7 dicas e curiosidades para viajar a Toronto

Estive pela primeira vez no Canadá no fim de 2019, período em que consegui levantar estas 7 dicas e curiosidades para viajar a Toronto. Viajei sozinha e a viagem, custeada pela empresa em que trabalho, foi pensada para ser uma viagem barata, com baixo custo de alimentação e transporte, mas que atendesse às demandas que precisássemos. Foram 15 dias em Toronto e Montreal, com maior parte do tempo em Toronto, onde conheci um pouco da cidade, e tive algumas percepções curiosas que agora compartilho com vocês, leitores do Viajar é Vida.

1- Café a qualquer hora e com qualquer coisa

Por ser um país muito frio, bebidas quentes reinam pelo Canadá. Café é para ser bebido a qualquer hora do dia e acompanhando qualquer comida. Eu achava muito esquisito as pessoas jantando hambúrguer com batata frita e tomando um copão de café. Para mim não fazia sentido e me dava até um embrulho (ok, relevem porque eu também não sou lá grande fã de café), mas convenhamos que não combina muito né? Mas entendo que o frio traz essa característica para a cultura e gastronomia. Aliás, a rede mais conhecida por lá (e uma das mais baratas) é o Tim Hortons. Tem uma em cada esquina, sempre com muitos clientes pegando o seu cafezinho.

2 – Trânsito diferenciado por Toronto

No trânsito eu achei muito interessante (especialmente durante a semana quando há um fluxo mais intenso), que, mesmo com o sinal e faixa de pedestre, em alguns pontos ficam alguns “guardinhas” de trânsito para orientar os motoristas que devem parar e sinalizar para os pedestres que eles podem atravessar a rua. Coloquei “guardinhas” entre aspas, pois notei também que na maioria eram homens mais velhos que faziam esta função, não sei se de eram aposentados, se de fato são agentes de trânsito. Se alguém souber, esclarece nos comentários. 

3 – O transporte público do Canadá

Se você for andar de ônibus em Toronto e Montreal (não sei se isso se repete em outras cidades, replico a minha experiência nessas que visitei) você precisa ter o dinheiro exato para a passagem ou ter o cartão Presto (pré-pago válido para ônibus e metrô). Eu para variar, não sabia disso na minha primeira viagem de ônibus e tinha na carteira apenas notas de 10 e 20 dólares. Os ônibus das duas cidades não possuem cobradores, o próprio motorista que faz o controle de quem entra e paga ou passa o cartão. Eu bem faceira entrei e saquei minha nota de 10 dólares. O motorista disse que não poderia aceitar, que somente aceita o valor exato, pois ele não pode encostar no dinheiro para me dar troco, apenas pode me dar o bilhete da passagem.

Obviamente fiz a minha cara de desolada e sem saber o que fazer (do tipo, ninguém me avisou nada). Ele, gentilmente me questionou: para onde você vai? Eu respondi: Universidade de Toronto. Ele: entra aí, eu te levo até lá. Agradeci, sorri, e guardei o dinheiro. Após viagem, que durou cerca de 30 minutos, saltei, agradeci novamente a gentileza dele e aprendi a lição.

Em Toronto paguei US$ 3,75 e em Montreal US$ 3,50. Tanto o bilhete de papel, quanto o cartão te permite usar por 2 horas corridas cobrando o valor de um tíquete. Ou seja, se você comprou o bilhete ou passou o seu cartão às 14h num trajeto de ônibus, você pode usar essa mesma passagem até às 16h sem ser cobrado novamente. O mesmo vale para o metrô. Quase na metade! O que estão achando das 7 dicas e curiosidades para viajar a Toronto?

4 – Presto é o sistema pré-pago de transporte

Ainda falando do cartão pré-pago Presto, ele oferece algumas vantagens. Além da questão sustentável, muito presente em todo o Canadá, ele oferece uma tarifa menor para o uso do transporte público, justamente para incentivar o uso entre as pessoas. Quando estava na viagem vi a distribuição de panfletos avisando que o bilhete de papel seria extinto e teria somente a opção do cartão pré-pago (isso seria a partir do dia 30/11/2019). É possível fazer a recarga do cartão diretamente nos guichês dentro das estações de metrô, nas máquinas/totens também localizadas dentro das estações e também pela internet no site oficial

5- Celular descarrega rapidamente ou desliga no frio

Muita gente não sabe, mas no frio a bateria do celular descarrega rapidamente e, no caso de Apple, até pode desligar sozinho. Isso porque as baixas temperaturas aumentam a resistência interna e diminuem a capacidade da bateria. Por exemplo, nesta viagem eu peguei temperaturas que oscilaram entre 6 e 11 graus, e em poucos minutos a sua bateria pode chegar de 100% a 30%.

Se a temperatura for negativa, o celular desliga, não funciona mesmo. O sistema Android não chega a desligar, mas consome muito rápido a bateria. A dica de viagem é manter o celular sempre bem aquecido, em bolsos e ter sempre um carregador externo para não ficar na mão (sempre levava comigo o meu, mas também descarregava rápido, usava dois dias e tinha que carregar novamente para poder ter carga disponível).

“7 dicas e curiosidades para viajar a Toronto”

6 – Canadense não para para o almoço

Os canadenses não param como a gente para almoçar. É muito comum ver pessoas sempre na correria no horário do meio-dia, apenas pegando um sanduíche/marmita e voltando para os escritórios. No máximo almoçando em fast-foods. Eu por exemplo, tive algumas reuniões marcadas ao meio-dia no Canadá durante a viagem, algo super normal, como se fosse 10h da manhã daqui. Então essa refeição para eles de verdade não tem relevância e é sempre muito agitada.

7 – Uber no Canadá não aceita pagamento em dinheiro

Quando eu cheguei em Toronto tinha uma quantia de dinheiro em espécie disponibilizado pela empresa que fui representando, além disso levei um dinheiro pessoal, o cartão pré-pago da Cash Passport e, por segurança, autorizei um cartão de crédito meu para uso internacional. Foi minha sorte, por que achei que o Uber super ia aceitar o pagamento em dinheiro (o dinheiro que levei da empresa que trabalho era para custos com transporte e alimentação) e não rolou. Era uma hora da manhã e o proprietário do AirBnb estava em aguardando, ou seja, eu não poderia me atrasar nesta viagem do aeroporto até o endereço da casa.

Tentei passar o cartão pré-pago e o app também não aceitou. A sorte que deu certo o cartão de crédito internacional. E aqui vai a dica repetitiva, mas sempre importante: mesmo que você não vá usar o cartão de crédito na sua viagem ao Exterior, por segurança, sempre leve um cartão desbloqueado para uso internacional. Pode te ajudar a se salvar de apuros como esse.

O que achou destas 7 dicas e curiosidades para viajar a Toronto? São dicas gerais sobre a cidade e minhas percepções sobre o Canadá. Viajar para lá foi incrível.

Um comentário

  1. Pingback: Como evitar perrengues de viagem em cidades grandes? Viajar é Vida!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*