O que fazer em Foz do Iguaçu

A cidade do Paraná é a base principal para quem quiser visitar as Cataratas do Iguaçu. Mas além das quedas d’água (que por si só já valem a ida), o que fazer em Foz do Iguaçu? O Viajar é Vida pontua alguns lugares imperdíveis e traz dicas sobre como montar um roteiro ideal, contemplando obviamente a Tríplice Fronteira (Brasil, Paraguai e Argentina) e seus arredores nos 3 países.

Para começar as dicas, vamos falar da melhor época para visitar o lugar. Se o seu objetivo for fazer os passeios de barco e conhecer as cataratas de perto, o ideal são os meses mais quentes. Talvez tentar evitar o auge do verão, que é quando as temperaturas ficam muito elevadas e os passeios e trilhas a pé podem se tornar mais difíceis.

Para aproveitar a noite, visitar restaurantes, curtir a gastronomia local e se deparar com bufês de sopa, fondues e até cafés coloniais, o inverno é mais recomendado. Só não se esqueça que Foz fica na região Sul onde as temperaturas caem bastante e o frio é bem rigoroso também. Ou seja, dizendo tudo isso, a recomendação é entre março e maio, ou entre setembro e novembro. Desta forma, você poderá fazer as caminhadas, visitar os parques e ficar tranquilo em relação ao clima.

O que fazer em Foz do Iguaçu
Foto: divulgação

Passear nos dois lados das cataratas entre o que fazer em Foz do Iguaçu

As Cataratas do Iguaçu são o maior conjunto de quedas d’água do planeta e também está entre as 7 Maravilhas Naturais do mundo. Por ano, milhões de visitantes adentram os portões do parque para ver de perto essa beleza da natureza. São pelo menos 275 saltos dos mais variados tamanhos, sendo o maior deles com 80 metros de altura que é a Garganta do Diabo. Como o formato das cataratas é uma ferradura, o viajante tem uma vista panorâmica única pelo lado brasileiro.

Falo isso porque você pode visitar as cataratas pelos dois lados da fronteira: tanto no Brasil quanto na Argentina. Ambos oferecem infraestrutura ideal para o passeio como passarelas, mirantes, lanchonetes, restaurantes, banheiros e lojas.

Em ambos os lados, você também vai prestigiar diferentes espécies da fauna e flora, em grandes áreas verdes que são remanescentes de Mata Atlântica. O Parque Nacional do Iguaçu (também chamado de (Parque Nacional Iguazú na Argentina) possui 185 mil hectares do lado brasileiro e mais 65 mil hectares do lado argentino.  

Cada lado cobra ingresso de entrada e tem o seu próprio funcionamento. Para visitar o lado argentino das cataratas, acesse o site oficial aqui. Já para conhecer o lado brasileiro das cataratas, este é o site oficial para a venda de ingressos on-line.

Passear nos dois lados das cataratas entre o que fazer em Foz do Iguaçu
Foto: divulgação

Visitar diferentes templos religiosos

Vários estrangeiros migraram para a região de Foz de Iguaçu e, por isso, aqui você pode conhecer vários templos religiosos para conhecer e até desmistificar crenças, como o islamismo e budismo. O Templo Budista Chen Tien, por exemplo, foi construído em 1996 por comunidades chinesas da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina e deixa muitos visitantes impressionados com sua beleza. A união de forças garantiu que o local tenha mais de 120 estátuas, cada uma com o seu significado, sendo os destaques, uma estátua de Buda de 7 metros de altura.

A entrada no templo é gratuita e a visitação ocorre de terça a domingo, entre 9h30min e 16h30min. Não se esqueça que este é um local sagrado aos budistas. É preciso manter respeito. A visitação é de cerca de 1 hora e existem pontos onde não é permitido fotografar. O Templo Budista fica na Rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99.

Já a Mesquita Omar Ibn Al-Khattab mostra a religiosidade da comunidade árabe, cuja religião é o islamismo. O templo muçulmano tem uma beleza única e foi erguido nos anos 1980. O local está aberto à visitação em horários determinados e é indispensável o respeito à cultura islâmica seguindo as regras locais como retirar o calçado antes de entrar, falar baixo, esperar o fim das orações antes de entrar no templo e o uso de véu pelas mulheres. Este templo fica na Rua Meca, 599.

