10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real

Jovem executiva de Chicago, Emily Cooper é contratada para fornecer uma perspectiva americana em uma empresa de marketing na capital francesa. A ficção fez sucesso na Netflix e trouxe a muitos viajantes o desejo de conhecer de perto tanta bela locação. E o Viajar é Vida traz informações sobre os 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real. O levantamento original foi do site Travel + Leisure e a nossa equipe apontou outros detalhes e gostos sobre os cenários desta série que virou a queridinha do serviço de streaming.

10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real
Foto: Pete Linforth/Pixabay

Siga o Viajar é Vida no Instagram

10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real: Ponte Alexandre III

O que não faltam em Paris são as pontes, a maioria muito antigas. E a Ponte Alexandre III carrega uma beleza bem cinematográfica. Por isso foi escolhida na ficção para que a empresa de marketing da protagonista filmasse um anúncio de perfume com sua cliente, a Maison Lavaux. A Alexandre III é uma ponte em arco que atravessa o Rio Sena ligando o bairro dos Campos Elísios ao dos Invalides e à Torre Eiffel. É considerada uma das pontes mais ornamentadas e extravagantes de Paris, ou seja, um lugar realmente belo para caminhadas e observação da paisagem parisiense.

As várias pontes da cidade chamam a atenção e a Alexandre III é um dos destaques da série
Foto: Wikipedia

Panteão também é um dos 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real

O Panteão de Paris é um monumento em estilo neoclássico situado no monte de Santa Genoveva, no 5.º arrondissement de Paris, em pleno Quartier Latin. Em volta estão alguns prédios importantes como a igreja de Saint-Étienne-du-Mont, a Biblioteca de Santa Genoveva, a Universidade Paris-Sorbonne e a prefeitura do 5º arrondissement.

Da rua Soufflot consegue-se uma perspectiva favorável do Panteão, a partir do Jardim de Luxemburgo. Várias personalidades francesas notáveis estão enterradas aqui, incluindo Victor Hugo, Voltaire, Jean-Jacques Rousseau e Pierre e Marie Curie. Emily e seu namorado terminam durante um telefonema no início da temporada do lado de fora deste prédio.

Personalidades francesas estão enterradas no Panteão, local que também aparece na série da Netflix
Foto: danae123/Pixabay

Revele suas fotos de viagem!

Que tal preservar os registros das suas viagens sem sair de casa? O FotoRegistro é uma loja online que possibilita a preservação de suas memórias de maneira criativa e inovadora. Acesse o link aqui e programe a impressão das suas fotos.  Partiu revelar!

Leia também

Jardin du Palais-Royal também foi cenário da série

Os jardins ornamentados de um palácio do século 17 chamado Palais-Royal (agora edifícios do governo) são onde Emily conhece sua nova amiga, Mindy, uma babá que mora em Paris. O encontro ocorre durante o intervalo para o almoço. A localização faz com que o viajante chegue ao lugar pela estação de metrô Palais-Royal – Musée du Louvre. Sim, o Jardin du Palais-Royal fica a poucos metros do Louvre, o que o torna o lugar perfeito para parar durante um passeio pela cidade.

Os jardins verdejantes estão entre os 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real
Foto: Wikipedia

Palais Garnier tem a suntuosidade necessária para as filmagens

A protagonista visita o Palais Garnier para uma exibição de “Lago dos Cisnes”. A casa de ópera é belíssima e realmente impressiona pela suntuosidade. Construída em 1800 é ainda mais famosa como cenário de “O Fantasma da Ópera”, outra ficção que conquistou o mundo. Com tantos holofotes virados para o Palais Garnier, óbvio que ele estaria na lista dos 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real.

