Qual a temperatura no Polo Norte

Um lugar inóspito e muito, muito frio. É assim que geralmente imaginamos o Polo Norte. Mas qual a temperatura no Polo Norte? Ela é realmente uma das mais baixas do planeta? O clima por lá não é só frio, também é feroz, isso porque as tempestades de neve, o vento forte e os deslocamento de gelo são constantes.

Mesmo com frios intensos, nos últimos anos o que vem chamando a atenção são as altas temperaturas que tem feito por lá, com recordes jamais vistos. Efeitos causados pelo homem? Aquecimento global? Apenas uma fase em milhares de anos? Vejamos neste texto do Viajar é Vida, com um conteúdo gelado e cheio de curiosidades sobre o lugar escolhido pelo Papai Noel para chamar de lar.

O Polo Norte se move

O Polo Norte fica no extremo norte da Terra, mas é quase outro planeta. Está situado no meio do Oceano Glacial Ártico, onde o mar está coberto por uma camada de gelo. E detalhe, essa enorme camada de gelo que forma o Polo Norte não é fixa, pois não há terra ou rochas diferentemente da Antártica no Polo Sul.

Por isso, o Polo Norte está em constante movimento, flutuando lentamente pelas águas geladas no Ártico. Assim, dá para entender qual a temperatura no Polo Norte e que ela é só um dos detalhes que deixam essa região do planeta tão hostil.

Foto: Noel Bauza/Pixabay

O Polo Norte fica no meio do Oceano Ártico

O Oceano Ártico que envolve o Polo Norte é um ambiente extremamente frio e escuro, pois a incidência do Sol nessa região da Terra é muito baixa. É um dos oceanos mais misteriosos do planeta e até hoje não foi totalmente explorado.

Os icebergs que se soltam das camadas polares são capazes de viajar por grandes distâncias,  vagar pelo Oceano Ártico, e seguir caminho pelo Oceano Atlântico. Estes gigantes de gelo já foram responsáveis por grandes tragédias marítimas. Inclusive, é uma das teorias que marcou um dos acidentes mais graves da historia náutica – o Titanic.

Qual a temperatura no Polo Norte? É mais fria do que a do Polo Sul?

Pelo fato do Polo Norte ser uma das regiões mais hostis e inóspitas do planeta, muita gente acredita que este também é o polo mais frio. Mas esta afirmação é errada. A Antártica, no Polo Sul, tem as temperaturas médias mais baixas do mundo.

O Polo Sul é mais seco, por isso a temperatura media por lá pode chegar aos 60 graus negativos no inverno e 28 graus negativos no verão. No Polo Norte as temperatura são 40 graus negativos no inverno e 0 grau no verão.

Foto: Alex Prykhodko/Pixabay

Temperatura no Polo Norte tem batido recordes nos últimos anos

Muitos cientistas tem se dedicado ao estudo da temperatura no Polo Norte. Isso porque os termômetros tem registrado anomalias. O pico do verão no hemisfério norte acontece em junho e julho. Em 2019 foram registradas ondas de calor e recordes de temperaturas, da Europa ao Polo Norte. Estes fenômenos correspondem aos impactos da mudança climática causada pelas ações humanas.

“Qual a temperatura no Polo Norte”

Foto: Pixabay

O mês de junho de 2019 foi o mais quente da história desde o início dos registros de temperaturas. De acordo com dados do Serviço sobre Mudança Climática Copernicus, o recorde se deve, principalmente, à uma onda de calor na Europa, que elevou em cerca de dois graus a temperatura normal nesse período.

Em meados de julho de 2019, os termômetros marcaram 21°C em Alert, o lugar habitado mais ao norte do planeta, a menos de 900 km do Polo Norte, um recorde para esta temporada. O recorde anterior (20°C) remonta a julho de 1956, mas desde 2012 esta área nas margens do Oceano Ártico teve vários dias entre 19 e 20°C.

