O que fazer em Santa Marta na Colômbia

Para a maioria dos brasileiros, o país da América do Sul só é lembrado por Bogotá, San Andrés e Cartagena… Mas há muito mais o que se fazer por lá e neste post o Viajar é Vida vai mostrar o que fazer em Santa Marta na Colômbia. A cidade mais antiga do país foi fundada em 29 de julho de 1525.

Com nome de santa e localizada no Caribe colombiano, Santa Marta tem uma boa mescla de picos elevados e o mar como atrativo. O viajante poderá se deliciar com passeios junto à natureza ou ainda reconhecendo a história local por meio da arquitetura, dos costumes e do jeito de ser e viver dos nativos.

Visitar o Centro Histórico que fica perto da praia é ótima pedida em Santa Marta na Colômbia
Foto: Makalu/Pixabay

Siga o Viajar é Vida também no Instagram

Leia também

O que fazer em Santa Marta na Colômbia: conhecer a Quinta de San Pedro Alejandrino

Fica em Santa Marta o local onde Simón Bolíver morreu. A Quinta de San Pedro Alejandrino foi o cenário da morte do militar e líder político venezuelano que lutou para apoiar na prática a descolonização e até hoje lugar de visitação. A fazenda é extensa e recebe visitantes todos os dias. Nesta mesma área, visite o Museu Bolivariano de Arte Contemporânea. Para chegar lá, partindo do Centro Histórico, são cerca de 20 minutos. Você pode aproveitar os táxis ou Uber para fazer o trajeto. O valor é de R$ 25 que dá acesso tanto ao museu quanto à quinta. 

A ideia de um Museu Bolivariano de Arte Contemporânea na quinta partiu do pintor Armando Villegas que foi apoiado por outros artistas, autoridades regionais e pelo então presidente Belisario Betancur. O lugar funciona desde 1986 e no acervo constam peças que são praticamente uma amostra da produção artística contemporânea dos países bolivarianos. Não abrange todo o universo plástico da arte latino-americana, mas inclui exemplos notáveis ​​de movimentos e tendências.

O espaço se completa com o Jardim Botânico, criado em 1960 e cujas algumas árvores já ultrapassam os 100 anos de vida. Numa homenagem a Simon Bolívar, muitos países deram ao jardim várias árvores típicas de seu território, como a palmeira de Cuba e outra das ilhas havaianas.

Simon Bolívar morreu nesta fazenda, onde até hoje recebe visitantes. Certeza que está na lista sobre o que fazer em Santa Marta na Colômbia
Foto: Wikipedia

Centro Histórico fica próximo à praia e tem muito charme

Como toda boa cidade antiga, prepare-se para visitar o Centro Histórico. Esse é um passeio que está na lista sobre o que fazer em Santa Marta na Colômbia. Ele fica perto da praia e é um local com muitos hostels, alguns hotéis e pousadas e alguns cafés, bons restaurantes e igrejas bem antigas. Certamente você irá se encantar com a arquitetura antiga de origem espanhola.

Nesta região, em frente à Praça de San Francisco, fica a Catedral de Santa Marta, considerada a igreja mais antiga de toda a Colômbia. Os restos mortais de Simon Bolívar estão enterrados aqui e a arquitetura do prédio, com a fachada branca é algo bem típico deste modelo arquitetônico colonial espanhol.

Pelas ruelas você irá se deparar com lojinhas e até um mercado de pulgas onde vendem desde antiguidades até alimentos frescos. Nesta região fica ainda o Parque de Los Novios e logo adiante a Baía de Santa Marta Colômbia.

Construções espanholas mostram um pouco das origens de Santa Marta na Colômbia
Foto: Makalu/Pixabay

Dia de praia na lista do que fazer em Santa Marta na Colômbia

Há várias praias locais e a mais famosa é El Rodadero que está mais distante do centro histórico, mas é a que tem maior badalação também. Há diferentes comércios, muitos restaurantes e uma boa infraestrutura de praia para passar o dia curtindo o sol e o mar.

Se optar por uma praia mais tranquila e com um cenário admirável, Tanganga é uma boa alternativa. Nesta região é comum a prática de esportes aquáticos como o mergulho. A praia fica distante cerca de 30 minutos de carro do Centro de Santa Marta.

A costa local integra o Caribe colombiano
Foto: Wikipedia

Parque Nacional Natural Tayrona recebe milhares de visitantes todos os anos

Para os viajantes que adoram uma aventura e o contato com a natureza durante uma trilha, o Parque Nacional Natural Tayrona é a pedida! Ele fica no Norte do país em uma área de conservação que vai do sopé Sierra Nevada de Santa Marta e cruza toda a costa caribenha do país. O que mais chama a atenção neste local é a diversidade das enseadas à sombra de palmeiras, as lagoas costeiras, a floresta tropical e uma rica biodiversidade.

