Quais equipamentos levar para registrar uma viagem?

Chegamos a um post da série “Carimbe muito o seu passaporte. Dezenas de dicas para viajar barato” que muita gente vinha se manifestando: Quais equipamentos levar para registrar uma viagem??!

O viajante tem três prazeres na vida: quando se prepara para viajar, quando está viajando e quando se recorda dos momentos de uma trip. Além das lembranças na memória, a tecnologia está aí para ajudar a ter recordações ainda mais marcantes registrando tudo em foto e vídeo. Tenho amigos que necessitam, inclusive, montar álbuns pós-viagem, com fotos impressas, ingressos, tíquetes de metrôs e afins.

Confesso que faço isso eventualmente, não em toda viagem. É que o processo de escolha do material é complicado, tendo em vista que a gente consegue fazer mil imagens numa única viagem de uma semana! É o ônus de ter à disposição esses equipamentos. De uma maneira geral, estes são os que carrego comigo na mochila. Confira quais os melhores equipamentos para registro da viagem

 “O que faz meu coração bater acelerado em cada viagem é conhecer gente, histórias e culturas completamente diferentes da minha. Sou apaixonada por observar e entender comunidades e sempre dou um jeitinho de começar uma conversa e ‘sugar’ a vida daquela pessoa. Se eu conseguir fazer isso em um idioma estrangeiro, então, minha realização é completa”. Ana Paula Ruschel, jornalista/empresária

Listinha básica de equipamentos bacanas para registrar a viagem

Smartphone no bolso para flagrantes rápidos

O telefone celular é o grande companheiro. Fácil de carregar e, com a maioria dos modelos com boa câmera, é possível ter somente ele numa viagem, dependendo da capacidade de arquivamento. Até fevereiro de 2017 eu utilizava um Iphone 5 e mantinha espaço na nuvem para salvar o material produzido. Na viagem que fiz a Israel, no Carnaval, comprei o Iphone 7 e é o que venho utilizando desde então. A grande vantagem são os 128MB de espaço e qualidade da câmera para fazer vídeos.

Câmera fotográfica consegue cliques únicos

Há os modelos compactos, com grande capacidade técnica para capturar boas fotos e até vídeo em alta qualidade. Eu costumo levar uma semiprofissional da Canon que tem alguns recursos interessantes e garantem ótimas fotos e ótimos vídeos. Ela possui Wi-Fi que me possibilidade colocar a máquina num tripé e fazer tudo a distância acionando o disparador pelo aplicativo no celular. O recurso ainda me deixa passar algumas fotos para o telefone para postar nas redes sociais.

Câmera de ação captam cada momento

Essas pequenas possantes ajudam muito a garantir bons registros em uma viagem. Principalmente à luz do dia. Tenho uma GoPro 4 Black Edition que dá toda a base para os vídeos que produzo. Geralmente gravo como vlog, mostrando o passo a passo das experiências que tenho. Com a máquina fotográfica e com o celular (depende qual está mais à mão) faço as imagens de apoio para detalhar melhor na edição. O bom é poder estar sempre com ela no bolso, a bateria dura bastante e dá até para entrar na água. Ou seja, mega coringa. Está aprendendo sobre quais equipamentos levar para registrar uma viagem?

Drone traz outros ângulos aos registros

Acabei de comprar um mini drone. Ainda está em fase de teste e sei que as imagens não são de grande qualidade (salvo se forem feitas em um dia ensolarado) já que é um equipamento não profissional. Mas creio que devam dar um charme na edição dos vídeos. O importante agora é treinar o voo e identificar que locais é possível levar junto. Alguns países proíbem e é preciso estar conhecer a legislação em cada trip.

Notebook vira central de edição

Eu evito viajar com o meu computador. Geralmente me programo para gravar tudo e editar somente no Brasil. Mas, em viagens de trabalho, ele precisa ir junto para poder editar os vídeos e produzir textos no destino. Se puder deixar, melhor. Você evita um peso extra, os riscos de perder/roubarem o aparelho e a chatice que é retirar o equipamento da mochila toda vez que passa no aeroporto.

Tripé e pau de selfie estabilizam as imagens

são dois itens importantes, principalmente para quem viaja sozinho. Ambos ajudam com melhores ângulos e colocam você como parte integrante das imagens. Imagina ter que pedir sempre a um desconhecido que faça fotos para você? Essa solicitação até faz parte, mas lembre-se que nem sempre as pessoas têm senso fotográfico. E o desejo de uma foto interessante pode ter efeito contrário nas mãos de quem só aperta o botão, sem critério.

Coringão é o carregador portátil de bateria

Este é outro grande coringa. Se estiver numa trilha morro acima, rumo ao topo da Table Mountain, onde vai carregar o celular que descarregou? Por isso, o carregador portátil é um elemento importante na sua mochila. Só não se esqueça de manter os cabos dos equipamentos juntos, ok?

E aí, já anotou quais equipamentos levar para registrar uma viagem?

Essa é uma lista básica de equipamentos que me ajudam a ampliar minha memória em cada novo caminho percorrido. Eu faço questão destes registros porque tenho essa atividade como um hobby, mas sei que nem todo mundo consegue agir de maneira orgânica com tantos aparelhos. O mais importante aqui é dar dicas e deixar claro: esteja preparado para fazer os mais incríveis registros, mas aproveite o momento. Desligue-se, desconecte-se e sinta a energia e a vibração de cada pôr-do-sol, de cada novo cartão postal que se descortina à sua frente. Lembre-se sempre que viajar é vivenciar novas experiências.

E aí, este conteúdo foi relevante para você? Que outras dúvidas você tem para contribuir com a nossa série “Carimbe muito o seu passaporte. Dezenas de dicas para viajar barato”. Aguardamos seu contato nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*