Como passar o Carnaval longe da festa?

Esta é uma pergunta clássica para quem gosta do período de folga desta época para descansar: como passar o Carnaval longe da festa? Como muita gente prefere a calmaria à muvuca dos bailes, blocos e desfiles, o Viajar é Vida levantou algumas alternativas. Viaje com a gente neste post e programa-se para um carnaval de pernas para o ar.

Cachoeiras da Chapada dos Veadeiros são alternativa para descansar no Carnaval

As mais de 20 cachoeiras da Chapada dos Veadeiros e a natureza exuberante do cerrado brasileiro são destino certo para quem for viajar no intuito de responder a pergunta: Como passar o Carnaval longe da festa? A região de Alto Paraíso, Cavalcante e São Jorge, em Goiás, recebe os visitantes interessados em uma vibe  totalmente zen, aliada ao meio ambiente e ao misticismo que envolve o lugar. Ideal para fazer trilhas e se energizar nas águas correntes das cachoeiras, o visitante trará importantes lembranças e recordações que nunca mais se apagarão da memória.

Dica de quem já foi? As cachoeiras Anjos e Arcanjos valem muito a visita. Assim como o Vale da Lua, uma formação rochosa que parece a superfície lunar. É resultado de muita água que rolou pelas pedras ao longo dos anos. Outro roteiro necessário são as trilhas do Parque  Nacional da Chapada. Situado no estado de Goiás, tem cerca de 66.000km quadrados, uma área equivalente a 9.250 campos de futebol. Pelo menos 60% ficam em Alto Paraíso e os outros 40% se dividem entre Cavalcante, que é um local um pouco mais simples e mais afastado, e São Jorge, que é o mais procurado por campistas e mochileiros, aqueles que são realmente atraídos pela atmosfera “simplicidade”.

Foto: Inae Miranda

Aventura morro acima para quem trocar a festa de Carnaval pelo Monte Roraima

Se você for um trilheiro, daqueles que não abrem mão de uma boa trilha em meio às matas, o Monte Roraima acaba sendo um dos destinos dos sonhos. Mas e aí, como passar o carnaval longe da festa?  Só mesmo encarando três dias de subida e dois de descida deste que é um dos maiores pontos do país. Toda a área do Monte Roraima está no Brasil, na Venezuela e também na Guiana. A atividade é de risco e exige acompanhamento profissional. Para chegar ao topo do Monte Roraima é obrigatório ter um guia local, que pode ser contratado diretamente na Venezuela ou por meio de agências. A porta de entrada é a cidade de Santa Helena de Uairém, na Venezuela e a forma mais fácil de chegar lá é atravessando a fronteira a partir de Boa Vista, no Acre.

A viagem de subida e descida soma cerca de 85km. Seria simples não fosse a altitude, o frio, o ar rarefeito… Para viajar para a região é necessário carteira de identidade e o cartão internacional de vacinação contra febre amarela.

Foto: Pablo Urrea

Comida típica e tradição movimentam o Vale Europeu  em Santa Catarina

A herança cultural dos colonizadores alemães, italianos, austríacos, poloneses e portugueses é a grande marca dessa região catarinense, localizada no Vale do Itajaí. O Vale Europeu é conhecido pelas festas como a Oktoberfest, embora tenha atrativos durante o ano inteiro. Viajantes que amam arquitetura típica e culinária, encontram por aqui opções interessantes, que lembram muito a Europa do passado. Além disso, o estilo de vida, o roteiro de compras e até atrativos religiosos chamam a atenção de quem viaja até o lugar.

Melhor estado para viajar, segundo ranking nacional, Santa Catarina consegue se dividir bem nesta época do ano. Como SC é reconhecida pela badalação e belas praias, fica no ar: Como passar o Carnaval longe da festa? O Vale Europeu é mesmo uma grande possibilidade. Além da calmaria, há rotas para o cicloturismo e para caminhantes. Pomerode, Blumenau, Rodeio, Rio dos Cedros e tantas outras cidades integram o Vale Europeu em Santa Catarina. Só por estes nomes você já sabe o que espera caso viaje para lá, né?

Foto: divulgação

O que fazer na Ilha do Mel durante o Carnaval?