Se quiser, o viajante pode se hospedar por lá em chalés ou em barracas. E se optar por não dormir, vale uma caminhada para conhecer algumas das praias exclusivas desta área de reserva natural. Leve muito protetor solar, óculos, boné, água e algum lanche. Não se esqueça ainda de colocar repelente na mochila.

Você pode entrar tanto por El Zaino (acesso para quem deseja passar a noite) ou por Palangana. No primeiro acesso você conhecerá praias como Arrecifes, Playa Nudista, Playa Brava e La Piscina. Pensa num visual bonito. Agora multiplica por cinco!  O funcionamento do parque é diário, entre 8h e 17h.

O que fazer em Santa Marta na Colômbia: visitar o Parque Tayrona
Foto: Miguel Montesc/Pixabay

Caminhada de 6 dias para chegar à Cidade Perdida de El Dorado

Ali próximo da costa está o Parque Nacional Sierra Nevada, local onde está a Cidade Perdida de El Dorado. Além das altas montanhas com neve, paisagens bucólicas, vilas e muita natureza o viajante poderá visitar as ruínas do império indígena Tayrona. Para chegar lá apenas com guia autorizado, já que o percurso é extenso e você terá de encarar de 4 a 6 dias de caminhada na selva para chegar ao destino.

A Sierra Nevada de Santa Marta é o local de nascimento dos Tayrona, uma monumental civilização indígena que existiu no país. Descendentes dessa cultura ainda vivem ali com cerca de 70 mil indígenas, pertencentes às etnias Kogui, Arhuaco, Kankuamo e Wiwa. É a formação montanhosa costeira mais elevada do mundo, com dois picos de 5.775 metros de altura (o pico Cristóbal Colón e o pico Simon Bolívar).

Para visitar é preciso fôlego, dinheiro e seguir algumas recomendações como manter sempre consigo os documentos de identidade e seguro médico e estar em dia com as vacinas de febre amarela e tétano. Também não poderá consumir bebidas alcoólicas ou portar arma de fogo. A autorização para a viagem é concedida pelo Instituto Colombiano de Antropologia e História.

Trilheiros do mundo todo percorrem 6 dias de caminhada em busca da Cidade Perdida.
Foto: Wikipedia

Na lista do que fazer em Santa Marta na Colômbia está visitar a pequena Minca ou conhecer a reserva indígena Nabusimake

Minca é uma pequena cidade nas montanhas distante cerca de 1 hora de Santa Marta. São poucos habitantes, um clima de interior e muitos rios e cachoeiras. E com tanta água, tem também praias de rio para mergulhos bem gelados. A região de Las Piedras é uma boa indicação para conhecer em Minca. Aqui os restaurantes montam mesas próximos do leito para que o visitante fique com os pés molhados. Vale para conhecer e se encantar.

Para quem ama a vida roots, com programas bem raíz, conhecer a reserva indígena de Nabusimake deve estar na lista sobre o que fazer em Santa Marta na Colômbia. Ela fica a 2 mil metros do nível do mar na Sierra Nevada e a aldeia é praticamente toda com cabanas feitas de pedras e telhados de palha. Dizem os historiadores que o lugar é sagrado para os índios Arhuacos e o nome Nabusimake significa ” terra onde o sol nasce”. Por ser uma comunidade muito fechada, é necessário pedir permissão para visitar e todas as regras culturais locais devem ser respeitados e seguidos.

Que tal conhecer os hábitos de uma tribo indígena?
Foto: Wikipedia

Como é o clima e como é possível chegar em Santa Marta na Colômbia?

O bom de Santa Marta e de sua localização é que faz calor o ano inteiro. Os termômetros estão sempre entre 24 e 32 graus e de dezembro a abril é a temporada da seca, sem tanta chuva por lá. Mas se quiser visitar a Cidade Perdida, vale ressaltar que a localização na Sierra Nevada é prenúncio de chuva direto, com maior intensidade entre outubro e novembro.

Para chegar a Santa Marta é preciso estar já na Colômbia, porque não há voos diretos do Brasil. Existem voos partindo de Bogotá e Medelín (as duas cidades mais conhecidas e onde há maior número de viajantes do Brasil). Destes dois destinos, a viagem até Santa Marta leva em torno de 1 hora e 20 minutos.

Se partir de Cartagena, é possível viajar de ônibus. Serão cerca de 200 quilômetros em uma viagem que deve levar em torno de 4 horas. Não é tão longe, mas é a previsão média de tempo anunciada pelas companhias de transporte.

Na lista de coisas sobre o que fazer em Santa Marta na Colômbia está visitar o centro histórico da mais antiga cidade da América do Sul
Foto: Makalu/Pixabay

Gostou de conhecer um pouco mais sobre o que fazer me Santa Marta na Colômbia? Qual desses passeios chamou mais sua atenção? Deixe nos comentários do Viajar é Vida!


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*