Onde fica e o que fazer na Chapada das Mesas

Um dos cartões-postais do Maranhão, o Viajar é Vida mostrará neste conteúdo onde fica e o que fazer na Chapada das Mesas. O Parque Nacional que tem o mesmo nome é uma unidade de conservação que abrange mais de 160 mil hectares de cerrado nos municípios de Carolina, Riachão e Estreito, na região centro-sul do estado maranhense.  O parque surgiu para aumentar a área protegida da vegetação de cerrado, manter a variedade de fauna e flora e o próprio potencial turístico manejado de maneira sustentável.

Ele foi oficializado em 2005, sendo composto por florestas de buritizais, sertões e relevo de chapadas vermelhas, compondo um conjunto de curiosas formações rochosas, cânions, cavernas e cachoeiras.  O nome Chapada das Mesas se dá pelos platôs, os topos das montanhas, que lembram o formato de mesas de pedra, formados há milhões de anos. Um dos mais famosos é o Morro do Chapéu, considerado um dos símbolos da região.

Onde fica e o que fazer na Chapada das Mesas
Foto: Governo do Maranhão

Onde fica e o que fazer na Chapada das Mesas: cachoeiras maranhenses

A natureza tem muitos contrastes neste trecho do Brasil.  E as cachoeiras são muito apreciadas na Chapada das Mesas. A Reserva Natural Cachoeira do Rio Cocal fica no município de Riachão. A propriedade é privada e ali estão as cachoeiras dos Namorados, de Santa Bárbara e de Santa Paula. Elas formam o Poço Azul com água transparente e com uma piscina. No entorno há um conjunto com outras cachoeiras, muito bacanas para mergulhos e para se refrescar entre as trilhas.  Próximo ao Poço Azul está o Encanto Azul. A gruta tem 6 metros de profundidade e você consegue enxergar cada centímetro graças à água muito cristalina. Para chegar será necessário encarar uma trilha de nível alto, com subidas e até escalada. Mas o esforço compensa.

Outras cachoeiras que chamam a atenção: São Romão e da Prata. A primeira tem um maior volume de água. Elas são até que pouco exploradas, devido ao acesso dificultado. Para chegar lá o ideal é com veículo tracionado e com guia local que sabe bem onde “pisa”. Mesmo que você alugue um carro, a maioria das cachoeiras exige um carro com tração nas 4 rodas para chegar nelas. As estradas são de terra, a sinalização não é tão próxima uma da outra e assim você evita de se perder.

Onde fica e o que fazer na Chapada das Mesas: cachoeiras maranhenses
Foto: Otávio Nogueira/Flickr

E as paisagens com cachoeiras continuam

O Parque Itapecuru também está na lista sobre o que fazer na Chapada das Mesas. Ele possui duas cachoeiras “gêmeas” que formam um lago e recebe muitos visitantes. Por conta disso, possui uma estrutura turística já desenvolvida, com mesas, cadeiras e até restaurante. E para entrar o turista paga um ingresso de R$ 20. O local fica cerca de 30 quilômetros do Centro de Carolina.

A Cachoeira da Caverna é outro lugar que você não pode perder. Fica em um dos vários complexos existentes na Chapada das Mesas, o da Pedra Caída. Neste trecho você vai poder desfrutar de trilhas e algumas cachoeiras como a da Caverna. Fique atento porque há trechos rasos, e outros bem profundos, poços escondidos que merecem atenção.

Também como um complexo, o da Pedra Caída é particular em uma área de 12 mil hectares. Tem teleférico e heliponto, além de muitos esportes guiados como tirolesa e rapel. Aqui, como você já percebeu, a estrutura é bem profissionalizada.  

As trilhas são próximas do circuito das águas, então saiba que irá se molhar durante a caminhada. Aprecie toda a natureza sem moderação, incluindo o cânion que existe na propriedade.

O Morro do Chapéu é um dos pontos mais elevados e presente em boa parte da Chapada das Mesas. O destaque aqui é subir em trekking numa altura de 365 metros. Importante destacar que a rocha é arenítica, e o visitante precisa ter habilidade no esporte e preparo físico para encarar o desafio. Não se esqueça dos guias locais.

E as paisagens com cachoeiras continuam
Foto: Otávio Nogueira/Flickr

Leia também

Onde fica e o que fazer na Chapada das Mesas.
Foto: Governo do Maranhão

Pores-do-sol lindíssimos

Para organizar os passeios, trilhas e as visitas às cachoeiras, vale contratar os serviços de guias locais. Eles agilizam a logística dos roteiros e você apenas aproveita. Entre o que fazer na Chapada das Mesas está acompanhar o espetáculo do pôr-do-sol no Rio Tocantins. Como a cidade é pequena, a maioria dos meios de hospedagem ficam na região central, perto do rio que faz divisa com o estado vizinho. Muito provavelmente você chegará aqui caminhando.

Também vale acompanhar o pôr-do-sol no Portal da Chapada, uma trilha de 500 metros morro acima que começa a cerca de 20 quilômetros da cidade de Carolina. Siga pela BR-230 em direção à Imperatriz. Se estiver sem carro alugado, veja um transfer nas empresas de turismo local, porque não há transporte público na cidadezinha. Durante a subida você perceberá diferentes formações rochosas, incluindo essa que parece um portal. Você ficará encantado com as cores deste final do dia.

Pores-do-sol lindíssimos
Foto: Wikimedia

Onde exatamente fica a Chapada das Mesas

A Chapada das Mesas fica próximo à divisa do Maranhão com o Tocantins. A distância da capital do estado é bem longa: 840 quilômetros. A capital do estado vizinho também está longe. Palmas fica a 500 quilômetros. O local, então, fica realmente em uma região mais isolada, numa área de transição entre caatinga, cerrado e já com reflexos da floresta amazônica.

A melhor forma é de avião pousando em Imperatriz, que recebe voos diretos de Brasília, São Luís, Belém, Belo Horizonte e São Paulo. De lá, você segue por cerca de 200 quilômetros até o município de Carolina, cidade às margens do Rio Tocantins e também porta de entrada para a Chapada.

A melhor época para conhecer a Chapada das Mesas fica entre os meses de maio e setembro que é quando chove menos. Apesar de ser considerado inverno, neste período o clima é seco e a umidade do ar é baixa.

Onde exatamente fica a Chapada das Mesas
Foto: Otávio Nogueira/Flickr

Onde fica e o que fazer na Chapada das Mesas. Ah, e onde se hospedar também?!

Para se hospedar não há uma grande variedade de opções. O roteiro é mais mateiro, ou raiz (como diriam alguns viajantes). Há algumas pousadas e casas/quartos para serem alugados via AirBnB. Há muitas casas chamadas de casas de temporada, alugadas por dia para os visitantes. E aí você encontra com 1, 2 ou 3 quartos, casa completa ou apenas os cômodos para dormir e banheiro, enfim, há várias possibilidades.

Algumas residências foram transformadas em pousadas ou hotéis e daí você encontra a comodidade do café da manhã e quarto arrumado. Em sites/aplicativos como o Booking também há boas dicas e preços diferenciados para a sua hospedagem na Chapada das Mesas.

Onde fica e o que fazer na Chapada das Mesas. Ah, e onde se hospedar também?!
Foto: divulgação

Essas dicas foram úteis para planejar sua viagem? O que mais você gostaria de saber ou quais outras dicas você daria para contribuir com os leitores do Viajar é Vida? Compartilhe nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*