O que fazer nos arredores de Buenos Aires

Nós já falamos por aqui que Buenos Aires está entre os destinos mais baratos para viajar em 2020  e apresentamos uma lista do que fazer na cidade. Se você decidir por esta viagem e tiver tempo disponível, inclua no seu roteiro cidades próximas. O Viajar é Vida indica o que fazer nos arredores de Buenos Aires. Neste caso, um dia pelo Delta do Tigre e Rio da Prata. Este passeio permite que você conheça a capital argentina por outro ângulo, navegue no rio considerado mais largo do mundo e conheça uma região de muita natureza e com belíssimas construções.

Você pode ir sozinho, por conta, mas o ideal é adquirir um pacote com alguma agência de turismo para percorrer o trecho em meios de transporte alternativos e, assim, vivenciar um pouco da história e da cultura dos argentinos. Para nós, a melhor opção é a que sai de barco em Puerto Madero. O passeio de um dia pelo Delta do Tigre e Rio da Prata geralmente começa no início da manhã e tem duração de 5 horas. Os pacotes disponíveis podem oferecer refeições, entradas em parque, depende de tudo que você vai querer conhecer e o quanto está disposto a gastar. Contudo, os pacotes mais comuns, para duas pessoas, partem de aproximadamente R$ 400.

O que fazer nos arredores de Buenos Aires”

Foto: álbum de viagem

Navegue pelo Rio da Prata, o mais largo do mundo e palco de muita história

O que fazer nos arredores de Buenos Aires começa por Buenos Aires. A viagem de barco sai do início de Puerto Madero e segue pelo Rio da Prata durante uma hora e meia até chegar em Delta do Tigre. Considerado o rio mais largo do mundo, chegando a uma largura máxima de 230 quilômetros e não possibilitando que se possa avistar uma margem a partir da outra, o Rio da Prata se origina do encontro dos Rios Paraná e Uruguai. Além de Buenos Aires, ele banha outra principal cidade e capital da América do Sul, Montevidéu, no Uruguai.

Foi através de um serviço que o navegador Américo Vespúcio realizada para a coroa espanhola que o Rio foi descoberto em 1501 e o seu nome também está ligado aos espanhóis, pois foram eles que através de nas duas primeiras décadas do século16 encontraram prata com os indígenas nativos. É comum ver o Rio da Prata retratado em livros de história e pinturas famosas, pois ele foi cenário de importantes batalhas na Guerra do Paraguai, no período entre 1864 e 1870.

Foto: álbum de viagem

Casas de veraneio e um estilo alternativo de vida em Delta do Tigre

No caminho de Buenos Aires até Tigre, você passará por uma parte do Rio conhecida como Delta do Tigre, onde estão concentradas muitas casas, praticamente uma vila que possui como caminho principal a hidrovia. Sendo assim, será comum a presença de barcos que executam serviços como táxi, supermercado, verdureira… Esse estilo de vida, tão diferente da cosmopolita Buenos Aires, é um dos motivos que faz valer o passeio de um dia pelo Delta do Tigre e Rio da Prata. Viu, tem muito o que fazer nos arredores de Buenos Aires.

Atualmente, muitas pessoas vivem nessa região, mas há alguns anos, as casas construídas nesse canal eram voltadas ao lazer e descanso, principalmente de artistas e políticos argentinos, inclusive a casa utilizada por Domingo Faustino Sarmiento, um dos que mais contribuiu para o desenvolvimento da região, virou museu.

Foto: álbum de viagem

Divirta-se nos parques e com atividades ao ar livre em Tigre e descubra o que fazer nos arredores de Buenos Aires

A cidade de Tigre fica a cerca de 30 quilômetros de Buenos Aires e conta com uma população de 376 mil habitantes. Pequena em relação à capital argentina, mantém muita beleza natural intocada, que hoje faz parte de parques e do dia a dia dos moradores e visitantes para a prática de atividades ao ar livre. Há passeios que só fazem uma parada na estação ferroviária da cidade para que você possa pegar o trem para San Isidro, mas se você preferir estender o passeio de um dia pelo Delta do Tigre e Rio da Prata, pode desfrutar de algumas atrações. Uma opção é almoçar em um dos vários restaurantes do Paseo Victorica e depois seguir para conhecer o antigo Puerto de Frutos, que hoje é um movimentado mercado de artesanato; o Museo del Mate, que reconta a história da tradicional bebida argentina; e o Parque de la Costa, considerado o maior parque de diversão do país.

Foto: álbum de viagem
Foto: álbum de viagem

Caminhe por San Isidro e conheça o lado mais provincial da Argentina

Distante 28 quilômetros da capital Buenos Aires, San Isidro tem uma população de aproximadamente 292 mil habitantes e fecha o passeio de um dia pelo Delta do Tigre e Rio da Prata com todo o seu charme provincial. Nossa ida até a pequena cidade foi de trem, partindo de Tigre.

Ao chegar na estação, você encontra várias lojas com produtos locais para levar de lembrança para casa. Em seguida, você segue em direção ao principal ponto turístico do município, a Catedral de San Isidro, que fica bem próxima a estação ferroviária. Sendo assim, você pode aproveitar para caminhar pelas estradas de paralelepípedo bem conservadas em meio a praças completamente arborizadas e algumas opções de locais para lanche, principalmente de doces como alfajor, churros ou gelato. A visita a San Isidro é curta, mas o suficiente para conhecer e se encantar. Nos pacotes fechados, geralmente o retorno para Buenos Aires é feito em um micro-ônibus.

Foto: álbum de viagem
Foto: álbum de viagem

Curtiu nosso passeio de um dia pelo Delta do Tigre e Rio da Prata? Percebeu que há muito o que fazer nos arredores de Buenos Aires?Que tal incluir na sua viagem para a Argentina? Nós garantimos que vale muito a pena. Depois compartilhe com o Viajar é Vida como foi a experiência.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*