Detalhes e suntuosidade marcam o Palais Garnier na capital da França
Foto: Wikipedia

La Maison Rose é um restaurante que figura entre os 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real

O café/restaurante parisiense La Maison Rose  é tido como um ponto turístico da capital da França. A fama veio por si próprio e pelo boca a boca dos viajantes. Numa das cenas Emily e Mindy jantam e esta é uma cena que você pode repetir. O local é aberto para receber os visitantes. Só fique atento à demanda de gente, porque ali tem muita procura mesmo.

Um restaurante famoso que virou atrativo turístico em Paris
Foto: Wikipedia

Monnaie de Paris é prédio icônico da capital francesa

A Casa da Moeda (Monnaie de Paris) é uma instituição governamental responsável pela produção das moedas francesas. Fundada em 864 com o Édito de Pistres, é a instituição de cunhagem mais antiga do mundo em funcionamento contínuo. Na série Emily, em Paris, é usada como cenário para o desfile de uma semana de moda de um estilista.

A Casa da Moeda é a mais antiga instituição a cunhar moeda seguidamente no mundo. Foi cenário de um desfile de moda na série Emily em Paris
Foto: Wikipedia

Café de Flore tem 140 anos de atividades

Localizado em Saint-Germain-des-Prés, o Café de Flore abriu as portas na década de 1880 e o seu nome é uma inspiração de uma estátua da divindade grega Flora situada no lado oposto do bulevar Saint-Germain. Os escritores Joris-Karl Huysmans e Remy de Gourmont foram as primeiras dentre as muitas personalidades célebres que viriam a frequentar o espaço e tornar o lugar ainda mais reconhecido. Na série, Emily conhece Thomas, um professor, enquanto janta aqui sozinho no episódio 6. Mesmo sendo um pouco turístico, é um ótimo lugar para parar para um café expresso, mesmo que seja apenas pela história e para ver as pessoas.

São 140 anos de história e o reconhecimento do turista e do morador ao Café de Flore. O lugar figura entre os 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real
Foto: Wikipedia

Mais dos 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real: Canal Saint-Martin

O canal Saint-Martin tem pouco mais de 4 quilômetros e meio de extensão e foi um projeto idealizado por Napoleão, mas que só foi inaugurado em 1825, após a sua morte. Atualmente é um destino popular de parisienses e turistas que passeiam em barcos de excursão ou admiram a paisagem a partir das eclusas e pontes ao longo do canal. Foi no mesmo episódio 6, depois do Café de Flore, Emily e seu novo (mas breve) interesse amoroso, Thomas, vão a um encontro duplo com Camille e Gabriel e caminham ao longo do Canal Saint-Martin. Nos arredores do canal há vários bares e restaurantes.

10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real: Canal Saint Martin
Foto: Wikipedia

Leia também

L’Atelier des Lumières é um novo espaço de artes

Este espaço de arte é o lugar onde Emily se junta a seu vizinho (e crush, diga-se de passagem)  Gabriel e à namorada dele, Camille. O L’Atelier des Lumières era uma fábrica abandonada até ser transformada em um espaço moderno e com experiência inovadora. Neste local, os viajantes pode estar totalmente imersos nas obras de Renoir, Chagall e Monet durante a exposição “Journeys Around the Mediterranean”.

Novidades modernas preenchem espaços antigos como no L'Atelier des Lumières
Foto: Wikipedia

Musée des Arts Forains é mais um dos vários museus conceituados de Paris

Um museu verdadeiramente único, o Musée des Arts Forains é o cenário para uma festa no episódio 7. Este museu privado apresenta uma coleção de objetos de parque de diversões, com peças de carnavais e cabarés, incluindo brinquedos e instrumentos musicais. Os visitantes podem reservar excursões privadas ao museu incomum, mas encantador.

Parques de diversão, carnavais e cabarés fazem parte do acervo do Musèe des Arts Forains que está entre os 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real
Foto: Wikipedia

Você já esteve na capital francesa e conheceu algum dos 10 locais de Emily em Paris para visitar na vida real? Qual o seu preferido? Conte nos comentários do Viajar é Vida.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*