O que fazer em Toronto no Canadá

Toronto é uma cidade totalmente cosmopolita. Tem o centro financeiro repleto de prédios e vizinhanças bem menos oponentes. A região é uma mescla de diferentes povos e a estrutura é ótima para os visitantes. Por isso o Viajar é Vida destaca o que fazer em Toronto no Canadá. Nossa história passa várias vezes por esta região, com diferentes idas e vários aproveitamentos. Neste conteúdo, vamos trazer dicas sobre o que fazer em Toronto no Canadá, mas você pode contribuir deixando suas dicas nos comentários.

O que fazer em Toronto no Canadá: visitar a Yonge Street

A Yonge Street (se escreve assim mesmo) é considerada por muitas pessoas a maior rua do mundo. Isso porque em 1999 o Livro dos Recordes teria unido a Yonge com a Ontarios’s Highway 11. Esta confusão teria deixado a rua com quase dois mil quilômetros de extensão. Na verdade a Yonge tem 56 quilômetros e não deixa de ser uma importante artéria de Toronto.
Vive movimentada e o rush time é congestionado. O que é bom desta via é que uma caminhada pela Yonge garante várias opções de comida, compras e lazer. O que você pensar você encontra por lá.

Visitar a Younge Street está entre o que fazer em Toronto no Canadá
Foto: Robert Nathan Garlington/Pixabay

Dicas úteis sobre o que fazer em Toronto no Canadá

  • Gosta de chocolate? No Eaton Center tem uma loja da marca Godiva. Para piorar o desespero dos amantes do doce, esta unidade possuiu frutas da estação cobertas com este chocolate mara!
  • Tem filhos? Vou manter a linha e dar mais uma dica dentro do Eaton. A loja de brinquedos de lá que é mais barata do que a gigante Toys R Us. Sugerimos pesquisar;
  • Aproveite a praça de alimentação do Eaton e veja como é bom ter várias opções para uma refeição rápida (ou será que várias opções nos deixam muito indecisos?).
  • O Eaton Center fica na Dunda’s Square (tem estação de metrô que desemboca dentro dele, inclusive)
Toronto é uma cidade enorme com várias paisagens e atrativos
Foto: PublicDomainPictures/Pixabay 

Eventos por toda a parte

Entre as dicas sobre o que fazer em Toronto no Canadá está ficar atento aos eventos. Que brasileiro é saudoso por sua terra, isso não há dúvidas. Tanto que aqui em Toronto o que eu vi de expressão de nossa cultura vocês não acreditam. Numa das idas, fui num evento chamado Luminatto Festival. Trata-se de um festival que celebra as diferentes culturas de Toronto. O dia que fui era dedicado ao Brasil, ou melhor, ao Brazil. Então, lá estava o nosso país com sotaque diferente e adaptado ao cenário canadense.

Tinha o bumba meu boi brincando com oriental, japonês experimentando tapioca e dizendo “how nice” e brasileira encontrando refrigerante à base de guaraná, pagando dois dólares pela latinha e mesmo assim feliz, pois a cada gole se sentia em casa.

Tem um grupo muito bacana que se chama “Baque de Bamba” que assisti no Luminatto Festival. E tem mais, no dia da Pride Parade, assisti a uma bateria de escola de samba que ostentavas as bandeiras brasileira e canadense. Fui pesquisar e achei a Escola de Samba de Toronto. Aliás, brasileiro por aqui anda em grupo, literalmente. No Facebook há vários. É só pesquisar e ninguém fica descolado por aqui.

Resolvi separar alguns links de brasileiros aqui no Canadá. Aí vão eles:

O transporte público é muito bom e você poderá conhecer praticamente toda Toronto com ele.
Foto: Andy Leung/Pixabay

O mar que não é mar, mas é lindo. Mais uma coisa sobre o que fazer em Toronto no Canadá

Veleiros deslizam por águas azuis. Quem pode, rema em caiaques para aproveitar melhor o contraste das águas com o céu. Gaivotas dão um toque náutico à paisagem. Tudo remeteria à praia se não estivéssemos à beira do lago Ontário. Bem-vindo ao Harbour Front. Quem já fez o passeio de ferry até Toronto Islands viu de outra margem essa área que conta com deck para caminhadas, ciclistas, muito verde e espaço para exposições artísticas. O calendário oferecido pelo Harbour Front Centre rende uma agenda à parte. Em um dia de sol esse passeio é um “must have” por aqui.

