7 dicas sobre a bagagem de mão nas viagens

Com a mudança nos voos e a cobrança para o despacho de bagagens, o brasileiro passou a adotar o uso da bagagem de mão para garantir valores mais baixos nas passagens aéreas. Mas existem regras e o Viajar é Vida destaca agora 7 dicas sobre a bagagem de mão nas viagens. São orientações para que você não seja barrado ou tenha que pagar pelo despacho sem nem ter se programado para isso.  

Foto: Hans Braxmeier

Há regras sobre o tamanho e peso da bagagem de mão

De uma maneira geral a gente tenta dar um jeitinho para passar uma mala um pouco maior, ou acaba levando sacolas extras… mas a regra tem sido cobrada (até pela segurança dos voos). Nos aeroportos brasileiros, a mala de mão tem que ser no máximo com 55cm de altura, 35cm de largura e 25cm de profundidade. Na hora do embarque, eles fazem a medição com caixa de papelão. E nem adianta querer encher demais, deixando a mala abarrotada, porque isso também é observado. Malas de mão com aparência de quem estão mais pesadas vão para a balança. Voos nacionais permitem 10kg. Os internacionais podem variar de 8 a 16kg (consulte a companhia aérea pelo site. Geralmente estas informações são descritas por lá).

Atenção ao tamanho dos itens de higiene nas nécessaires

Outra coisa importante é sobre o que carregar na nécessaire com produtos de higiene. Se ela não for transparente, tenha junto um daqueles sacos plásticos com fechamento zip. Nela, apenas o essencial como escova e pasta de dente, álcool gel, sabonete e absorvente. Evite vidros de perfume (salvo se forem com menos de 50gr) e ou desodorantes aerossóis. Caso haja necessidade, coloque na nécessaire os remédios de uso contínuo, em uma quantidade acima da necessária para os dias de viagem e com as receitas médicas atualizadas. Se viajar com crianças, tenha na bagagem de mão antitérmicos e analgésicos. Preferencialmente que sejam receitados pelo pediatra, que fará a indicação preventiva. Então, estamos seguindo na nossa lista de 7 dicas sobre a bagagem de mão nas viagens.  

Foto: Hans Braxmeier

Esquecer documento pode impedir o embarque para a viagem

Evite contratempos e leve numa pastinha todos os documentos, como cópias de passaporte, o passaporte original, voucher de hospedagens impressos, endereços e recibos de pagamento dos locais de hospedagem. Anote também telefones úteis. Ao viajar com crianças, não se esqueça dos documentos atualizados, permissões (caso apenas um dos pais ou responsáveis esteja viajando junto). Qualquer esquecimento pode impedir o embarque para a esperada viagem. Se for mais moderninho e tecnológico, outra forma de carregar essa documentação é virtualmente nos equipamentos como smartphone e tablet.

Foto: Kate Veldhorst

Acessórios dos aparelhos eletrônicos devem estar todos juntos

Coloque num estojinho o que precisar levar de produtos eletrônicos e seus acessórios. Jamais esqueça seu carregador do celular, bateria portátil, adaptador universal, livro eletrônico e fones de ouvido. Além do voo propriamente dito, eles são garantia de passatempo nas escalas e conexões. Outra coisa: leve o notebook apenas se for extremamente necessário. Ele pesa (já desconta do peso da bagagem de mão) e precisa se retirado em todos os raio-X.

Alguns alimentos podem (e devem) ser levados na bagagem de mão

Não é qualquer alimento que pode ser levado nas viagens, principalmente internacionais. Como há a questão do registro de vigilância sanitária, alguns itens não são permitidos. A sugestão é levar um chocolate, alguns chicletes (eles ajudam a desopilar os ouvidos em caso de entupimento pela pressão), um pacote de biscoitos e algumas oleaginosas como amendoim e amêndoas. São coringas, matam a fome e enganam o estômago sem deixar você faminto. É ou não é uma dica valiosa entre as 7 dicas sobre a bagagem de mão nas viagens??  

Foto: Rainer Prang

“7 dicas sobre a bagagem de mão nas viagens”

Foto: Pixabay

Saiba que roupas extras levar na bagagem de mão

Viajante que se preze tem sempre uma muda de roupa na bagagem de mão. Pelo menos uma calça, uma camiseta e uma roupa íntima reserva. A gente nunca sabe quando um refrigerante pode cair na roupa, ou mesmo se aquela necessária soneca no banco do aeroporto não irá sujar a camiseta. Outro item importante: um casaco. Com o entra e sai nos aeroportos e aviões, você sentirá a diferença do clima e nos lugares fechados o ar-condicionado costuma ser bem forte. Melhor se prevenir do que passar frio.

Foto: Ton von Strong

Seguro viagem deve ser contratado antes de viajar

Seguro bom é aquele que a gente não precisa utilizar. Nem por isso, devemos esquecer de contratar um! Independentemente do destino ou do meio de transporte, o seguro viagem é uma garantia para os seus dias de férias. A ideia é prevenir de maiores problemas caso sua bagagem seja extraviada, por exemplo. Ou em caso de uma emergência médica ou odontológica. Um seguro viagem tem diferentes coberturas. Consulte um corretor antes de viajar. Você precisa embarcar já com o serviço contratado. De uma maneira geral, ele não é tão caro e só quem precisou utilizar é que sabe da real importância do Seguro Viagem.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*