detalhou uma trilha nesta região com 6 quilômetros de extensão, para ser feita a pé. De nível fácil, pode ser cumprida em média em 1 hora e 25 minutos.

Localizada na Coxilha Rica, a Fazenda Cajuru foi construída na tradicional arquitetura portuguesa que foi trazida pelos colonizadores. A fazenda data de 1865 e era destinada à criação de gado. O Caminho das Tropas traçado no século 18 passava bem próximo à fazenda. Ao visitar o local, faz uma verdadeira viagem no tempo. “Tudo o que lá está nos remete ao século 19, pois conserva até os móveis da época”, escreveu ele no descritivo da trilha no Wikiloc. E completa: “hoje a fazenda foi tombada como patrimônio histórico, e espera agora, pela boa vontade dos governantes pela sua merecida restauração”.

Quais as trilhas de Lages em SC: Fazenda Cajurú
Foto: Thiago Lins

Sugestão é fazer uma cicloviagem pela Serra Catarinense

Para Fábio Carminati, o grande barato é poder aproveitar a natureza em todos os seus estágios. Por isso a ligação dele com o pedal. A dica que ele traz é a cicloviagem pela Serra Catarinense. Ele viajou com um parceiro de trilhas por 278 quilômetros lá em 2014. Foram 5 dias inteiros circulando pela serra e registrando o circuito para compartilhar com outros interessados.

Na viagem ele foi de Lages a Lauro Mueller, passando Painel, Rio Rufino, Urubici, Bom Jardim da Serra, pelo Morro da Igreja, cruzando a estrada que margeia o Parna São Joaquim e descendo a Serra do Rio do Rastro. Cinco dias de pedal de altitude quase todo em estradas de chão e trilhas.

Cicloviagens também na rota dos interessados pelas trilas de Lages
Foto: Fábio Carminati

Desenvolvimento de profissionalizar novos roteiros na Coxilha Rica

Existe um movimento da prefeitura com a iniciativa privada em desenvolver melhor roteiros pelas Coxilhas Ricas. A empresa Target Aventura, por exemplo, realizou visita técnica para conhecer os acessos à cidade, assim como a estrada do Morrinhos, além da estrada do Raposo. Na rota visitaram a Fazenda Lua Cheia, Hotel Queijo, Fazenda Rodeio Bonito, Fazenda São João (de 1800), Fazenda Tijolinho (de 1906), Fazenda Igrejinha (de 1896) e Fazenda São José da Boa Vista (de 1917). São diferentes construções e localidades que podem ser inseridas em passeios de aventura. Esta última edificação é tombada pelo Patrimônio Histórico e foram todas visitadas para, quem sabe, serem opção de hospedagem.

Paisagens da serra estão por todos os lados
Foto: Fábio Carminati

Os responsáveis pela empresa também percorreram o Rio Pelotinhas e o Lava Tudo, seguindo a mesma rota do Caminho das Tropas. No percurso ainda estavam cemitérios históricos e Igrejas da comunidade de Coxilha Rica. A ideia é criar um circuito onde se percorre os campos, se visitam as cachoeiras e paisagens e se hospedam nos casarões históricos das fazendas.

“A Coxilha Rica é um gigante adormecido, com grande potencial para ser uma das principais atrações de Santa Catarina nas mais variadas modalidades de turismo”, Juliano Sant’Ana, da Target Aventura.

Você conhece alguma destas trilhas de Lages em SC? Quais as dicas você traz para os leitores do Viajar é Vida? Deixe nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*