Na Ilha do Mel você pode curtir as praias, caminhar pelas trilhas, andar de bike, aproveitar cada segundo das noites movidas a forró tocado nos barzinhos… O estilo de vida mais simples, com a presença de pescadores e moradores que vivem sem qualquer tipo de glamour, é comum na ilha que tem 2.700 hectares. Apesar deste tamanho, apenas 200 hectares são possíveis de serem explorados, já que o restante integra uma reserva ecológica do Patrimônio Histórico desde 1975.

Viajar para esta região do litoral do Paraná é poder ter a chance de conhecer, por exemplo, o Farol das Conchas, que orientava os barcos no século 19 e foi ordenado a ser construído por Dom Pedro II em 1872. Quer outra atração imperdível sobre como passar o Carnaval longe da festa? Passeio de barco! Há outras ilhotas por perto, além de diferentes praias. Os barqueiros que oferecem o serviço são os mesmos que fazem a travessia. Então, se viajar para a Ilha do Mel, coloque este atrativo em sua programação.

Foto: Tania Alberti Tanika

Água quente, parques aquáticos e resorts no Carnaval de Rio Quente e Caldas Novas

No interior do país, no estado de Goiás, duas cidades são muito procuradas por causa das águas termais. Rio Quente e Caldas Novas recebem milhares de visitantes por ano, número que é sempre intenso durante os feriados. Como passar o Carnaval longe da festa? Pegando um voo até Goiânia e, de lá, seguindo para estas duas cidades. Ou ainda até Brasília. De Goiânia a distância é de 170km. Já de Brasília são 300km.

Por lá você encontra – óbvio – estações de água quente! Existem parques aquáticos com estrutura para receber os visitantes que viajam até o local.  São 85 mil habitantes, e mais de 4 milhões de visitantes todos os anos. Sabe a quanto pode chegar a temperatura das águas? Elas saem da terra por até 58 graus, mas mantêm-se na faixa dos 32.

Na vizinha Rio Quente tem o Parque das Fontes, complexo com 18 fontes de água aquecida que servem para abastecimento de hotéis, pousadas e resorts. A cidadezinha de menos de 5 mil habitantes 

Foto: Buenas Dicas

Mergulho e calmaria em Bombinhas no litoral catarinense

Calor e dias de folga são a combinação perfeita para quem quer aproveitar o sol e o mar. Mas, como passar o Carnaval longe da festa em Santa Catarina? Indo para Bombinhas. A cidade da Costa Verde & Mar tem atrativos exclusivos e praias para lá de lindas.

Entre os atrativos, duas praias certificadas com a Bandeira Azul: Mariscal e Quatro Ilhas. Esta segunda, aliás, na região mais central tem mar adequado para diferentes atividades. A cidade possui muitas opções de resort e campings, sendo destino certo para um novo nicho de turistas: aqueles mais conectados com a mãe natureza e em busca de momentos de tranquilidade. Outras praias atraem por diferentes características. Tem mar calmo tipo piscininha, tem mar agitado para pegar onda, tem local para curtir com a família, tem área de preservação ecológica para a prática de mergulho… enfim, as atrações são muitas e vale viajar no feriadão do Carnaval para aproveitar o que esta cidade do litoral de Santa Catarina tem para oferecer.

Foto: Eduardo Olinger

Contato com a natureza em Analândia, cidade paulista com quase 800m de altitude

No interior de São Paulo, a 230km da capital, fica a cidade de Analândia. O lugar tranquilo para fugir da folia é a resposta perfeita para a pergunta como passar o Carnaval longe da festa? Se o desejo é estar em contato com a natureza, fazer trilhas, tomar banho de cachoeira ou mesmo pedalar por estradas de terra, a região é a ideal no interior paulista. Muita gente viaja para lá interessada em praticar escaladas, rapel, montain bike, rafting, arvorismo, tirolesa e até voo livre.

Conheça o Morro do Cuscuzeiro, um dos mais altos locais da cidade. O Morro do Camelo, a Ponte Amarela, a Cachoeira da Bocaina e a Igreja Matriz de Sant’Ana estão entre os atrativos turísticos da cidade que tem menos de 5 mil habitantes e fica cerca de 730 metros acima do nível do mar.

Foto: divulgação

Achou completa esta listinha de respostas ao tema: Como passar o Carnaval longe da festa? Curtiu as opções? Que outras você citaria para o Viajar é Vida?


Conteúdos Relacionados


Um comentário

  1. Pingback: Pomerode é a viagem ideal para um Carnaval tranquilo - Viajar é Vida!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*