Vegas baby!

Quem nunca pensou em viajar pelo mundo e conhecer lugares maravilhosos que enchem os olhos em quadros, livros, filmes e páginas da internet? Às vezes falta só um empurrãozinho, um pouco mais de tempo ou dinheiro. Eu recebi o empurrão que faltava no final de 2013. Minha melhor amiga de infância marcou a data do casamento: 30 de abril. E o local? Nada mais, nada menos que: Las Vegas.

Depois de realizar um dos meus sonhos que era noivar na Europa, eu me vi “obrigada” a participar da realização do sonho de uma amiga querida e, consequentemente, realizar mais um desejo meu: viajar para os Estados Unidos (nada que um bom planejamento não resolva). E lá fomos nós…

Apesar do pouco tempo de viagem, nove dias (contando ida e volta), decidimos dar uma passadinha na Califórnia. Amo praia e não abro mão de visitar um lugar que lembre o meu Brasil. Escolhemos conhecer Malibu (da série SOS Malibu) e passar uma tarde no Píer de Santa Monica. Apesar do vento geladinho, valeu muito a pena. De carro partimos para Hollywood, Los Angeles, e a vista no caminho é linda.

Hollywood é uma loucura. Movimentação, pessoas fantasiadas pelas ruas e uma multidão de rappers querendo vender seus CDs autorais, sem contar o mercado de rua que é uma delícia. Dá vontade de levar um montão de lembranças. Para fechar o pacote marcamos um encontro com personagens marcantes das telonas. O museu Madame Tussauds é diversão garantida.

Depois de cinco horas de viagem (isso foi cansativo) chegamos ao nosso destino final e mais desejado. Vegas! Luzes e mais luzes encantam e apaixonam. A cidade é realmente maravilhosa e as atrações parecem infinitas, durante o dia e a noite. Para quem gosta de viajar é um prato cheio. Imagine sair de Veneza, passar por Paris e chegar em Nova Iorque em poucos minutos. É bem assim que funciona. Os hotéis (abertos para visitação a qualquer hora) são temáticos e repletos de características idênticas às originais.

Em meio ao romantismo de Veneza, presenciamos um pedido de casamento dentro de uma gôndola e os aplausos foram inevitáveis. Já na agitada Nova Iorque, os bares movimentados são os principais atrativos. No Paris Paris, a Torre Eiffel é uma replica quase idêntica, que só perde no tamanho, mas é claro que subimos ao topo de onde é possível assistir o magnífico Show das Águas Dançantes do famoso Hotel Bellagio.

Para o momento mais esperado da viagem, o clima “Se beber não case” invadiu o grupo. Mulheres para um lado, homens para o outro, e muita diversão. A noite é uma criança e as opções vão desde os cassinos a limousines, bares e casas noturnas com muito luxo. O casamento é pura emoção. É preciso marcar com antecedência e os pacotes dão direito a buquê, fotos, filmagem e limousines para levar os noivos e os padrinhos. Simplesmente inesquecível.

Rafaella Reinert Souza
Fotos: arquivo pessoal

Conteúdos Relacionados


Comments are closed.