Visitar diferentes templos religiosos
Visitar diferentes templos religiosos

Fazer o passeio de barco partindo do lado argentino

Considerado o melhor passeio, com ele você vai ter uma real aventura de barco com muita adrenalina pelas corredeiras do Rio Iguaçu. O final é um banho nas águas que descem pelas cachoeiras. O tempo de percurso é de cerca de 2 horas, começando com um passeio de caminhão elétrico com guia que dá orientações sobre a flora e fauna local. Depois há uma pequena trilha a pé até a chegada na margem do Rio Iguaçu para então pegar o barco. As embarcações bimotores levam rio acima, passando pelas corredeiras até as Cataratas do Iguaçu. Próximo às quedas o piloto faz uma parada para fotografias para em seguida finalizar com uma ducha nas cachoeiras.

Fazer o passeio de barco partindo do lado argentino
Foto: divulgação

Nessa sequência de vídeos, eu mostro como foi minha experiência no passeio de barco, fazendo este Macuco Safari, Foz do Iguaçu.

Se tiver condições e puder experimentar, o passeio de helicóptero é outra grande aventura inesquecível. Você passará por toda a extensão das cataratas para contemplar e fazer as melhores fotografias desse show da natureza. O sobrevoo permite que o visitante tenha uma noção da dimensão dessa paisagem, fazendo surgir as mais diferentes sensações.

Fazer o passeio de barco partindo do lado argentino
Foto: divulgação

Leia também

Conhecer uma das maiores obras de engenharia do mundo

Quem vai a Foz do Iguaçu precisa fazer o passeio pela Usina Hidrelétrica de Itaipu. Um grande marco da engenharia mundial, você vai entender o significado de grandeza quando estiver aqui dentro. A obra é realmente gigantesca e a atual maior usina hidroelétrica em produção do mundo. O bacana é que existe um atendimento turístico bem organizado para bem receber os visitantes. A média anual é de 1 milhão de turistas! O passeio começa no Centro de Visitantes com um filme apresentado numa sala de cinema, contando toda a história da construção da barragem e um pouco do atual trabalho de Itaipu. Depois, os visitantes são levados de ônibus para dois mirantes de observação, que permitem diferentes pontos de vista da construção. O passeio se encerra depois de passar ao lado e sobre a barragem, de onde se avista o Lago de Itaipu. Os ingressos e horários para agendamento estão no site oficial da empresa.

Conhecer uma das maiores obras de engenharia do mundo
Conhecer uma das maiores obras de engenharia do mundo
Fotos: divulgação

Entre o que fazer em Foz do Iguaçu está visitar o Parque das Aves

O Parque das Aves fica perto também das Cataratas do Iguaçu. É um espaço com 16 hectares de mata nativa, onde estão 1.500 animais de 140 espécies diferentes. São principalmente aves, mas há também répteis e mamíferos. O local é privado e atua como centro de conservação integrada de espécies da Mata Atlântica, pesquisando a reprodução em cativeiro e preservando animais ameaçados de extinção.

Na sua estrutura o visitante conhecerá os bichos circulando por cerca de 1.300 metros de trilhas, onde são dispostas aves para observação. Também há ambientes que imitam ecossistemas naturais para alguns espécies, como para os jacarés, jiboias, saguis e borboletas. A criançada se diverte e os adultos amam conhecer o Parque das Aves.

Entre o que fazer em Foz do Iguaçu está visitar o Parque das Aves
Foto: divulgação

Foz do Iguaçu e as cidades da Tríplice Fronteira são muito turísticas. Além de todo o ambiente natural, o setor se profissionalizou e, desde os anos 1980, atua para bem atender os visitantes. Se você ficar 10 dias, vai ter atrativo para visitar em todos eles. Ou seja, esta é uma região que vale a visita. Coloque na sua programação. Gostou das dicas do Viajar é Vida? Deixe sua sugestão ou dúvida nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*