Passaporte da vacina vai autorizar viagens pelo mundo?

Tem gente que acha preconceito, outras que apoiam a medida. A verdade é que já é comum e fica até simples responder se o passaporte da vacina vai autorizar viagens pelo mundo. Cada país sabe sobre o seu território, seus riscos e a necessidade de controle. Há muitos anos que países como Tailândia e Panamá exigem o comprovante internacional de vacinação para febre amarela para autorizar a entrada no país. Sem o documento, já solicitado no embarque ainda no país de origem, o viajante não consegue nem embarcar. Ele não pode chegar ao destino para evitar a contaminação e iniciar um problema para aquele país onde pretendia visitar.

A discussão agora com o coronavírus é uma forma de controle. Os países que conseguiram vacinar sua população e já afastou a crise de Covid-19 já deixaram claro não apenas o comprovante de vacinação como deverão manter outras medidas sanitárias até que o risco seja realmente reduzido em boa parte do planeta. É o caso da quarentena de 14 dias utilizada em alguns dos grandes destinos turísticos. Esse tipo de atitude vai ao encontro do discurso da Organização Mundial da Saúde que ainda está aguardando novos estudos para ter certeza de que a vacinação em massa é suficiente para impedir completamente aos imunizados de transmissão do coronavírus.

Passaporte da vacina vai autorizar viagens pelo mundo
Foto: Alexey Fedenkov/Pixabay

Passaporte da vacina vai autorizar viagens pelo mundo? A situação na Austrália e Nova Zelândia

Na Oceania e em alguns trechos da Europa, o otimismo é grande. Desde fevereiro as cidades da Austrália e também da Nova Zelândia estão fora do lockdown. A cidade australiana de Melbourne e a neo-zelandesa de Auckland celebram o retorno à normalidade e à praticamente zerar o número de casos da doença. Eventos como as finais do torneio australiano de tênis já receberam milhares de torcedores, ainda que a organização optasse por manter apenas 50% da capacidade dos jogos. Também na Austrália, o país inteiro adotou um forte confinamento para evitar qualquer nova transmissão da Covid-19. As medidas surtiram efeito.

Em Londres, esta semana, os pubs retomaram as atividades com mesas ao ar-livre. O clima é de muita alegria. A reabertura vale também para lojas, estabelecimentos que ficaram 3 meses em lockdown rigoroso. No Reino Unido, o governo fará um sistema de certificação para identificar quem está imune à Covid. A ideia seria usar esta espécie de passaporte para liberar a entrada em jogos de futebol, boates, concertos e cinemas. Assim, não será necessário impor aos participantes o distanciamento social.

Nas ruas da Austrália já é possível perceber uma certa normalidade
Foto: Alistair McLellan/Pixabay

Malta está abrindo a porta para viajantes de perto e pagará para eles visitarem o país

Malta está vendo como uma grande possibilidade essa próxima temporada de verão que iniciará em junho no Hemisfério Norte. O pais aceitará visitantes vacinados e, mais do que isso, está oferecendo dinheiro para quem quiser visitar seu território nas próximas semanas. A autoridade de turismo local pagará para cada viajante que reservar estadia de três noites em hotéis selecionados pela ação, que possuam de 3 a 5 estrelas.

Segundo o governo, quem ficar numa hospedagem 5 estrelas receberá 100 euros. Nos hotéis 4 estrelas 75 euros e nos 3 estrelas 50 euros. Convertendo para reais, cada viajante pode receber de R$ 340 a R$ 680 para aproveitar ainda mais a viagem.  Também recebem valores extras aqueles que forem visitar a Ilha de Gozo, onde estão lindas ruínas, praias e locais de mergulho maravilhosos. São esperados 35 mil turistas nesta ação.  Os viajantes precisarão pegar detalhes e a lista de hotéis participantes aqui no site do Turismo de Malta.

Passaporte da vacina vai autorizar viagens pelo mundo? Malta já está esperando visitantes da Europa
Foto: Michelle Raponi/Pixabay

Leia também

Europa está praticamente fechada para os brasileiros

Enquanto sobram boas notícias na Europa, começam a pipocar novas notícias não tão interessantes aos brasileiros que adoram viajar. Desta vez foi o fechamento da França para voos do Brasil. Outros países também estão cercando a chegada de brasileiros, para evitar a disseminação de novas cepas da doença.

De uma maneira geral, não há previsão para a liberação de entrada de brasileiros na Europa apesar de algumas companhias aéreas terem mantidos rotas para o Brasil e alguns países mais fora de rota aceitarem brasileiros, como é o caso da Eslovênia. Mas lá eles exigem ainda 10 dias de quarenta, teste PCR negativo para coronavírus ou comprovante de vacinação.

Na França, os voos foram recém-cancelados
Foto: Pexels

Passaporte da vacina vai autorizar viagens pelo mundo? Enquanto não chega, alguns países ainda estão autorizando a entrada de brasileiros

Na Bolívia é necessário ter um certificado médico com resultado negativo para o teste PCR Coronavirus emitido no máximo 3 dias antes da chegada. Um formulário também deve ser preenchido e entregue na chegada ao país. Já na Costa Rica o viajante também preenche um formulário antes da chegada, que dará um QR Code para ser apresentado na entrada do país. O governo exige ainda um seguro de viagem com cobertura de custos de tratamento e acomodação em caso de Covid-19.

O México está exigindo apenas um formulário. A República Dominicana criou um bilhete eletrônico com uma declaração de saúde que deve ser preenchido e entregue antes da partida. Os passageiros estão sujeitos a exames médicos na chegada.

Países como o México ainda estão autorizando a entrada de brasileiros. Passaporte da vacina vai autorizar viagens pelo mundo
Foto: Flavio Moura/Pixabay

Você sabia que algumas vacinas a própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária recomenda que o viajante esteja sempre em dia? É o caso de:

  • Febre amarela
  • Tétano
  • Difteria
  • Hepatites A e B
  • Tríplice Viral (protege contra Sarampo, Caxumba e da Rubéola)
  • Antirrábica (protege contra a raiva eventualmente transmitida em mordida de cachorros, ratos e morcegos)

Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*