7 coisas para fazer no Vale Europeu em SC

O Vale Europeu é um dos roteiros mais charmosos do Sul do Brasil, mas, obviamente, não são apenas 7 coisas para fazer no Vale Europeu em SC. A lista que o Viajar é Vida levantou tem a ver com as nossas experiências e a nossa percepção do que tem atraído anualmente milhares de visitantes vindos de todos os lugares do Brasil e do mundo. Um lugar inspirador, de gente hospitaleira e que merece estar na sua lista de viagens para quando esse momento de isolamento social passar. 

Por isso, não se esqueça, printe todos os detalhes desta lista de 7 coisas para fazer no Vale Europeu em SC e prepare-se para momentos de lazer, diversão e ótimos registros afetivos.

Foto: Casa de Aventura

A região batizada de Vale Europeu tem 12 municípios e foi criado o roteiro chamado de Circuito do Vale Europeu  onde é possível viver uma experiência gastronômica riquíssima, de muito contato com a natureza e afetividade com o passado, além de muita adrenalina e momentos únicos para serem curtidos em família, com os amigos ou sozinho.  Estruturado pelo Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (Cimvi), que reúne as secretarias de turismo de cada cidade, o circuito atualmente contempla os municípios de Apiúna, Ascurra, Benedito Novo, Botuverá, Doutor Pedrinho, Indaial, Guabiruba, Luiz Alves, Pomerode, Rio dos Cedros, Rodeio e Timbó. Foi nestas cidades que o Viajar é Vida preparou 7 coisas para fazer no Vale Europeu em SC. Importante frisar que o circuito é autoguiável, mas se você precisar, empresas de receptivo turístico podem ajudar a formatar melhor seu dia a dia por aqui.

Foto: Giraventura

Quem comecem os planos: 7 coisas para fazer no Vale Europeu em SC

Caminhar ou pedalar fazem parte da rotina dos viajantes

Ao todo, o Circuito do Vale Europeu tem um trajeto de 300km, totalmente sinalizado para que possa ser percorrido de forma autoguiada ou com a ajuda de operadores cadastrados. Esse percurso é destinado aos cicloturistas.

Já os mochileiros têm um roteiro um pouco reduzido, também sinalizado, com um total de 200km. O ponto de chegada e partida para cicloturistas e mochileiros está localizado em frente à Thapyoka Restaurante e Choperia, em Timbó.

Foto: Circuito Vale Europeu

Belas paisagens também estão no conjunto da obra

Se existem lugares abençoados, o Vale Europeu é, sem dúvida alguma, um deles! Em cada canto é possível encontrar um cenário de tirar o fôlego. Rodeado por montanhas e muito verde, há espaço para a preservação da fauna e da flora.

E que tal um passeio imperdível pela região dos lagos em Rio dos Cedros? Um pedacinho de chão de rara beleza, formado pelas barragens do Pinhal (Alto Cedros) e do Rio Bonito (Palmeiras). Na localidade há opções de hospedagem, gastronomia, passeios (cavalo, bike, canoa, caiaque e até pedalinho), artesanato e aventura. No Portal de Turismo de Rio dos Cedros é possível encontrar a relação dos receptivos na região dos lagos e também de outras localidades da cidade. Separe pelo menos dois dias para esse passeio. Você vai se surpreender!

Foto: Target Aventura

História e Cultura para você se encantar ao viajar para o Vale Europeu

A preservação dos traços culturais e da história e do seu povo são marcas registradas dos descendentes de imigrantes, principalmente alemães e italianos, que colonizaram os municípios do Vale Europeu.  Em todas as cidades é possível vivenciar um pouco desse amor pela manutenção das tradições.

Em Pomerode está localizado o maior acervo de construção do estilo enxaimel ainda preservado fora da Alemanha. Enxaimel é uma técnica de construção de casas em que a armação de madeira não tem pregos, apenas encaixes, e depois de levantada é preenchida com tijolos. Na Rota do Enxaimel as 220 edificações contam um pouco da história da colonização alemã. Pelo roteiro é possível ainda apreciar o ar puro e ter contato com a rotina rural dos moradores.

