O que fazer na Jamaica

A Jamaica ganhou o mundo sob a música de Bob Marley e se perpetuou com a família que ainda hoje reforça as canções e os ensinamentos de liberdade, paz e amor. Apesar de musicalmente reconhecida, não há um fluxo de viajantes brasileiros indo para lá. O Viajar é Vida apresenta agora o que fazer na Jamaica. A ideia é mostrar que, sim, é um destino super interessante e válido. A região do mar do Caribe tem muito dessas ilhas com mar de azul turquesa e o clima caribenho.

O país foi colônia inglesa até os anos 1960 e a maior sequela deste período de repressão são as letras que falam de liberdade, de esperança e de amor. São resultados positivos e importantes de um período não muito bacana. Descobrir isso sobre a história é um passo importante para entender os rumos do país atualmente. Confira então o que fazer na Jamaica.

Foto: Peggy und Marco Lachmann-Anke/Pixabay

Conheça um pouco da história e geografia

Geograficamente a Jamaica é uma nação insular das Grandes Antilhas e está localizada no Mar do Caribe distante cerca de 150 quilômetros de Cuba. Não há divisas terrestres com outros países. Pelo menos 2,8 milhões de pessoas habitam a ilha, sendo 1 milhão apenas na capital, Kingston. O porto da capital é o sétimo maior porto natural do mundo, por isso acabou sendo escolhida como a principal cidade em 1872. Vale destacar que a Jamaica fica na rota dos furações do Atlântico, por isso, se puder, evite a temporada que vai de julho a novembro.

Quem conhece a capital, acaba pouco se encantando com a Jamaica. Mas como o país é relativamente pequeno e pode ser percorrido de carro de ponta a ponta em apenas 8 horas, o ideal é alugar um carro e ficar à vontade para circular pela ilha. A região de Ocho Rios e Negril são as mais bem faladas, aquelas em que todos os roteiros são intensos e de muito contato com a natureza e com a energia dos jamaicanos.

Foto: Andreas Volz/Pixabay

Ocho Rios é um dos locais da lista sobre o que fazer na Jamaica

A cidade de Ocho Rios tem um ponto a favor dos viajantes: fica bem localizada geograficamente a algumas horas de outras regiões como Negril, Montego Bay, Port Antonio e Kingston. Sem contar que por aqui ficam lugares que todo viajante ama: praias belíssimas, trilhas, cachoeiras, lagoa (inclusive que serviu de cenário de filme famosão) e o dia a dia muito perto da natureza e até de Jah, diriam os moradores da Jamaica.

As praias por aqui são menos extensas e com menos movimento de turistas. Uma das dicas é aproveitar o sol também em rotas internas, não tão junto da costa. É que há muitas cachoeiras e florestas interessantes para serem visitadas. Nas proximidades de Ocho Rios, por exemplo, o Rio Dunn tem várias cachoeiras. É considerado um dos tesouros nacionais da Jamaica. Aliás, o nome de origem Arawak “Xayamaca” significa terra de rios e nascentes. As pequenas cataratas em forma de cúpula são geralmente associadas à atividade de fonte térmica encontrada em cavernas de calcário. Isso, combinado com sua localização perto do mar, dá ao Rio Dunn a distinção de ser o único do gênero no Caribe. Se for circular pelas cachoeiras, utilize sapatilhas específicas, já que o chão tem muitas pedras e pode ser escorregadio. Para as mulheres, como a água é realmente forte, a dica é utilizar maiô em vez de biquínis.

Foto: Neufal54/Pixabay

Sessão da Tarde ao vivo na Jamaica

Na mesma região de Ocho Rios, há a Blue Lagoon. Esse nome é famoso pelas várias repetições do filme na Sessão da Tarde. E dizem que foi por aqui que foram gravadas parte das cenas do longa-metragem. Água doce e gelada que sai de um poço se mistura à água mais quente e salgada do mar formando um espaço com água azul turquesa brilhante. O nome antes do filme era The Blue Hole (o buraco azul), mas a divulgação do filme fez com que o lugar passasse a se chamar The Blue Lagoon. A localização é em Port Antonio e o olhar do viajante em diferentes pontos, de acordo com o brilho do sol na superfície, faz com que os tons de azuis mudem.

Além dos passeios de barco (cobrados por viajante), você pode chegar gratuitamente na beira da lagoa. Fique atento apenas às condições do clima e saiba que a profundidade gira em torno de 60 metros.            

