O que fazer em Carvoeiro, Portugal

Está planejando uma visita a Portugal? Então não deixe de incluir uma linda região em seu roteiro: o Algarve! E o Viajar é vida apresenta agora o que fazer em Carvoeiro. Essa região é famosa pelas praias, pelo verde das paisagens, por ambientes rochosos de encher a imaginação, e é claro, pelo vinho. As praias são muito procuradas por portugueses e outros europeus devido à temperatura das águas. Por aqui, encontram Carvoeiro, umas das maravilhas da natureza em Portugal, com águas menos geladas (ainda não quentes para o padrão dos banhistas brasileiros) do que em praias do Norte de Portugal ou outras regiões da Europa.

Foto: Pixabay

Quem acha que vai chegar no Algarve e encontrar as mesmas paisagens tão tradicionais no Brasil, é bom se preparar. Nada de caminhar por areias branquinhas. A formação da maioria dos balneários é de areia grossa e muitas, milhares de conchas de diferentes tamanhos e formatos. Os pés menos habituados estranham um pouco, por isso, é necessário levar chinelos ou até tênis caso os planos incluírem longas caminhadas.

São diferentes as propostas das praias. Cada uma das praias possui diferentes características, como acesso somente a pé ou maior suscetibilidade ao vento, porém, todas são indiscutivelmente belas.

No ano de 2018, a Praia de Carvoeiro, por exemplo, localizada no Concelho de Lagoa, foi eleita a melhor praia pela European Best Destinations. Essa praia vale alguns dias de visita. A porção de areia (com cascalho, é claro) não é grande.

“O que fazer em Carvoeiro”

Foto: Pixabay

“O que fazer em Carvoeiro, umas das maravilhas da natureza em Portugal

São pouco mais de 2.5 mil habitantes fixos nessa vila colorida que apesar de virar endereço de resorts de golfe não perdeu a tranquilidade. Bem verdade que a invasão de turistas no verão é grande e o idioma que menos se ouve é o português. Ultimamente, os franceses e os brasileiros têm invadido os meses de calor pelo Carvoeiro, uma das maravilhas da natureza em Portugal. 

Essa praia oferece boa infraestrutura para hospedagem, lazer e alimentação sem o agito de grandes cidades. A natureza está presente em todos os cantos e em harmonia com as construções. Os paredões naturais que separam beira mar da área urbana são de encher os olhos, ainda mais se contemplados de pontos mais elevados. Está curtindo o que fazer em Carvoeiro?

Foto: Pixabay

Paredões esculpidos e grutas onde a visita é de barco

A primeira dica de passeio depois de aproveitar bem a praia, as grutas e o centrinho cheio de lojas e restaurantes é embarcar em uma das equipes profissionais que guiam passeios de barco, botes ou até iates. O passeio é entre as Praias da Marinha de Portimão, de Benagil e a própria Carvoeiro. A vista do mar para a terra é algo encantador, afinal, o que se vê são imensos paredões esculpidos por milhares de anos com a força da natureza.

E não se pode contentar apenas em olhar os paredões, dependendo das embarcações,  elas adentram as grutas e lá sim está uma verdadeira sensação única: silêncio (se for em baixa temporada), um perfume que mistura mar e plantas, a combinação de cores como verde, azul e cinza e dependendo do local, pequenas brechas das rochas conduzem feches de luz do sol.

Foto: Pixabay

Para quem não gosta do balanço das águas, que aliás não é nada radical, a caminhada sobre esse paredão permite que o visitante conheça grutas, entre em verdadeiras janelas/sacadas com vista para essa imensidão que é o mar aberto e em alguns trechos trampolins improvisados convidam os mais corajosos a um salto em mar limpo, transparente e frio.  

Bem-vindo ao chamado Algar Seco, que oferece ainda trechos com piscinas naturais, deques para contemplação e muitos espaços para imagens belíssimas desse local considerado por muitos uma das mais bonitas regiões do mundo.

Dicas de viagem são sempre bem-vindas!

Agora vamos às dicas preciosas para esta viagem.  Já falamos sobre o uso de chinelos e agora vai outra dica. Mesmo no verão, leve uma camiseta já que é comum a temperatura baixar ao pôr do sol. Para os brasileiros, o verão europeu é muito agradável, mas, por vezes, pode ser considerado frio lembrando noites de outono.

Se estiver viajando com crianças, informe-se sobre barracas corta-vento, que fazem pequenas barreiras para proteção de crianças ou adultos mais friorentos.  Outra informação: o banhista europeu não tem o hábito de pedir lanches na beira da praia, aliás, há poucas opções de compra de alimento ou bebida. Sem nenhum tipo de receio, leva-se água, fruta e algum lanche, pois se a fome apertar, dependendo da paria, são alguns metros de caminhada ou subida para chegar a uma lanchonete ou restaurante.

E o mais importante, por mais que os paredões façam sombras convidativas, preste atenção às placas indicativas, pois há risco de queda de pedras. Não custa nada garantir a segurança e levar um guarda-sol.

Foto: Pixabay

Tem muita beleza na região de Carvoeiro, uma das maravilhas da natureza em Portugal

Pertinho da Praia do Carvoeiro, umas das maravilhas da natureza em Portugal, há outros paraísos a serem descobertos. Odeceixe, Praia da Zambujeira do Mar, Azenha do Mar estão entre as quase que obrigatórias. Um pouco mais distante a nossa dica é o pôr do sol em Sagres, no Cabo de São Vicente, o ponto mais a oeste do sul de Portugal, oferece daquelas cenas que vão te acompanhar pelo resto da vida. Você já teve experiências por aqui também? Conte para os leitores do Viajar é Vida!


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*