7 atrações imperdíveis no Egito

Localizado no nordeste da África, o Egito é o país mais populoso do continente, com média de 100 milhões de habitantes em 2020. O lugar é repleto de histórias, paisagens incríveis e é um destino considerado barato para os brasileiros. As 7 atrações imperdíveis no Egito vão te deixar ainda mais ansioso por conhecer a terra dos faraós. Comumente associado a pirâmides, múmias e faraós, a rica cultura do Egito é muito mais fascinante do que você possa imaginar, diferente de tudo que já se viu em qualquer outro roteiro de viagem.

Algumas dúvidas persistem ao planejar uma viagem para o Egito, como a necessidade de visto, moeda e clima. O visto é sim exigido para os brasileiros, ele pode ser feito previamente na embaixada egípcia, em Brasília, ou no consulado do Rio de Janeiro, precisa ser encaminhado pelos menos dois meses antes da viagem. Ou no desembarque no aeroporto de Cairo, com posse do passaporte e um formulário fornecido pela companhia aérea, neste caso, o prazo limite no País é 30 dias. Também é preciso levar comprovante da febre amarela.

A moeda utilizada no Egito é a libra egípcia (EGP), que vale aproximadamente cerca de 30 centavos no real brasileiro. Não é recomendado comprar a moeda no Brasil e nem levar o nosso dinheiro para lá, raramente os reais são comercializados nas casas de câmbio egípcias. Leve dólares ou euros. Também evite trocar dinheiro na rua, é arriscado!

A alta temporada no Egito é entre novembro e abril, quando o País está no Inverno e o clima tende a ser mais ameno, não ultrapassando os 20ºC. No Verão as temperaturas são extremamente quentes, ultrapassando os 40ºC em algumas regiões. Como por lá o clima é muito seco, manter-se hidratado é essencial. Ao contrário do que se imagina, as pirâmides não ficam afastadas, são bem próximas a cidade, então não tem desculpa para não comprar muita água.

Foto: Pexels

O Egito faz ligação entre o nordeste da África e o Oriente Médio, e está há mais de 10 mil quilômetros de distância do Brasil. A viagem de avião é demorada, podendo levar até mais de 24 horas, logo, é normal que o trajeto tenha escalas em cidades como Istambul e Dubai. Mesmo sendo um destino afastado, após conhecer as 7 atrações imperdíveis no Egito, você com certeza não vai pensar duas vezes antes de agendar sua viagem e preparar as malas para essa aventura. Uma viagem de 10 dias é o tempo recomendado para conhecer os principais pontos turísticos, veja abaixo os listados pelo Viajar é Vida:

Foto: Wikipedia

Pirâmide entre as 7 maravilhas do mundo antigo

As Pirâmides de Gizé e a Esfinge são os dois pontos turísticos mais famosos e visitados do Egito, ambos ficam a cerca de 20 km de Cairo, capital do Egito. São pontos turísticos que não podem ficar de fora do seu roteiro de viagem, além de estarem entre as 7 atrações imperdíveis no Egito, a Quéops, uma das três pirâmides, faz parte das sete maravilhas do mundo antigo, sendo o único monumento ainda de pé.

As pirâmides foram erguidas há mais de 4500 anos a.C. para realizar o sepultamento dos reis Quéops, Quéfren e Miquerinos, por isso levam os seus nomes. Como os antigos egípcios acreditam na vida pós morte, as construções tinham o propósito de guardar o corpo dos faraós e seus tesouros, para quando eles retornassem à vida. Você pode incluir no passeio conhecer apenas a área externa ou até mesmo entrar nas pirâmides, para cada visita é necessário um ingresso especifico.

Quem for entrar com equipamentos profissionais de fotografia, terá que pagar uma taxa extra. Perto dali está a Grande Esfinge, uma das estátuas mais incríveis do mundo.

Foto: Wikimedia

Onde fazer compras no Egito?

Em meio a uma cultura tão diferente, trazer lembranças do mundo árabe é essencial para uma viagem de turismo, por isso, o Khan El Khalili não poderia estar de fora das 7 atrações imperdíveis no Egito. Este é o maior e mais popular mercado da capital, Cairo.

São diversas ruas cruzadas, lembram até um labirinto com várias lojas, mas, não se preocupe, é uma bagunça bem organizada. Lá você encontrará tecidos, papiros, joias, cristais, lembranças, frutas, brinquedos, decorações, chás, especiarias, e que mais puder imaginar. Uma dica importante é pechinchar, assim como tudo no Egito, os preços podem ser bem inflacionados, mas sempre é possível conseguir alguns descontos, basta pedir.

O mercado surgiu em 1382, quando o sultão mameluco Djaharks el-Jalili decidiu construir um lugar de descanso para os comerciantes da região. Ele fica na região de El-Gamaleya.

Foto: Pixabay

As tumbas dos faraós valem a viagem e integram as 7 atrações imperdíveis no Egito

Na cidade de Luxor está o Vale dos Reis, um sítio arqueológico do Egito que também está entre as 7 atrações imperdíveis do Egito. O lugar recebe esse nome pois foi escolhido para ser morada eterna dos poderosos egípcios, lá estavam agrupadas 63 tumbas, que guardaram corpos dos faraós no período de 1511 a.C. a 1524 a.C., quando deixaram de usar as pirâmides para esse fim.

Situado à margem ocidental do Rio Nilo, o Vale dos Reis chama atenção pelas tumbas construídas sob uma imensa montanha rochosa, que tem o cume em forma de pirâmide. Por ser uma região desértica e com ar seco, é importante ir hidratado e com protetor solar. Os valores dos tickets variam de acordo com o número de tumbas visitadas.

