Viaje a Marselha e conheça a cidade mais antiga da França

No litoral sul da França está Marselha. Localizada na irónica região de Provença, bem no meio do caminho entre a Espanha e a Itália e banhada pelo mar mediterrâneo. O Viajar é Vida escolheu este belo cartão postal europeu para mostrar todos os encantos e explicar os motivos pelos quais indicamos que você viaje a Marselha e conheça a cidade mais antiga da França.

Viaje a Marselha e conheça o coração da cultura mediterrânea

Cidade multicultural, Marselha sempre foi a queridinha dos artistas. Além de inspiração para músicas, poemas e filmes, a cidade litorânea também foi e continua sendo refúgio de celebridades nacionais e internacionais.

Com 25 teatros dos quais 2 nacionais, 10 salas de espetáculos, uma ópera, uma trupe de ballet nacional, cenários vistos em filmagens cinematográficas e grupos de rap e de hip-hop famosos, Marselha ocupa espaço importante na cena cultural francesa.

A cidade possui mais de 20 museus, além de incontáveis ateliers de artistas de diversas áreas. É considerada a maior aérea cultural europeia, o que permite acolher eventos e apresentações para diferentes públicos.

Foto: Pexels

Viajar para Marselha é comprovar o respeito das tradições e o gosto de festejar

Durante séculos, Marselha soube conservar as tradições. A principal artéria da cidade pulsa a cultura na famosa Canebière. Passear no Velho Porto é sentir a brisa do mar num tributo a tudo que por ali já passou.

Descobrir o mercado de peixe, a embarcar no ferry-boat para balançar nas ondas que empurraram as centenas de embarcações que por ali circulam.

Durante o ano inteiro, Marselha oferece um vasto calendário festivo. A Chandeleur e as suas navettes (como são chamados os ônibus intermunicipais), o Carnaval, a Feira do Alho e das taraïettes, a Festa do Vento, e a concorrida Feira dos Santons, são algumas das atrações que movimentam a cidade.

Viaje a Marselha e conheça a cidade mais antiga da França”

Inicie a visita pela bela área do Velho Porto (Vieux Port)

Foto: Pexels

O Velho Porto é uma das áreas mais fervilhantes e visitadas de Marselha, na França. É impossível não se encantar com a atmosfera única do lugar. Afinal foi ali que a cidade começou a se desenvolver financeiramente e até hoje é um dos principais cartões-postais do sul da França.

Todas as manhãs, entre 8h e 13h o famoso e antigo mercado de peixe usa o Velho Porto como cenário. Às quartas, sábados e domingos, outros comerciantes integram o vai e vem de pessoas que além dos peixes, procuram flores e artesanato.

Do alto da Notre Dame de La Garde, quem observa toda a movimentação é uma estátua de 11 metros de altura que representa a Virgem Maria segurando o menino Jesus.

Um dos momentos mais esperados para quem visita o Velho Porto, é o fim da tarde quando o pôr do sol se encarrega de um verdadeiro espetáculo.

Uma boa pedida é incluir como companhia uma garrafa de vinho rosé. A trilha sonora fica a cargo de artistas de rua que se apresentam nesse horário.

Viaje pelos aromas e texturas dos famosos sabões de Marselha (Savons de Marseille)

Uma das jóias da tradição da cidade é o Sabão de Marselha (Savon de Marseille). O produto é antigo e serviu de inspiração para diversas marcas de cosméticos ao redor do mundo.

Na prática é um sabão duro feito a partir de óleos vegetais que é produzido em Marselha, há cerca de 600 anos. A primeira saboneteira documentada foi registrada por volta do ano 1370.

A cidade conta com um museu dedicado especialmente a essa tradição perfumada. É o Musée du Avon de Marseille, o local conta a história deste produto essencial da cultura provençal. Há demonstrações de fabricação de sabão, com lembrancinhas de sabão personalizadas.

Foto: Pexels

Faça um pedido na Catedral de La Major (Catedral de Marselha)

A Catedral de Marselha pode ser vista por vários pontos da cidade. Imponente e grandiosa chama atenção de longe.

De estilo bizantino, a Catedral foi a única a ser construída na França no século 19. Está entre as maiores catedrais do mundo, e tem capacidade para receber até 3 mil fiéis.

A Catedral de La Major fica localizada na base do bairro Le Panier e a poucos metros do mar. A Igreja se destaca pela beleza exuberante, mas são os pequenos detalhes como a decoração com mosaicos feitos de mármore e pedras da Itália e da Tunísia, que deixam a construção ainda mais charmosa.

Foto: Pexels

Museus não faltam em Marselha, mas o MuCEM é a cereja do bolo

Inaugurado em 2013 quando Marselha foi eleita a capital europeia da cultura, o Museu das Civilizações Européias e do Mediterrâneo – MuCEM é um dos mais importantes do país.

Instalado em uma estrutura moderna na beira do mar, é interligado por uma passarela suspensa que leva o visitante a circular pelo antigo e o novo. Oferece as antigas coleções do museu de artes e tradições populares de Paris.

Outros museus integram a lista de lugares para descobrir a cultura e a história na cidade. O Museu de História de Marselha, revela todo o passado da cidade. O museu de arte contemporânea, ou o museu Cantini, também oferecem coleções de arte moderna e contemporânea.

Foto: Pexel

Das páginas do Conde de Monte Cristo diretamente para o Castelo de If (Château DIf)

Viaje a Marselha e conheça a cidade mais antiga da França. E nela, histórias como a do Conde de Monte Cristo. Quando o escritor Alexandre Dumas publicou o romance O Conde de Monte Cristo, possivelmente não imaginava que o sucesso seria tão grande. A história ficou tão popular ao redor do mundo que o Castelo de If deixou de ser um símbolo de opressão e deu lugar a um monumento da literatura para orgulho de Marselha.

O sucesso do livro foi tanto que para aguçar ainda mais a curiosidade dos visitantes, os funcionários da antiga prisão fizeram um buraco entre duas celas.

O objetivo foi o de simular o túnel que ligava as masmorras dos personagens de Dantès e do Abade Faria. É nesta cela que milhares de fotos e vídeos são feitos para registrar a visita dos fãs.

Além da fantasia de fazer parte do cenário do livro que depois virou filme, quem visita o Castelo de If pode conhecer a verdadeira história que aconteceu entre as paredes de pedra. O lugar já recebeu a visita de um rinoceronte e por décadas foi o endereço de prisioneiros políticos.

Foto: divulgação

Contemplar a natureza exuberante do Parque Nacional Calanques em Marselha

O Parque Nacional das Calanques foi inaugurado em 2012, e fica localizado entre Marselha e Cassis, na famosa Côte D´Azur (Costa Azul ou Riviera Francesa).

As formações rochosas de pedras calcárias foram esculpidas ao longo do tempo pelas águas do mar. Les Calanques tem uma formação única em toda Europa e casa perfeitamente um misto de parque terrestre e aquático.

É no no Parque Nacional Calanques onde estão algumas das praias mais bonitas da França e da Europa. Algumas dessas praias não são muito frequentadas pelo difícil acesso, onde é possível chegar apenas a pé e atravessando trilhas que podem durar 1h30min.

Há passeios de barcos para quem quer fazer um tour pela costa do parque. A saída e chegada das embarcações são acessíveis pelo porto de Marselha.

Foto: Pexels

Este conteúdo vai ajudar na sua visita? Viaje a Marselha e conheça a cidade mais antiga da França com as dicas do Viajar é Vida. E não se esqueça de nos enviar fotos do seu roteiro.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*