Você também pode adquirir produtos coloniais, acompanhar a rotina de uma propriedade rural ou se hospedar em uma autêntica casa enxaimel, como a Casa Wachholz. Ela foi edificada em 1867 e após a reforma foi aberta para receber os turistas.

Foto: Casa Wachholz

7 coisas para fazer no Vale Europeu em SC? Aventura

Os amantes de muita adrenalina também encontram uma viagem única no Vale Europeu em Santa Catarina. Há opções para quem quer se aventurar com rafting, canoagem, rapel, trilhas e voo livre.

Em Rodeio, bem próximo à divisa com Benedito Novo, está localizada a maior tirolesa da América Latina, com 2 mil metros de extensão e uma descida de tirar o folego até dos mais corajosos. Além da Tirolesa K2Mil, o Big Mountain Adventure Park também tem atividades como paintball, estilingue humano, trilha ecológica e visita ao mirante Morro dos Padres.

Foto: Divulgação

Em Ascurra está a Serra da Leoa parque Ecológico de Aventura, um local com mais de 900 metros de altitude e onde está a famosa Cruz de Pedra. Para chegar à fratura geológica, formada a partir da movimentação das placas tectônicas há milhares de anos, é preciso se aventurar por uma trilha em meio à Mata Atlântica.

Foto: Target Aventura

Já em Timbó está o Parque Natural Freymund Germer, o querido Morro Azul, um dos locais mais aclamados para a  prática de voo livre em Santa Catarina. A vista por lá também é maravilhosa!

Foto: Rogério Edgar Maas

Se curte diversão, prepare-se porque ela faz parte das 7 coisas para fazer no Vale Europeu em SC

E se a volta ao passado for em uma autêntica locomotiva a vapor de 1920? Essa é a proposta do passeio promovido pela Estrada de Ferro de Santa Catarina  em Apiúna. O percurso do Trem Maria Fumaça é de aproximadamente 3km e vai contornado as corredeiras do Rio Itajaí Açu, na localidade conhecida como Subida. O passeio dura em média 45 minutos e é regado a belíssimas paisagens e muitas histórias.

Foto: Estrada de Ferro Santa Catarina

Outro passeio imperdível para ser aproveitado em família é o Zoo Pomerode. Referência em educação ambiental e preservação das espécies, o Zoo abriga mais de mil animais, muitos ameaçados de extinção que são mantidos para preservar as espécies, já que em condições normais não teriam condições de sobrevivência.

Foto: Zoo Pomerode

Gastronomia para quem curte uma boa comida

Uma das coisas mais fantásticas do Vale Europeu é a gastronomia, uma verdadeira mistura de cores e sabores que transmitem um pouco da identidade da região. Por isso, tire um tempo para apreciar pratos típicos que talvez você só encontre em uma das 12 cidades que compõem o circuito. E as dicas são muitas: cucas, strudel, eisbein, kassler, polenta, macarronada, gnocchi e tantos outros que corremos o risco de esquecer alguma preciosidade da culinária local.

Há várias opções de restaurantes típicos, coloniais, cafés e confeitarias em toda a região. Ou você ainda pode programar sua visita para o período em que ocorrem festivais gastronômicos, como o de Pomerode, e festas típicas como a Pomerana, que sempre reservam um espaço para a gastronomia local.

Foto: Café da Mãe Joana

Na lista das 7 coisas para fazer no Vale Europeu em SC tem ainda o sabor artesanal

E que levar um pouco de todo o sabor da região para casa? Bolachas, doces, queijos, linguiças, vinhos, cachaças e cervejas, tudo produzido com muito carinho pelos produtores locais. E o melhor! Você pode reservar um tempinho para conhecer um pouco do processo produtivo dessas delícias.

Foto: Queijos Laticínios Pomerode

E você? Já se aventurou pelo Vale Europeu de Santa Catarina? Compartilhe com o Viajar é Vida seus registros e suas dicas de roteiros pela região. Temos certeza que há outras centenas de atrativos nessa terra de gente hospitaleira e que simplesmente ama receber seus visitantes!  Há sempre um sorriso no rosto e o desejo que todos voltem… Afinal Viajar é Vida!


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*