Foto: Wikimedia

Mais de 130 mil itens em exposição no Museu Egípcio

Inaugurado em 1858, o Museu Egípcio é uma das principais atrações para entender a história do Antigo Egito. Inclusive, recomenda-se, se possível, começar o turismo por este ponto turístico entre as 7 atrações imperdíveis no Egito, assim você já vai para a próxima conhecendo mais sobre a cultura e história de cada lugar.

Ao abrir suas portas, o museu tinha o acervo de uma coleção doada por Auguste Marriette, um arqueólogo francês. Em 1900, o museu foi mudado para um palácio de autoria do arquiteto Francês Marcel Dourgnon, na Praça Tahrir, onde está até hoje. Dois anos depois, em 1902, foi aberta a biblioteca do museu, considerada uma das melhores para estudos sobre a civilização do antigo Egito.

 Além disso, o lugar é famoso por conservar o tesouro do faraó Tutancâmon, que incluem peças famosas, como a sua máscara funerária. Há também uma sala dedicada às belas joias descobertas nas Tumbas Reais de Tanis e um salão das múmias reais, em que você pode ver as múmias dos faraós mais famosos. O horário de funcionamento é das 9h às 17h de segunda-feira a quarta-feira e no sábado. Na quinta-feira e domingo o museu abre também das 17h30min às 21 horas. Na sexta-feira é das 9h até 16h. Os ingressos variam de acordo com o turno visitado, sendo um valor para de manhã e outro para de tarde, e quantas salas forem inclusas no passeio.

Foto: Wikimedia

Visite o Templo de Luxor à noite

Construído entre os anos 1400 a.C. e 1000 a.C., o Templo de Luxor fica localizado na cidade, que leva o mesmo nome, Luxor, e é o mais importante monumento de lá. Uma construção iniciada pelo faraó Amenhotep lll e aumentada mais tarde pelo também faraó Ramsés ll, o templo mede 260 metros de largura e é dedicado a Amon, o Deus do Vento.

De acordo com os egiptólogos, o Deus do Vento tinha uma função fundamental relacionada ao rejuvenescimento dos faraós. Acredita-se que muitos faraós tenham realizado a cerimônia de coroamento neste templo. Ele é um dos mais bem preservados monumentos históricos do Novo Império Egípcio e guarda diversas peças, inclusive estátuas.

A dica é visitar o lugar durante a noite, quando o templo está todo iluminado e faz menos calor. Ele fica no Centro de Luxor e abre todos os dias, no Inverno das 6h às 21he no Verão das 6h às 22h. A visita sai aproximadamente R$ 30.

Foto: Pixabay

Um dos complexos de templos egípcios mais antigos do mundo

Com sua construção iniciada por volta de 2000 a.C. e finalizada apenas em 30 d.C, o Karnak é um dos complexos de templos egípcios mais antigos do mundo. Localizado em Luxor, as construções foram erguidas ao longo de um período de 1500 anos, sob o comando de 30 faraós diferentes, sendo Hatsepsut, Seti l, Ramsés ll e Ramsés lll, os mais importantes.

O complexo conta em seu interior o grande templo de Amon, outros templos menores, capelas e o lago sagrado. Se quer ver de perto a história dos egípcios, não deixe de colocá-lo no seu roteiro de viagem. O local possui simbolismo e muitas histórias cravadas nas paredes, são, ao todo, 134 colunas com mais de 18 metros de altura. O espaço que mais chama atenção no templo é o Grande Salão Hipostilo, com mais de 5 mil metros quadrados e 23 metros de altura.

Na entrada do templo, estão 40 esfinges com cabeça de carneiro, marcando o começo da Avenida das Esfinges, que leva até o Templo de Luxor e o Rio Nilo. Uma dica é contratar um guia especializado para conhecer o Karnak, assim você verá todos os pontos importantes enquanto ouve as histórias mais surpreendentes.

O complexo é aberto todos os dias das 6h às 18h, depois disso começam as sessões do espetáculo de luz e som. Esse espetáculo consiste em percorrer o templo à medida que se narra uma história e o templo vai sendo iluminado em certas partes. A entrada do Kamark é aproximadamente R$ 40, o espetáculo luz e som sai por aproximadamente R$ 30.

Foto: Pixabay

Viaje pelo Rio Nilo

Considerado o rio mais extenso do mundo, com 6650 km de extensão e essencial para a sobrevivência do Egito, você com certeza já ouviu falar do Rio Nilo e toda a sua história. Logo, uma viagem para o Egito nunca será completa sem passar por ele, que está entre as 7 atrações imperdíveis no Egito. A melhor forma e mais recomendada pelos turistas para conhecer o famoso rio requer um certo investimento, mas todos que já foram afirmam valer muito a pena.

A sugestão é realizar um cruzeiro, através dele são adquiridas várias experiências diferenciadas, além de toda a estrutura oferecida, ainda há paradas em cidades e monumentos acompanhadas de guias e explicações, que te permitem conhecer ainda mais as histórias do Egito Antigo. Assim como as outras atrações, a melhor época para realizar esse turismo é no Inverno, entre novembro e fevereiro, quando as temperaturas não estão tão altas. Existem diversas opções de cruzeiros, dos mais simples aos mais luxuosos, a média de duração das viagens é de quatro a oito dias, os valores variam de R$ 2 mil a R$ 10 mil. Se você não quiser fazer esse investimento ou não tiver interesse em navegar, não deixe de conhecer os arredores do rio.

Qual entre as 7 atrações imperdíveis no Egito mais chamou a sua atenção? Já conhece alguma delas? Tem alguma outra sugestão de passeio no Egito? Deixa nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*