O que fazer no Chipre

Pouca gente no Brasil ouve falar ou se interessa pelo Chipre. Embora seja um destino famoso na Europa e muito reconhecido entre os viajantes que embarcam rumo ao país do Leste do Mediterrâneo. O que fazer no Chipre é o que o Viajar é Vida destaca neste post, que traz dicas, orientações e aponta os principais atrativos por lá.

O Chipre fica perto do Líbano, de Israel e da Turquia. Embora tenha sido declarada e reconhecida como nação independente, o Chipre exibe em seu território as marcas de uma guerra longa sobre o seu domínio.

O nome oficial é  República de Chipre e ele ocupa a parte Sul da ilha de Chipre, na região Leste do Mediterrâneo. A ilha (assim como a capital Nicósia) é dividida com a Turquia, ao Norte. Conhecido por suas praias, o país tem também um interior de relevo acidentado, com regiões ideais para a produção de vinho. Por isso há vinícolas por aqui. A cidade costeira de Pafos é famosa por seus sítios arqueológicos relacionados ao culto de Afrodite e tem ruínas de palácios, de tumbas e de mansões repletas de mosaicos. Ou seja, há programas diferentes para quem ama estar viajando.

O que fazer no Chipre: visitar o porto e o castelo de Cirénia

Entre os locais para se conhecer está o Porto e o Castelo de Cirénia. As águas azuis do Mediterrâneo contrastam com os prédios históricos erguidos diante do Porto de Cirénia. Em meio a cafés, bares e restaurantes, é possível ver a movimentação pesqueira e de navegação. Logo acima, vale visitar os becos e as casas erguidas no período otomano, no século 13.

No ladinho do Porto está o Castelo de Cirénia. A antiga construção é outro local que recebe milhares de viajantes, já que revela muitos traços de sua história. O lugar foi alterado ao longo dos anos pelos povos que passaram por ali. Hoje o espaço recebe o museu de história do Chipre.

Foto: Walkerssk/Pixabay

Conhecer as praias locais

O Chipre tem um alto Índice de Desenvolvimento Humano e é parte integrante da União Europeia. Em tempos de calor, ganha muita vida com a chegada dos viajantes estrangeiros. Gente que busca novidades como a Konnos Bay e a Praia de Finikoudes. Apesar de pequena, a Konnos Bay chama a atenção pela cor da água. O lugar é destino ideal para aqueles que amam atividades na água, como mergulho e jet sky. Ou para aqueles que preferem apenas relaxar enquanto ouve as ondas batendo e o sol bronzeando a pele.

Já a Praia de Finikoudes tem toda uma estrutura para bem recepcionar os viajantes. Do calçadão para circular e poder aproveitar o movimento, aos restaurantes, cafés, lojas e hotéis do seu entorno. São estes dois locais que também fazem parte da lista sobre o que fazer no Chipre.

Praias e natureza entre as coisas para se fazer no Chipre
Foto: Dimitris Vetsikas/Pixabay

Ver de perto o palácio presidencial está na lista sobre o que fazer no Chipre

O prédio é onde fica o presidente do país e está localizado na capital, Nicósia. Apesar de maior e mais populosa, tem cerca de 200 mil habitantes. Importante destacar que os cipriotas (é assim que são chamados os nascidos aqui) gregos e turcos compartilham muitos costumes, mas mantêm sua etnia baseada na religião, idioma e outros fortes laços com suas respectivas terras maternas. O grego é falado predominantemente no Sul do Chipre, enquanto o turco predomina no Norte do país.

O sistema presidencialista tem cargos que duram 5 anos e o presidente é o chefe do Estado e de Governo. Ele é quem escolhe o Conselho de Ministros, que têm poder executivo. O poder legislativo é exercido pela Câmara dos Representantes. Os deputados são eleitos  democraticamente por um sistema uninominal a cada 5 anos. Os deputados são apenas cipriotas gregos já que os representantes da denominada República Turca de Chipre do Norte não são reconhecidos internacionalmente.

O palácio presidencial está aberto à visitação no Chipre
Foto: Wikipedia

Atividade histórica traduzida também nos prédios religiosos

Pelos registros históricos, a mais antiga atividade humana conhecida na ilha é do 10º milênio antes de Cristo! Sabe-se, por exemplo, que fica no Chipre alguns dos poços de água mais antigos do mundo. Entre o que fazer no Chipre está a visitação de locais como a Igreja de Ayios Lazaros. Construída no final do século 9 para abrigar túmulo de Lázaro, o personagem bíblico que foi ressuscitado por Jesus. A tradição grega diz que Lázaro fugiu da Judéia para o Chipre depois que voltou à vida. Embora o local esteja vazio, é um dos pontos turísticos mais famosos do país.

Na mesma linha, a Panagia tou Araka é uma igreja bastante procurada pelos viajantes e moradores. Considerado Património Mundial pela Unesco, é uma das mais importantes igrejas do período bizantino na ilha. A construção foi no século 12.

Outro ponto para visitação na lista de o que fazer no Chipre está a Mesquita Selimiye. Antiga Catedral Católica Romana de Santa Sofia,  está localizada no trecho turco da capital. E ao longo do tempo passou por dificuldades como um grave terremoto em 1491, depois serviu para refugiar e foi tomada por soldados otomanos em 1570 e durante o domínio britânico foi transformada em mesquita.

Templos religiosos históricos fazem parte da lista do que fazer no Chipre
Foto: Dimitris Vetsikas/Pixabay

Museu Bizantino já foi casa do presidente da república

A lista sobre o que fazer no Chipre só cresce. É o caso de conhecer o Palácio do Arcebispo que, apesar do nome, foi construído em 1956 para ser residência do primeiro presidente oficial do aís. Tem uma arquitetura em estilo veneziano e está localizado na Arkhiepiskopos Kyprianos Square. Sem mais espaço para o representante maior do estado, acabou por ser transformado em Museu Bizantino com a maior coleção de ícones religiosos da ilha.

E por falar em ilha, o relevo montanhoso do Chipre faz com que existam duas zonas separadas por um vale bem amplo, onde está localizada a capital, Nicósia. A sudoeste ficam os montes Troodos, local onde está o ponto mais elevado do país, chamado de Monte Olimpo. São 1953 metros de altitude. A atividade humana tem traços bem antigos, desde a Pré-História e Antiguidade. Por isso, entre o que fazer no Chipre, vale conhecer o Parque Arqueológico Kato Paphos. Desde 1980 ele é considerado Patrimônio Mundial da Unesco e possui monumentos pré-históricos da Idade Média, a mais importante da época romana. Entre as atrações, os viajantes podem conhecer as Vilas de Odeon, Ágora, Asklipeion e os Túmulos dos Reis.

Nesta linha histórica sobre o que fazer no Chipre, fica a dica de visitar Büyük Han. A construção de 1572 tem uma arquitetura muito preservada. O lugar servia para alojar comerciantes que circulavam pela ilha fazendo girar a economia local no passado. Além de estrutura para hospedar os humanos, havia ainda estrutura para acomodação dos cavalos e camelos, além de manter restaurantes e banhos turcos. Claro que foi revitalizado e passou a ser uma atração turística, com lojas, cafés, restaurantes e artesanato.

O que fazer no Chipre
Foto: Dimitris Vetsikas/Pixabay

O que você achou do Chipre? Você é daqueles que nunca tinha ouvido falar ou dos que já estão em contagem regressiva para conhecer essa maravilha europeia?  Compartilhe com os leitores do Viajar é Vida nos comentários.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*