10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval

Um dos feriados mais esperados do Brasil merece dias bem aproveitados. Para quem não gosta da folia e prefere destinos menos agitados, o Viajar é Vida listou 10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval. Seja na praia, na serra ou em uma ilha, o importante aqui é curtir os dias de calmaria para recarregar as energias durante o feriadão.

1. Alter do Chão (PA) é um paraíso para viajar no Carnaval

Uma das joias do Pará já esteve na lista do jornal inglês The Guardian (2009), como uma das praias mais bonitas do Brasil. A região é formada por várias ilhas de areias brancas banhadas por águas cristalinas. Mesmo com tanta beleza, ainda não é frequentado por grande número de turistas. Sem dúvida merece estar na lista dos 10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval. Uma das atrações é o encontro do Rio Amazonas com o Rio Tapajós. Outra atividade é passear de barco para conhecer a Ilha do Amor.

Foto: divulgação

2. Rio dos Cedros (SC) é destino para praticar esportes durante o Carnaval

Localizado no interior de Santa Catarina, na região conhecida por Vale do Itajaí, a cidade de Rio dos Cedros é destino certo para quem quer descansar em meio à natureza da serra. Entre montanhas, lagos e cachoeiras, a cidade ainda é pouco frequentada por turistas de outros estados. Por isso é um dos 10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval. Se refrescar nos lagos Pinhal e Rio Bonito, pedalar por estradas floridas, ou praticar esportes aquáticos, são algumas das atividades na região.

Foto: Secretaria de Turismo de Rio dos Cedros

3. Caraíva (BA) uma cidade quase cenográfica banhada por mar e rios

O litoral baiano guarda a pequena Caraíva. Mais uma cidade que merece estar na lista dos 10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval. Considerado um dos destinos mais bonitos do país, abriga praias e rios com um visual típico de novela do horário nobre. Com ruas de areia, a uma antiga e bem conservada vila de pescadores, tem boas opções para os turistas se hospedarem sem luxo, mas com conforto. Os restaurantes servem pratos com ingredientes frescos, e os passeios são perfeitos para quem quer fugir da folia. Se bater uma pontinha de arrependimento é fácil de resolver. Há um bloco de Carnaval formado por amigos para descer o Rio Caraíva com boias e muita diversão, ao ritmo carnavalesco.

Foto: Pixabay

4. São Miguel do Gostoso (RN) é um paraíso desconhecido para descobrir no Carnaval

São Miguel do Gostoso, no litoral norte do Rio Grande do Norte, é mais uma boa pedida para figurar na lista dos 10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval. Fica há cerca de duas horas de Natal e, por lá, a cidade é chamada apenas de “Gostoso”. Outro apelido carinhoso é “Esquina do Continente”, afinal dizem que é lá onde o vento faz a curva. É um local pitoresco e rústico, com praias desertas e noite tranquila. É considerada uma das melhores praias brasileiras para a prática de windsurfing.

Foto: Wikipedia

5. No Espírito Santo a Vila de Itaúnas tem areia dourada e atmosfera misteriosa

Um dos lugares mais exóticos do Espírito Santo, a Vila de Itaúnas merece estar na lista dos 10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval. As dunas são formadas por areias super finas e douradas e atingem até 30 metros de altura. A cidade foi soterrada entre os anos 1950 e 1970, mas o vilarejo renasceu do outro lado do Rio Itaúnas. O Projeto Tamar cuida da preservação de tartarugas marinhas das praias da região. Ao todo, são 25 quilômetros de praias de águas mornas com quiosques que convidam ao descanso na orla. A Praia de Riacho Doce, fica a 16 km da Vila de Itaúnas, e recebeu este nome por causa do pequeno córrego de água doce, de cor escura, que passa no local e deságua no mar. É ideal para quem procura um lugar calmo para aproveitar o dia com crianças.

Foto: Pixabay

6. Ibitipoca, no interior de Minas Gerais, fica pertinho do céu

O interior de Minas Gerais é um convite para quem deseja recarregar as energias no feriadão de Carnaval. Longe dos grandes centros, estão as cidades de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca, elas dividem o Parque Estadual do Ibitipoca, que oferece opções de trilhas, cachoeiras belíssimas e caminhadas ecológicas. Uma das atrações mais cobiçadas é a Janela do Céu, local disputado para fotos e vídeos. Se você ficou curioso com a origem do nome, saiba que ‘Ibitipoca’ é uma palavra tupi-guarani, que significa “Serra que estoura” ou “Serra estourada”, devido à grande incidência de raios e à grande quantidade de grutas encontradas por lá.

