Como são os enterros que viraram meme?

Em 2017 o Viajar é Vida já destacou, mas o assunto voltou à internet: como são os enterros que viraram meme? A retomada do assunto foi para fazer graça a algo que provavelmente dará errado. Em Gana, na África, os funerais são eventos especiais e os caixões são conduzidos por carregadores dançarinos que fazem performances durante o enterro. Mórbido ou não, é a cultura local e precisa ser apreciada e reforça o que a gente mais gosta nas viagens que é poder conhecer e entender um pouco dos rituais de cada novo destino.

“Como são os enterros que viraram meme?”

Foto: divulgação

Além da dança, que o Viajar é Vida falará um pouco mais adiante, vale destacar a tradição em enterrar os mortos num caixão diferente, que represente algo que ele gostava muito ou sua profissão. Por isso não estranhe se ao pesquisar por Gana encontre carpintarias especializadas nesta “obra”. Os caixões por lá podem lembrar animais, instrumentos de trabalho e o que a imaginação sugerir. De bíblia (para um defunto muito religioso) a um peixe (para um que foi pescador quando vivo), os caixões são feitos de madeira pintados.

Como são os enterros que viraram meme? Os carregadores de caixão dançam para alegrar os funerais

Gana é um país africano onde os funerais são eventos sociais respeitados e importantes. Eles mantêm rituais tradicionais que fogem completamente ao tipo de ritual que vemos pelo Brasil, por exemplo. A diferença é que, com a internet, a cultura passou a ter mais evidência, mesmo que utilizada de maneira um pouco mais jocosa, fazendo piada e levando as apresentações para um tom mais engraçado.

Algumas empresas de Gana perceberam a possiblidade de ganhar dinheiro com o ritual e passaram a incrementar um pouco o que já era tradição. A família que contrata o serviço pode escolher entre uma cerimônia mais discreta ou outra um pouco mais teatral, com música e dança.

Foto: divulgação

Ritual ganhou o mundo novamente por causa da internet

Nos vídeos que viralizaram recentemente pela internet aparecem 6 homens de paletó e gravata dançando com um caixão sobre os ombros. Quem não está acostumado, obviamente, achou desrespeitoso, sem nem ao menos perguntar sobre a cultura local. Pelo menos ajudou a minimizar o medo e o tédio deste período de quarentena por causa do coronavírus.

Neste novo meme, o grupo aparece nos vídeos com uma montagem: a música “Astronomia”, de Tony Igy, virou a trilha sonora das imagens. Geralmente as imagens estão conectadas a outras em que o protagonista do vídeo parece se meter em uma fria em alguma situação de risco, perigo ou inusitada. Em vez de mostrar o resultado final que poderia ser desastroso e até perigoso, entram os seis dançarinos coveiros fazendo sua ritmada coreografia ao som descontraído e alegre da nova trilha sonora.

Na primeira vez em que estas cenas ganharam o mundo, uma equipe da BBC foi até o país conhecer de perto o ritual. E descobriram que o ritual é real, fomenta a economia e dá muito dinheiro aos coveiros dançarinos! Os funerais em Gana podem ultrapassara cifra de 80 mil reais. Tudo para levar garantir enterros majestosos, com centenas e até milhares de pessoas e que duram dias.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Informações gerais sobre Gana

Os dados estão na página do Itamaraty, que apresenta todas as informações consulares.

  • Capital: Acra
  • Língua: Inglês
  • Moeda: Cedi
  • Validade do passaporte: deve ser valido no momento de entrada
  • Visto de turista: necessário
  • Vacinações: é necessária vacinação contra febre amarela                       

Segundo o Itamaraty, os cidadãos brasileiros devem viajar a Gana com alto grau de cautela. Os viajantes precisam ter sempre as informações de contato da Embaixada do Brasil em Acra, que, se necessário, poderá prestar assistência consular a nacionais em Gana.        

Foto: Pixabay

O que fazer em Gana. Conheça as atrações turísticas

Os principais roteiros de viagens turísticas do país são as praias, especialmente aquelas da costa Oriental. As mais conhecidas são Axim (para ir até esta praia, o roteiro mais recomendado é pegar um avião de Acra até Takoradi e, de Takoradi, um carro ou van até os principais hotéis, que são Axim Beach Resort e Blue Moon).

Outras praias como Bojo, Krokobite e Cape Three Poins e Cape Coast (onde estão localizadas as antigas fortalezas coloniais) são bastante visitadas por turistas. O acesso de carro é relativamente fácil, mas as estradas são ruins e o trânsito é perigoso.

Além das praias, outros lugares de interesse dos turistas são Kakum National Park (onde se pode fazer arborismo); Akosombo Dam, represa com alguns bons hotéis e passeios de barco; e safari na região norte do país.

Vale frisar que a infraestrutura turística de Gana é bastante carente e, por vezes, precária. A despeito de muitos hotéis se autodenominarem “resorts” a qualidade das acomodações e da alimentação são bastante duvidosas.

Também é muito importante saber que muitos hotéis e restaurantes ainda não aceitarem cartões de crédito. Assim, recomenda-se viajar com moeda estrangeira em espécie e trocar em casas de câmbio da capital, antes de viajar.

Foto: Pixabay

Entendeu porque o Viajar é Vida adora estar circulando pelo mundo? É justamente para aprender e conhecer detalhes de outras culturas como esta de Gana. Como são os enterros que viraram meme é apenas uma mostra do que pode-se ver ao viajar pelo mundo. Basta estar de coração aberto para receber e entender que as diferenças existem e elas não dizem nada sobre o que é certo ou errado. Curtiu este conteúdo? Que outra cultura você já vivenciou e achou totalmente diferente da nossa? Conte nos comentários!


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*