7 coisas que é melhor não fazer durante um voo

A lista não é à toa. Segundo os especialistas em voo, a pressurização em longas e altas altitudes pode causar alguns prejuízos aos seres humanos. Por isso, o Viajar é Vida levantou 7 coisas que é melhor não fazer durante um voo. Dessa forma, você terá uma viagem tranquila, sem receios e prazerosa.

Bebidas com gás podem não ser interessantes durante uma viagem

No alto, sob pressão, é comum a formação de gases no corpo (sim, aquela sensação incômoda que pode provocar puns). Você sabia, no entanto, que os refrigerantes e águas com gás podem intensificar essa sensação? Ou seja, melhor a fazer é evitar esse tipo de bebida. Ah, e alguns alimentos também podem contribuir. Pães de centeio, maçãs, legumes… estão na lista.

Fotos: Pixabay

Não adianta tentar ofuscar a pressão tapando os ouvidos

A decolagem deixa algumas pessoas com uma sensação desconfortável sentida nos ouvidos. É a mudança de pressão. A orientação é nunca tapar os ouvidos com os dedos. O melhor a fazer é mascar chiclete ou até alguma bala. Algumas companhias aéreas até disponibilizam doces durante o embarque. Se for bebê de colo, aproveite para dar mamadeira durante a decolagem.

Também vale abrir e fechar a boca, como num exercício. Outra sugestão é tapar o nariz e fazer a força de um sopro, para desopilar a pressão. Esse método é conhecido como manobra de Valsalva, mas deve ser aplicado com cuidado, já que não é recomendado para quem está resfriado. Ah, caso você mantenha essa sensação de fechamento dos ouvidos um dia após o voo, é importante consultar um médico. A lista de 7 coisas que é melhor não fazer durante um voo segue.

Tenha descongestionante nasal caso vá viajar com o nariz entupido

Quando se está com o nariz entupido e as vias aéreas congestionadas, o voo pode causar algumas lesões. Então, mantenha junto de si na bagagem de mão um remédio descongestionante. Atenção: se o seu caso for sinusite, melhor a fazer é consultar um médico antes da viagem.

“7 coisas que é melhor não fazer durante um voo”

Não se esqueça de manter a higiene durante o voo

Mesmo que a maioria das companhias aéreas tenham protocolos de higienização, mantenha com você lenços umedecidos e álcool gel. Muita gente passa pelos aviões, de diferentes partes do mundo, e podem levar microorganismos de um lado para outro. Mantenha-se higienizado, utilize os lenços (alguns já até com soluções higienizadoras) e tenha um voo mais tranquilo, sem receios.

Evite lentes de contato ao voar de avião

Normalmente as lentes de contato acabam se ressecando em terra firme, imagine então num avião, que fica com o ar seco durante longos períodos. A dica é ir de óculos ou, no máximo, usar lentes descartáveis (com o bom e velho colírio junto). Os médicos afirmam que não há problemas em usar lentes de contato em viagem de avião. Porém, se o voo passar de 4 horas de viagem, é recomendável retirar as lentes de contato, pois o ar que circula dentro do avião é muito seco.

Vale destacar que a umidade relativa do ar reaproveitada de dentro dos aviões pode ser comparada a regiões de clima árido e semiárido, pois gira em torno de 9% e 30%. Além disso, se utilizar computadores, tablets ou celulares por tempo prolongado há ainda mais chance de aumentar a irritação. Ou seja, se puder, prefira os óculos.

Evite ficar o tempo todo parado na mesma posição no avião

Principalmente nos voos de longa duração, é importante se mexer nos momentos em que o piloto autoriza. Por estar muito tempo sentado, o sangue se acumula nas pernas, podendo ocasionar varizes e até trombose. Por isso, faça pequenas caminhadas e, se possível, utilize meias de compressão. Elas foram feitas para ajudar neste sentido. Não são muito baratas, é verdade, mas podem ser reutilizadas e servirem como “ferramenta de viagem”.

No mais, utilize roupas cômodas, que não apertem as pernas. Retire os sapatos durante o voo. Rotacione os pés, levante e abaixe, contraia os dedos… esses pequenos exercícios também ajudam a evitar riscos. Ainda há dicas na lista de 7 coisas que é melhor não fazer durante um voo.

Se tiver enjoos, evite lugares na frente ou atrás dos aviões

É justamente na parte mais da frente ou mais nos fundos do avião que quem sofre de enjoo tem mais chances de ficar mal. É que estas fileiras balançam mais do que a região do meio do avião. A dica é escolher poltronas mais centrais, o mais perto das asas possível. É nesta região que os voos são mais estáveis. Outra dica para cuidar no caso de enjoos é a alimentação. Evite bebidas alcóolicas, frituras e alimentos mais gordurosos. Vale para um dia antes de viajar até o momento de chegar ao seu destino.

Outra coisa, abusar do consumo de bebida alcóolica é algo que não deve ser feito numa viagem de avião. Em pequenas doses ele até aparenta o relaxamento do corpo, mas fique atento. Com menor concentração de oxigênio no ambiente pressurizado que é a cabine de um avião, o risco de embriaguez e desidratação é muito sério e comum. Então, exceto aquela tacinha de vinho que acompanha a comida, evite beber durante e mesmo antes de voar. É melhor evitar contratempos.

Este conteúdo do Viajar é Vida foi útil? Você já passou por algum desses problemas da lista 7 coisas que é melhor não fazer durante um voo por não saber como proceder? Conte para os nossos leitores.  


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*