Quais os horários e quanto custa o bondinho do Pão de Açúcar?

Com 109 anos recém-completados e com orgulho de ser o primeiro teleférico do Brasil já com mais de 100 anos de atividades, chegou a hora de responder às perguntas mais feitas por quem busca por ele na internet: quais os horários e quanto custa o bondinho do Pão de Açúcar? O Viajar é Vida responde estas questões e apresenta um histórico bem interessante sobre este cartão postal do Rio do Janeiro, com curiosidades e impressões tanto do passeio quanto da vista.

Vale destacar que o aniversário de 109 anos foi agora no dia 27 de outubro de 2021 e ao longo deste tempo de funcionamento, o bondinho já recebeu visitas de personalidades dos mais variados segmentos, como o físico Albert Einstein, o presidente americano John Kennedy, o príncipe Harry, o cantor Bob Marley e a atriz vencedora do Oscar Halle Berry.

A história mostra que este é um verdadeiro marco da engenharia
Foto: Bondinho Pão de Açúcar

Quais os horários e quanto custa o bondinho do Pão de Açúcar?

  • O funcionamento do bondinho do Pão de Açúcar é:
  • De segunda a quinta, das 10h às 19h.
  • Sexta, sábado e domingo, das 9h às 19h.
  • Entrada de visitantes até às 18h.

Informação importante: desde 15/09/2021 será necessário apresentar documento que comprove vacinação contra Covid-19 e documento de identidade com foto para entrada no Bondinho Pão de Açúcar, segundo o Decreto nº49.335 da Prefeitura do Rio de Janeiro, de 26/08/2021. Em caso de dúvidas, entre em contato com: sac@bondinho.com.br

Sobre os ingressos, a dica é comprar antecipadamente para garantir a vaga no dia e horários escolhidos. Os valores são:

  • Bilhete Bondinho – R$ 120
  • Bilhete Carioca Maravilha – R$ 60 (para nascidos ou residentes no Rio de Janeiro com comprovação)
  • Bilhete Acesso Rápido – R$ 220 (acesso preferencial e VIP ao local)
  • Tour Histórico – R$ 178 (com guia que trará várias informações)
  • Tour Bastidores – R$ 178 (com guia que explicará os bastidores do lugar)

Conheça mais sobre o percurso

No período de pandemia, o bondinho precisou ficar parado por cerca de 5 meses. Mas já está em funcionamento, respeitando os limites de segurança sanitárias e todas as regras. O passeio ao Bondinho Pão de Açúcar começa na estação Praia Vermelha, sobe para o Morro da Urca e vai até o Pão de Açúcar que são interligados por duas linhas de teleférico.

Aqui o viajante aprecia a natureza exuberante da Mata Atlântica do Rio de Janeiro, onde há o contorno das montanhas, a beleza da arquitetura do centro da cidade, as principais praias e pontos turísticos e ainda o maciço da Tijuca e o Corcovado com a imagem do Cristo Redentor. Acha que acabou? Lá do alto é possível ainda admirar a Baía de Guanabara com a enseada de Botafogo. O passeio completo possui 4 trechos.

O nome Bondinho vem da semelhança dos carros do teleférico com os bondes que circulavam no Rio de Janeiro à época de sua inauguração. O Bondinho é privatizado, administrado pela concessionária Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, empresa criada pelo idealizador do projeto, o engenheiro Augusto Ferreira Ramos, desde a sua construção.

Conheça mais sobre o percurso realizado
Foto: Bondinho Pão de Açúcar

Dados trazem ainda mais informações sobre o bondinho

Você já parou para pensar nas informações gerais sobre o Bondinho Pão de Açúcar? A capacidade atual é de 65 passageiros (foi reduzida devido às medidas sanitárias de prevenção à Covid-19.) O Morro da Urca tem 220 metros e o Pão de Açúçar 396 metros. A Linha 1 fica na Praia Vermelha e sobe até o Morro da Urca e os bondinhos circulam em média a 25 quilômetros por hora. A distância deste primeiro percurso é de 538 metros.

A chamada Linha 2 vai do Morro da Urca até o Pão de Açúcar. Neste percurso de 749 metros a velocidade é um pouco maior: 36 quilômetros por hora. O bilhete adquirido vale apenas uma vez. Você pode subir até o ponto mais alto e precisará dos ingressos para apresentar nas descidas. A direção do parque considera:

  • Trecho 1 – Praia Vermelha / Morro da Urca – Embarque na Estação I
  • Trecho 2 – Morro da Urca / Pão de Açúcar – Embarque na Estação III
  • Trecho 3 – Pão de Açúcar / Morro da Urca – Embarque na Estação IV
  • Trecho 4 – Morro da Urca / Praia Vermelha – Embarque na Estação II
A vista é magnífica para onde quer que se olhe
Foto: Bondinho Pão de Açúcar

Leia também

Quais os horários e quanto custa o bondinho do Pão de Açúcar?

Outra informação importante: com seu bilhete no Morro da Urca, você visita e tem acesso à Praça dos Bondes que exibe as duas gerações anteriores do Bondinho Pão de Açúcar e as esculturas de bronze em tamanho real dos responsáveis pela idealização e implantação de cada um deles: Augusto Ferreira Ramos e Cristóvão Leite de Castro. O parque dispõe de acesso preferencial, plataforma elevatória, banheiros adaptados e rampas de acesso, tornando o turismo acessível para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. O ponto de partida é na Avenida Pasteur, 520, na Urca, no Rio de Janeiro.

Como foi construir este marco da engenharia há mais de 100 anos

Historicamente a vista da Baía da Guanabara do alto era atrativo para esportistas, alpinistas e aventureiros que escalavam o Pão de Açúcar, já em fins do século 19. O desenvolvimento das técnicas de engenharia e a realização da Exposição Nacional Comemorativa do 1º Centenário da Abertura dos Portos do Brasil, em 1908, no bairro da Urca, motivaram o engenheiro Augusto Ferreira Ramos a idealizar um sistema teleférico que facilitasse o acesso ao cume do monte.

Quando o bondinho foi construído, só existiam dois no mundo: o teleférico de Monte Ulia, na Espanha, com uma extensão de 280 metros e que foi construído em 1907; e o teleférico de Wetterhorn, na Suíça, com um extensão de 560 metros, construído em 1908. Ramos teve de recorrer a figuras conhecidas da alta sociedade carioca, como Eduardo Guinle e Raymundo Ottoni de Castro Maya, para promover a ideia do teleférico. 

A construção foi um marco! Foram necessários mais de 400 operários-escaladores que subiam com algumas peças para os topos dos morros da Urca e do Pão de Açúcar como verdadeiros alpinistas. Um guincho auxiliou na subida dos cabos de aço. Até hoje é possível ver os pinos que foram colocados por estes escaladores na rocha na subida pelo Costão do Pão de Açúcar. Os carrinhos, com capacidade para 22 pessoas, foram importados da Alemanha. À inauguração do bondinho, em 27 de outubro de 1912, o teleférico só subia da Praia Vermelha até o morro da Urca. Três meses depois, em 18 de janeiro de 1913, já ia até o alto do Pão de Açúcar.

Percurso é feito por teleférico
Foto: Bondinho Pão de Açúcar

É muito bacana conhecer os fatos históricos e saber que fica no Brasil um dos mais famosos teleféricos de todo o planeta! Agora que você já sabe quais os horários e quanto custa o bondinho do Pão de Açúcar, o Viajar é Vida pergunta: você já esteve por lá? Se ainda não esteve, tem este sonho?? Conte pra gente nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*