Essa cidade foi pensada para todos, e isso inclui pessoas com deficiência física ou alguma limitação na locomoção. Nunca vi tanta gente em cadeira de rodas ou com carrinhos que facilitam o caminhar! Isso porque para eles há a garantia de acessibilidade.
Os ônibus são identificados quando estão preparados para transportar cadeirantes e na hora do embarque baixam o nível, mais rente à calçada. Já os prédios contam com portas automáticas que são acionadas por botões. Isso sem falar na educação do povo que procura ser sempre solícito em caso de perceber alguma dificuldade alheia.

Desde 2009 a cidade inclusive tem o compromisso de ser livre de barreiras. Além da acessibilidade há o compromisso de integrar esses torontenses na vida comunitária, o que inclui lazer e profissão.

A região do Harbor Front é uma delícia de se conhecer e está na lista de o que fazer em Toronto no Canadá
Foto: ElasticComputeFarm/Pixabay

Fique ligado ao seu redor

Entre as coisas sobre o que fazer em Toronto no Canadá está a observação. Com ela você descobre que tem muita vending machine. Você pode comprar tickets do cinema sem passar por um atendente, tudo na máquina. Compra passes do metrô e inclusive vai a supermercado que não necessita de caixa. Tudo feito “by yourself”. Fui em um restaurante em que os pedidos eram feitos via tablet (sei que no Brasil tem isso já) e o garçom só vinha para lhe entregar os pratos. Acho tudo isso muito prático.

É preciso muito dinheiro para vivenciar as coisas de Toronto?

Tem muita coisa para fazer por aqui e é preciso muito dinheiro para aproveitar Toronto. Certo? Errado. Se você veio com as economias apertadinhas, fique atento a programações gratuitas ou promocionais que fazem parte do calendário anual da cidade. Vou dar dois exemplos super legais: todas às terças-feiras os cinemas daqui operam pela metade do valor. Isso mesmo, em qualquer sala você paga 50% menos.

Já a Art Gallery of Ontario, às quartas-feiras a partir das 18h, permite acesso gratuito em algumas alas. Também há atividades gratuitas para jovens entre 13 e 25 anos. No site oficial você consegue mais detalhes. Tem os vários festivais rolando pelas ruas de Toronto. No site da cidade você encontra a programação.

Outra maneira gostosa de conhecer o estilo de vida de comunidades de Toronto é visitar um Farmer Market, que são feirinhas montadas em parques ou praças. Ali são vendidos produtos frescos ou naturais que vêm direto dos produtores. Eu estive na edição da June Rowlanjs Park. E experimentei um Ice Cream Sandwich e também um biscoito com gotas de chocolate. Mara!

Ah, nesta feirinha também relembrei o meu Brasil e comi uma tapioca deliciosa vendida pela Tapioca Gourmet, uma barraca de dois brasileiros que levam nosso sabor às ruas de Toronto.

Há diversos atrativos muito baratos ou até gratuitos para conhecer
Foto: Mike Simpson/Pixabay 

Mais dicas sobre o modo de viver em Toronto

  • Quer curtir sua passagem por Toronto e brindar essa oportunidade? Então o faça em restaurantes e lugares fechados. Nas ruas é proibido consumir bebida alcóolica. Não é permitido beber em parques, nem mesmo em frente a sua casa! Você pode ser preso, sabia? Se no Brasil a cervejinha faz parte do cenário das ruas, aqui nem pensar!
  • Falando em bebida, não se pode comprar álcool em mercados. Existe uma rede especializada chamada LCBO que é a única autorizada na comercialização.  Somente nessas lojas se compra bebida.
  • E para consumir bebida alcóolica somente acima dos 19 anos. Aliás, cigarros também seguem esta regra.
Por onde quer que você olhe, sempre descobre um ângulo diferente da cidade
Foto: nextvoyage/Pixabay

Comunidade grega e tantas outras formam Toronto. E tem ainda o lado gastronômico da cidade

Entre a lista do que fazer em Toronto no Canadá está visitar a comunidade grega. Eles fizeram questão de criar o seu espaço na Avenida Danforth (linha verde do metrô). O passeio vale à pena mesmo em dias sem programações culturais. Os vários restaurantes de comida grega espalhados pela avenida criam um ar muito simpático. Foi neste bairro que conheci a rede de mercados The Big Carrot.