Temperaturas positivas no Polo Norte no inverno foram registadas quatro vezes entre 1980 e 2010. No entanto, ocorreram agora em quatro dos últimos cinco invernos. Os episódios de altas temperaturas não são boa notícia para o gelo do Ártico, cuja superfície nunca esteve tão reduzida nesta época desde o início dos registos, há mais de 50 anos.

A expectativa dos cientistas para as próximas décadas não são animadoras. De forma geral, os climatologistas consideram provável ver o Oceano Ártico sem gelo no verão até 2050.

Turismo num dos mais remotos locais da Terra

O Polo Norte é um lugar remoto, por isso não é muito comum as pessoas realizarem viagens turísticas para lá. Até porque não há hotel, ou nenhum outro tipo de equipamento turístico para receber bem os visitantes. Mesmo assim há quem se aventure em uma viagem para descobrir a sensação de estar no topo do mundo.

Se comparado ao Polo Sul, a movimentação turística do Polo Norte é bem menor. Enquanto a Antártica recebe cerca de 20 mil turistas por ano, no Polo Norte o número não passa de 1 mil visitantes, incluindo as expedições não turísticas.

Foto: Noel Bauza/Pixabay

Como chegar ao Polo Norte

Se o Polo Norte não é fixo e não suportaria construções convencionais, é claro que não há por lá estradas, muito menos aeroportos. Por isso só há duas maneiras de chegar na terra gelada do norte.

Uma delas é pelo ar, de helicóptero, no mês de abril, quando os ventos permitem. A outra forma é com um navio quebra gelo, nos meses de junho ou julho, época em que o gelo fica mais fino e é possível fazer essa viagem.

Só existem cinco viagens por ano para o Polo Norte. A bordo do Poseidon Expeditions, um dos cruzeiros mais disputados do mundo, apenas 124 turistas por jornada rumam nesta incrível aventura. O navio zarpa de Murmansk, na Rússia, às margens do Mar de Barent, rumo ao extremo norte do planeta, a viagem tem duração de 13 dias.

Se você se perder no Polo Norte uma bússola não irá ajudar

A bússola é uma das principais fontes de informação para quem busca se localizar durante uma viagem, expedição ou jornada de aventura, certo? Sim, desde que você não esteja no Polo Norte.

A bússola aponta para o norte, mas se você estiver no extremo norte da Terra a ajuda da bússola pouco adiantará, isso porque o polo magnético é diferente do polo geográfico da Terra. A distância entre eles é de mais de 1 mil quilômetros.

Que horas são naquele trecho do planeta?

Sabia que no Polo Norte não há uma hora certa? Por causa da rotação da Terra, a hora é determinada pelas linhas longitudinais que conectam os dois polos. Como todas as linhas convergem para os polos, isso significa que os dois estão em todos os horários ao mesmo tempo.

Foto: David Mark/Pixabay

Leve água para não desidratar

É estranho pensar que em um lugar formado por água alguém possa morrer de sede. Mas isso aconteceu muitas vezes com os primeiros exploradores do ártico. Não existe água potável no Polo Norte. É tão difícil quanto encontrar água no deserto.

A água salgada do Oceano não é potável obviamente. Assim, só dá para matar a sede comendo neve ou gelo, mas isso poderia gerar hipotermia, e durante muito tempo não havia métodos convenientes que pudesse facilitar o derretimento do gelo para matar a sede dos exploradores. Assim. Para sobreviver e se manter hidratados eles precisavam levar água em garrafas térmicas potentes para que estas também não congelassem.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre qual a temperatura no Polo Norte e várias outras informações sobre lá, já pode ter uma ideia do que encontrar caso opte por viajar para aquela região. Uma coisa é certa, o frio é extremo, e mesmo com recordes de temperaturas altas nos últimos anos, o Polo Norte continua sendo um dos lugares mais gelados do planeta. Você teria coragem de uma viagem destas? Conte para o Viajar é Vida nos comentários!  


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*