5 dicas sobre perda de bagagem nas viagens

Se você não teve a sua mala extraviada em uma viagem de avião, pelo menos deve conhecer alguém que já enfrentou essa dor de cabeça. O Viajar é Vida apresenta agora 5 dicas sobre perda de bagagem nas viagens. Nos últimos anos, as companhias aéreas tiverem prejuízos de cerca de R$ 88 bilhões com indenizações de bagagens aos passageiros.

No momento da angústia, você pode nem saber direito o que fazer, ou com tanta burocracia, acaba desistindo de recorrer. Mas é um direito seu! E o Viajar é Vida levantou as principais informações sobre este tema, com tópicos sugeridos pelo ComparaOnline, site de comparação de seguros de viagem. Vem saber mais sobre os seus direitos dentro e fora do país neste caso.

5 dicas sobre perda de bagagem nas viagens
Foto: Jan Vašek/Pixabay

Evite colocar coisas de valor na mala despachada

Na hora de preparar as malas, é importante que o viajante tenha sempre cautela com o que será despachado. Por isso, é indicado que pertences como equipamentos eletrônicos, documentos e dinheiro sejam levados na bagagem de mão. Além do risco, você pode ter dificuldade de comprovar o que havia dentro da mala.

Outra dica importante, faça fotos dos objetos e roupas antes de colocar na mala. Acumule tudo na cama, por exemplo, e faça fotografias. Se conseguir, é legal também ter uma lista de cada item, como 2 calças jeans, 1 tênis da marca tal, 4 camisetas…. Pode acreditar, se tiver de correr atrás, será muito mais fácil e você terá provas contra a companhia para poder reaver o valor equivalente aos seus bens.

Também é aconselhável sempre levar alguns objetos pessoais, além de uma roupa extra, caso ocorra algum problema com a mala durante o trecho da viagem. Ou seja, seja precavido e tenha o “plano B” na sua mochila que estará sempre ao seu lado.

Fique atento às regras sobre as bagagens extraviadas
Foto: JamesDeMers/Pixabay

5 dicas sobre perda de bagagem nas viagens: primeiros passos

A primeira ação deve ser comunicar a companhia aérea imediatamente. O passageiro precisa se dirigir ao balcão da companhia aérea na sala de desembarque e preencher o Relatório de Irregularidade de Bagagem (R.I.B.), em voos nacionais ou o Property Irregulatiry Receipt (P.I.R.), no caso de internacionais.

Ao fazer o registro do extravio da bagagem, será necessário apresentar o comprovante de despacho de bagagem, aquele papel colado na mala e cujo canhoto geralmente é colado atrás da sua passagem. Quando o problema acontecer em território brasileiro, também é importante registrar ocorrência na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) dentro do próprio aeroporto ou em até 15 dias após a data de desembarque.

Após avisar a companhia aérea sobre o ocorrido, ela terá até 7 dias (em casos de voos nacionais) ou 21 dias (em casos de voos internacionais) para localizar a mala. Somente após esse prazo a bagagem é considerada extraviada.

Sabe estas dicas é importante para ter uma viagem mais segura e sem contratempos
Foto: ivabalk/Pixabay

Como funciona a indenização padrão para extravio de bagagem

Se você chegou ao seu destino, mas a sua mala não, você pode exigir na mesma hora da companhia um valor para a compra de itens de primeira necessidade. É regra, tá? Se a companhia aérea não entregar a bagagem imediatamente, o passageiro pode exigir uma compensação financeira para a compra destes itens de primeira necessidade.

E, segundo informações passadas pela ANAC, caso a bagagem não seja encontrada e devolvida em até 7 dias (para voos domésticos) e 21 dias (para voos internacionais), o passageiro deverá ser indenizado em até 7 dias. Ou seja, fique atento ao calendário e aos seus direitos.

5 dicas sobre perda de bagagem nas viagens: tenha um seguro viagem
Foto: Tony Prats/Pixabay

5 dicas sobre perda de bagagem nas viagens: tenha um seguro viagem

Um dos grandes benefícios da contratação de um seguro viagem é o auxílio e cobertura para extravio de bagagem. A maioria das seguradoras já possui cobertura para esses casos, o que irá variar é o valor da indenização de acordo com o seguro contratado. Além disso, as seguradoras também oferecem outros tipos de cobertura, além do reembolso para extravio de bagagem, como:

  • Cobertura para danos a mala: oferece indenização ao segurado pelo custo de reposição ou reparo de malas danificadas, desde que comprovado pela cia aérea
  • Localização da bagagem: disponibiliza assistência na localização, junto a cia aérea, em caso de extravio
  • Compensação por atraso de bagagem: também oferece indenização de despesas em caso de atraso na entrega da bagagem, ex: se o segurado ficar sem seus pertences e precisar comprar itens de primeira necessidade (higiene pessoal e itens de vestuário)

São regrinhas simples, porém importantes. Acredite nestas 5 dicas sobre perda de bagagem nas viagens.

Foto: Jan Vašek/Pixabay

Como solicitar a indenização do seguro viagem no caso do extravio de bagagem?

É importante que o viajante entre em contato com a seguradora no momento que receber a informação sobre o extravio da bagagem. Tenha em mãos os seguintes documentos: registro de irregularidade de bagagem (RIB), comprovante de despacho de bagagem e passagens aéreas (ida/volta), documento de identidade do segurado e notas fiscais dos gastos com vestuário e higiene pessoal. Depois desse primeiro contato, a seguradora informará todo o trâmite para o reembolso.

Pode parecer capricho demais, mas fique atento: ter um problema com sua bagagem numa viagem, longe de casa, pode ser uma dor de cabeça. Melhor é se precaver antecipadamente. Tomara que estas 5 dicas sobre perda de bagagem nas viagens tenham sido importantes para o planejamento da sua viagem. E se já passou algum sufoco, compartilhe com o Viajar é Vida. Assim a gente vai juntando exemplos e mostra a importância de seguir estas regrinhas.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*