Meu nome é Bond, James Bond da Jamaica

Se você ficou curioso pela paisagem do filme acima, vai ficar ainda mais encantando se tiver o cinema nas veias. Também na Jamaica fica a James Bond Beach, que teria servido de inspiração para o escritor Ian Fleming conduzir algumas de suas histórias. É uma praia situada em uma pequena península na Baía de Oracabessa, distante 16km de Ocho Rios. A paisagem apareceu no filme “007 Contra o Satânico Dr. No”.

Aos fãs de James Bond a dica: em frente à praia, escondida pela vegetação tropical, fica a propriedade GoldenEye. Foi lá que o autor escreveu os romances de espionagem protagonizados por James Bond e muitos de seus outros livros.

Foto: Wikipedia

O “reinado” de Marley na lista

Onde Bob Marley nasceu, obviamente seria destaque turístico. Por isso, quem visita a Jamaica, acaba incluindo um pouco da história e obra do cantor no roteiro. Nine Mile é onde a lenda nasceu. É uma vila situada na paróquia de Saint Anne e que atualmente pertence e é conduzida pela família Marley. Os membros da família inclusive podem, às vezes, ser encontrados no vilarejo. Além de um mausoléu, você pode fazer passeios guiados com rastafáris. Bem próximo fica o Zion Rock Mountain, local onde Bob meditava, além do The Pillow, mencionado na música “Talking Blues”.Estar na Jamaica é experimentar muito do que viveu e o legado de Bob Marley.

Foto: Paolo Ghedini/Pixabay

Hospedagens com apelo sexual para os “mente aberta”

Há hospedagens únicas na Jamaica para quem tem a mente aberta e não abdica dos prazeres, inclusive os sexuais. Os resorts hedonistas (na etimologia da palavra, o que busca o prazer como bem supremo) são inúmeros e por aqui vale o nudismo, a prática sexual liberada entre os hóspedes, e há estímulos como brinquedos sexuais e instalações bem sensuais. Em alguns deles vale se hospedar apenas para conhecer, sem participar da brincadeira. Ainda assim é preciso estar preparado para uma enxurrada de convites e cenas bem diante de você, mesmo que você esteja apenas querendo pegar um sol na beira da piscina.

Foto: Gianluca Ferrobr/Pixabay

Mergulho com golfinhos e arraias numa atração bastante turística da Jamaica

Dolphin Cove Jamaica é uma atração marinha na Jamaica, na qual os hóspedes podem nadar e interagir com golfinhos, tubarões e arraias em seu ambiente natural. Os visitantes também podem interagir com outras espécies, incluindo iguanas, cobras e uma variedade de pássaros, além de outras criaturas marinhas no Jungle Trail Walk. O Dolphin Cove já recebeu vários prêmios. Apesar do contato dos seres humanos com os animais, é uma área de preservação. A empresa opera três instalações na ilha: Ocho Rios, Montego Bay e Lucea, que é considerada a maior lagoa natural de golfinhos do mundo.

Foto: Chad Sparkes/Flickr

O que fazer na Jamaica? Testar o Bodsled

O esporte de descida de montanha em trenós (o Bobsled) é atração em um parque dedicado a ela. O Mystic Mountain Bobsled é um parque de diversões que faz você experimentar o que os atletas olímpicos de inverno sentem. Fica na região de Ocho Rios. Por aqui, o viajante desce andares de uma montanha russa num trilho sentado em trenós que ele próprio conduz, aumentando ou diminuindo a velocidade. Se optar, o viajante pode descer de tirolesa. Ao subir, ele encontra uma estrutura muito bacana onde pode se divertir numa piscina com toboágua e vista para a baía. Mais uma dica do que fazer na Jamaica.

Foto: Visit Jamaica

Como chegar na Jamaica e é preciso visto?

Para chegar na Jamaica não há voos diretos do Brasil. É necessário fazer uma conexão nos Estados Unidos (e daí é necessário ter o visto norte-americano) ou indo pelo Panamá. Para entrar no país não é necessário o visto, mas tanto a Jamaica quanto o Panamá exigem o certificado internacional de vacina contra a febre amarela.

Agora que você já sabe muito do país, prepare-se para uma viagem repleta de coisas sobre o que fazer na Jamaica. E se já visitou, compartilha com o Viajar é Vida.


Conteúdos Relacionados


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*