Como viajar barato para o Japão

O Japão é um destino de exuberância cultural e de beleza única que atrai milhares de turistas por ano. Agora, como viajar barato para o Japão? Talvez pela distância, muitos pensam que essa se trata de uma viagem custosa e impossível de se fazer. Se você concorda, repense: são muitos os fatores que fazem uma viagem cara e todos eles podem ser evitados através do planejamento e pesquisa.

Ao contrário do que muitos pensam, distância não é sinônimo de preço quando o assunto é viagem. Muitos viajantes se prendem a destinos ocidentais por esse motivo e o resultado é um mundo de possibilidades interessantes e enriquecedoras descartadas.

O Viajar é Vida acredita que todos os obstáculos para a viagem dos sonhos podem ser resolvidos com uma palavra mágica: planejamento. Por isso, reunimos nesse post algumas maneiras sobre como viajar barato para o Japão.

Foto: Masashi Wakui

Você deve levar em conta a época do ano

A alta temporada existe e, se o seu objetivo é aprender como viajar barato para o Japão, você deve evitar este período a todo custo. Para encontrar passagens e hospedagens mais baratas, evite agendar sua viagem para o Japão durante julho e janeiro, quando os turistas aumentam e os preços sobem. Ao invés disso, programe-se em meses como abril, maio, setembro e outubro quando os voos são mais baratos.

Se optar por abril ou maio, você conseguirá apreciar a Primavera japonesa, famosa por suas paisagens repletas de cerejeiras compondo cenários incríveis para os turistas afortunados. O Verão e o Outono – em setembro e outubro – também são ótimas épocas para visitar o país, já que a rica flora japonesa fica ainda mais evidente.

            As passagens para o Japão variam de R$ 4.000 a R$ 8.000 reais, por isso, não canse até achar um preço aceitável para sua saída. Passagens compradas com antecedência podem diminuir, e muito, seu valor, portanto, programe-se.

Foto: Cock-Robin

Escalas serão necessárias, então planeje-se

            Não existem voos diretos para o Japão, sendo sempre necessária a parada em um ou mais aeroportos para chegar ao tão esperado destino. Lembre-se que alguns países requerem visto na imigração – mesmo que em escala – o que irá resultar em mais gastos na sua viagem. Mesmo que os bilhetes para essas escalas sejam mais baratos é preciso calcular os custos do novo visto se você quer economizar.

            Alguns países que não requerem visto brasileiro: Marrocos, Tunísia, Áustria, Alemanha, Bélgica, Grécia, Espanha, França, Cingapura, Tailândia, Malásia. Fique atento a esses países quando for comprar as passagens aéreas.

Foto: Sofia Terzoni

Como viajar barato para o Japão? Airbnb e hostels são amigos

Sabemos que, em uma viagem, tudo que queremos é ter uma cama quentinha e confortável para a qual voltar ao fim de um dia de andanças. As melhores opções de conseguir isto e economizar dinheiro é usando o Airbnb ou o Couchsurfing. Apartamentos nos centros (como Shibuya ou Shinjuku) podem oferecer acomodações por preços mais atrativos do que aqueles oferecidos em hotéis. Viu? Mais dicas sobre como viajar barato para o Japão.

Outra opção também é procurar hostels, albergues e ryokans (pousadas japonesas), para economizar ainda mais na viagem. Aliás, já que o assunto é economizar, porque não usar os famosos hotéis capsula, que tantos falam? Recomendamos o site Booking e MUITA pesquisa ao se decidir sobre qual acomodação ficar.

As maravilhas culinárias do Japão

O Japão é conhecido por sua culinária exótica e deliciosa. Pode ter certeza que você não vai deixar de provar ao optar por refeições baratas durante sua estadia, se esse for seu objetivo. Em restaurantes fast food (como Matsuya, Sukiya, Yoshinoya, Mister Donut, MOS burger, CocoCurry House Ichibanya) você poderá encontrar refeições típicas por até 130 ienes (R$ 6,25). Outras refeições mais elaboradas podem custar de 300 a 600 ienes (R$ 14,43 a R$ 28,86) em restaurantes normais.

Além disso, são comuns os “restaurantes de botão” no Japão. Parecidos com as máquinas de salgadinhos que encontramos no Brasil, essas vendem refeições inteiras por chocantes 100 ienes (R$ 4,81). Basta escolher o prato na máquina, realizar o pagamento, retirar o recibo e levar ao cozinheiro ao lado para que ele prepare sua comida. Muito prático, não é?

Foto: Kevin Petit

Prefira transporte público a táxis ou ubers e assim você dá mais um passo em como viajar barato para o Japão

Sabemos que o transporte é essencial durante uma viagem, mas segure os aplicativos e evite chamar os táxis por hora. Ao invés disso, procure utilizar ônibus ou metrôs para economizar dinheiro. Se os destinos forem próximos, que tal bater perna pelas ruas japonesas e desbravar suas peculiaridades? Ficaria impressionado com quantas coisas pode descobrir usando esses meios.

O transporte público do Japão é considerado um dos melhores do mundo, além de ser muito barato. Em Tóquio, além dos tickets individuais, você pode obter passes de trânsito de 24, 48 ou 72 horas que lhe dão a vantagem de usar o metrô quantas vezes quiser, evitando as filas nas máquinas de tickets. Tudo isso por R$ 45,28 e com a possibilidade da compra on-line.

Para viagens mais longas, para outras cidades também prefira usar ônibus ao invés de trens. O Kosokubus é um site confiável que garante passagens baratas para viajantes querendo economizar. Além de poupar dinheiro, irá proporcionar vistas lindas das zonas rurais do país.

Foto: Andy Leung

Faça atividades de baixo custo

Os museus no Japão geralmente têm entrada gratuita para jovens com carteiras de estudante. Caso você queira visitar os museus e não se encaixe nesse grupo, o passe de Grutt pode ser uma ótima escolha. Por 2.000 ienes (R$ 96,16) o passe dá acesso e descontos a 80 instalações de museus, galerias de arte e atrações turísticas de toda Tóquio. Esse passe pode ser encontrado em centros de informações turísticas pela cidade.

Caso esses gastos também soem amargo para você, procure atividades gratuitas que te possibilitem uma experiência imersiva na cidade. O Templo Senso-Ji, o Templo Imperial de Tóquio, o Parque Hibiya, o bairro eletrônico Akihabara, a comercial Rua Takeshita… São diversas as atrações gratuitas e indispensáveis e você aprende com mais esta dica como viajar barato para o Japão.

Foto: Pixabay

Curtiu as dicas? O Viajar é Vida tem outros conteúdos falando sobre o oriente. Fique ligado e visite todas as dicas.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*