Foto: Wikipedia

7. Arquipélago do Tropeço (TO) tem águas coloridas e é um dos maiores arquipélagos do mundo

O Arquipélago do Tropeço fica no coração do Brasil, localizado na cidade de Peixe, em Tocantins. É referência na pesca esportiva e tem o título de terceiro maior arquipélago fluvial do mundo, somando 366 ilhas. A paisagem chama atenção e encanta os turistas com águas multicoloridas, em tons de verde, azul e prata. A beleza do Tropeço é tão grande quanto os perigos que ele esconde para quem não conhece a navegação de suas águas. Por isso o ideal é se programar com apoios de guias ou de quem conhece bem a região, caso queira explorar as águas navegando. Quem curte praia terá uma experiência diferente da realidade litorânea. Acampar, pescar, caminhar em meio à natureza, descansar na beira de uma lagoa ou rio, observar a geografia dos canais, todas essas atividades são possíveis na região.

Foto: Penxels

8 – Nobres (MT) e os encantos das grutas com águas cristalinas

O Mato Grosso é um estado rico em belezas naturais, uma delas fica no distrito de Bom Jardim, na cidade de Nobres. Um lugar digno de filme e por isso não poderia ficar de fora da lista dos 10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval. A Lagoa Azul fica  a 150 quilômetros de distância de Cuiabá, tem rios cristalinos, cheios de peixes, grutas e cachoeiras belíssimas.

Mergulhar para observar os peixes com uso de snorkel dá a sensação de estar dentro de um aquário gigante. Numa primeira impressão é normal comparar as atrações de Nobres às de Bonito, no Mato Grosso do Sul. Embora o visual se assemelhe muito, as diferenças começam a aparecer nos preços e pacotes de turismo. Nobres têm preços mais acessíveis, principalmente no Carnaval, quando é baixa temporada na região.

A maioria das atrações precisa de acompanhamento de guias especializados, por isso é importante contratar de antemão estes serviços, ou então procurar as agências que oferecem o serviço no centro da cidade.

Foto: Pixabay

9 – Ilha do Cardoso (SP) um oásis de sossego e desconexão com o mundo digital

A Ilha do Cardoso pertence à cidade de Cananéia, litoral de paulista. É o ponto mais ao sul do estado de São Paulo e fica bem próximo da divisa com o Paraná. A ilha é protegida pelo Parque Estadual da Ilha do Cardoso. O parque possui mais de 15 mil hectares de Mata Atlântica protegida eabriga um dos maiores criadouros de espécies marinhas do planeta. Além de ser um lugar lindo, é tombado pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade.

A ilha está dividida em núcleos, o principal é o do Marujá, onde está a maior estrutura da ilha, com opções de hospedagens rústicas, mas também há outros como o Perequê, mais próximo de Cananéia e o Pontal do Leste, localizado na extremidade sul da ilha. A Ilha do Cardoso é um prato cheio para quem quer sossego e calmaria para durante o Carnaval. Lá o visitante consegue a procurada desconexão, pois a luz elétrica é obtida por geradores que são deslizados durante a madrugada e telefones celulares não funcionam. É recomendado reservar hospedagem e passeios antecipadamente, pois há o controle do número de visitantes na ilha.

Foto: Prefeitura de Cananéia

10 – Parque Nacional do Catimbau fica fora da folia do Recife

Em Pernambuco está um tesouro histórico em forma de parque natural. E apesar de ficar a menos de 300 km do agito do Carnaval de Recife, fica fora da rota da folia. O Parque do Catimbau merece estar na lista de 10 destinos pouco conhecidos para viajar no Carnaval. No início do ano a região fica ainda mais bonita, pois é durante a estação chuvosa que a caatinga mostra toda sua exuberância. As opções de hospedagens não são tantas, porém os preços são acessíveis mesmo se tratando de um lugar tão rico em história. O parque é considerado o segundo maior sítio arqueológico do país. Algumas das atrações para conhecer e se encantar são as pinturas rupestres, a Pedra Furada e a trilha das Três Torres.

Foto: divulgação

E aí, curtiu as dicas? Quais são as suas para os leitores do Viajar é Vida?


Conteúdos Relacionados


2 comentários

  1. Avatar

    Great content! Super high-quality! Keep it up! 🙂

  2. Avatar

    Great article. I’m facing some of these issues as well..

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*