Sydney tem água potável tirada do mar

Sydney é uma cidade que em muito lembra as do Litoral de Santa Catarina, com praia do lado de outra ainda mais bela, numa disputa por cenários incríveis.
Para Sydney esta é a vantagem de estar localizada em um país de primeiro mundo, cujo foco governamental e da sociedade gira em torno de rígidas regras e o desejo de sempre melhorar, nos mais diferentes aspectos. E a relação com o uso da água aqui é bastante saudável. Primeiro que há um forte estímulo à economia deste líquido. Os moradores têm consciência do problema e realmente cuidam para evitar o desperdício. Depois, os investimentos em tecnologia que busquem alternativas à escassez também são intensos.

Cerca de 700 mil pessoas vivem hoje com água potável produzida a partir da dessalinização da água do mar. Esse tipo de usina existe desde 1928, na realidade, mas Sydney incorporou isso no seu cotidiano há alguns anos. Daí a possibilidade de manter bebedouros e torneiras com água de qualidade por todos os cantos. O mesmo vale para os os chafarizes e monumentos, sempre com água incorporada. Aqui é possível (e recomendado, aliás) matar a sede direto da torneira. Sem riscos. Um exemplo a ser seguido! 

Conteúdos Relacionados


Comments are closed.