Achei incrível. A proposta é oferecer alimentação sem glúten, nem lactose, conservantes ou agrotóxicos. Comi um croissant de blueberry maravilhoso. Além de comida eles vendem produtos de beleza e higiene que seguem a linha natural.  Outra informação muito bacana é que esta rede Big Carrot segue a linha de cooperativas de consumo.

Programas noturnos são possíveis e se riscos porque Toronto é uma cidade mega segura
Foto: Jonas Jovaisis/Pixabay 

Sabe por que eu caminho muito pelas ruas de Toronto?

Para gastar as calorias de tanta coisa que acabo experimentando. Para começar, a minha “mãe” do Canadá ama tanto receber alunos que acaba demonstrando e até surpreendendo nas refeições. Hoje, por exemplo, o café da manhã foi uma panqueca de banana com calda do xarope conhecido aqui por Maple Syroup.

Mas voltando ao assunto principal: gastronomia. A diversidade cultural está mais do que explícita no que o povo de Toronto leva à mesa. Tem comida japonesa, chinesa, tailandesa, marroquina, etíope, grega, brasileira e tudo o que você possa pensar e desejar. Nos últimos dias fiz um tour por vários bairros e separei algumas fachadas que falam por si.

Em tempo, o prato mais comum por aqui e tipicamente canadense é o Poutine. Trata-se de uma batata cortada à mão, que depois de frita em banha (não pode ser óleo vegetal) é coberta por um molho de carne ou vegetais, finalizada com uma saborosa camada de queijo que derrete sobre a porção. A origem deste prato é francesa, ou seja, ele é muito comum em Quebec e Montreal.

Dicas da viajante

  • Quer comprar coisas para casa? Então visite Kitchen and Stuff. Eu conheci a loja da Greek Town e comprei coisas incríveis por preços maravilhosos.
  • Comprar lembrança para amigos, parentes, bugigangas para a criançada e ainda ter a sensação de que gastou pouco? Bem-vindo à rede Dollarama. As lojas são uma espécie do nosso R$ 1,99 melhorado e tem muita, muita, muita coisa legal. Ah, detalhe, eles não aceitam cartão de crédito. Somente débito ou dinheiro.
  • Na escola onde fiz intercâmbio havia muita informação útil. Por exemplo, compre os passes semanais ou mensais. Custam bem menos do que se você comprar as passagens diariamente;
  • Ande sempre com uma sacola plástica extra na mochila se não quiser pagar por elas. Há muitos estabelecimentos que cobram pelas sacolas;
  • Refeições rápidas e saborosas podem ser compradas (e aquecidas) nos próprios supermercados. Sou fã dos potes com frutas frescas. Ontem comprei por US$ 2 uma porção generosa com melancia, melão e amoras.
  • Quer um café com sabor e preço bacana? Conheça a rede Tim Hortons, super populares e presentes em cada esquina.

O lado alternativo sobre o que fazer em Toronto no Canadá: Kensington Market

Muito se falava sobre o lado mais hippie de Toronto que resolvi tirar as minhas próprias conclusões. O Kensington Market vale sim pelo menos uma passada. Esse mercado a céu aberto é um conjunto de algumas ruas onde se vendem muita bugiganga, artigos feitos à mão e também pode se tomar um delicioso café para se admirar o movimento local.

O espaço super alternativo da cidade ficou conhecido pelas pichações caprichadas nas paredes. O colorido reforça o estilo mais “low profile” dos frequentadores. Uma das fotos que mais amei foi a do carro que virou floreira. Ri muito.  Dá uma passadinha no site do Kensington Market e tente capturar a atmosfera local.

O que fazer em Toronto no Canadá: observar cada canto da cidade
Foto: Andreas H./Pixabay 

Curtiu esse conteúdo sobre o que fazer em Toronto no Canadá? Aposto que você tem outras várias dicas para compartilhar com os leitores do Viajar é Vida! Deixe sua sugestão nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*